Forças da soberania

sábado, 9 de agosto de 2008

TEMA: A IMPORTÂNCIA DAS FORÇAS ARMADAS PARA A SEGURANÇA NACIONAL E PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS.

Forças da soberania

José Ricardo

Toda nação precisa de um poder militar capaz de lhe garantir a paz interna e de dissuadir violações à soberania nacional. No Brasil, esse poder é constituído pelas forças armadas, encarregadas da nobre missão de defender a Pátria.

Mesmo que um país viva em aparente clima de paz internacional, é imperioso manter em estado de prontidão uma força militar capaz de fazer frente a um ataque repentino. A conjuntura internacional é bastante susceptível de mudanças inesperadas, imprevisíveis. Conflitos podem surgir de pequenos atos impensados ou precipitados.

Cumpre ainda às forças armadas e às forças auxiliares a missão de preservar a ordem pública, que se constitui em assegurar a paz social e os direitos fundamentais, inerentes e inalienáveis do ser humano, como o direito à vida, à segurança, à propriedade e à liberdade.

As forças armadas também realizam um importante trabalho de cidadania em vários lugares, especialmente na Amazônia, onde, além de proteger a floresta, realizam atendimento médico à comunidade ribeirinha e às tribos indígenas. As forças armadas ainda estão sempre prontas a ajudar em situações emergenciais ou de calamidade, como em desastres aéreos, epidemias, catástrofes naturais e em tantas outras situações em que a população brasileira precisa de uma mão amiga.

Portanto, é indiscutível o papel relevante exercido pelos militares das forças armadas, que se sacrificam diuturnamente para garantir a soberania nacional, preservar os direitos dos cidadãos brasileiros e socorrer a população em momentos difíceis.



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo