Por que e por quem Jesus foi morto

sábado, 9 de agosto de 2008

Adaptado de: http://pracinha.stive.com.br/2008/05/21/

Nota: As  expressões em negrito foram extraídas  do Novo Testamento. 
Por que e por quem Jesus foi morto 

O planeta não pára de girar, mas algumas coisas insistem em permanecer estagnadas.
Há cerca de dois mil anos, um homem (ou o salvador do mundo - depende da fé de cada um) chamado Jesus, quando tinha seus trinta anos de idade, começou a pregar que o sistema religioso da época estava errado, e que os chefes dos sacerdotes, os doutores da lei, os escribas e os fariseus estavam criando uma infinidade de rituais sem sentido, deturpando a mensagem de Deus. Jesus convidou as pessoas a beberem do vinho novo. Sabia, todavia, que muitas pessoas sempre iriam preferir o vinho velho, pois estavam arraigadas a antigas tradições, a formalidades banais.
Logicamente que o poder religioso tomou suas medidas para calar Jesus. Em nenhuma época a liberdade de expressão foi bem vista pelas autoridades.
Tentaram censurar Jesus, tentaram fazê-lo se auto-incriminar. É lícito ou não é, pagar o imposto a César? Pois dêem a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. Acusaram-no de estar violando o sábado, dia que era considerado sagrado. Deus quer misericórdia, não o sacrifício. O sábado foi feito para servir ao homem, e não o homem para servir ao sábado. Repreenderam-no por estar andando com pessoas pecadoras. As pessoas que têm saúde não precisam de médico, mas só as que estão doentes. Desprezaram-no por ser pobre, sem estudo, por não ter diploma de Doutor da Lei, por ser filho de carpinteiro. Esse não é o filho do carpinteiro? Mas Jesus provocava admiração nas pessoas com seus ensinamentos, e falava com autoridade, com propriedade. Milhares de pessoas o seguiam para ouvir sua palavra. Numerosas multidões o seguiram. A multidão se apertava ao seu redor para ouvir a palavra de Deus. Jesus ensinava como alguém que tem autoridade. O céu e terra passarão, mas minha palavra jamais passará.
Nenhuma ameaça fez Jesus desistir de sua missão de levar a boa nova aos pobres, aos doentes e aos oprimidos. Jesus sabia que iria morrer. Sua mensagem desagradava à elite. Os chefes dos sacerdotes e os doutores da lei ficaram indignados, quando viram as maravilhas que Jesus fazia. Procuraram prender Jesus, mas ficaram com medo das multidões.
Jesus lutou pelos seus objetivos, lutou contra o comércio e a venda da religião. Minha casa será chamada casa de oração. No entanto, vocês fizeram dela uma toca de ladrões. Jesus desmascarou a cúpula religiosa, mostrando a verdade ao povo. Jesus ensinou a ser humilde, lavou os pés dos discípulos. Quem de vocês quiser ser grande, deve tornar-se o servidor de vocês. Se alguém quer ser o primeiro, deverá ser o último, e ser aquele que serve a todos. Jesus foi enérgico com quem se posicionava contra a boa nova. Raça de víboras. Hipócritas. Sepulcros caiados. Guias cegos. Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com o dedo. Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Gostam dos lugares de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas; gostam de ser cumprimentados nas praças públicas, e de que as pessoas os chamem mestre. Por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e injustiça.
O poder religioso, percebendo a sabedoria de Jesus, percebendo que a doutrina Dele convertia muitas pessoas, percebendo que Ele era contrário ao sistema religioso vigente, decidiu matá-lo. A liberdade de expressão sempre incomodou quem esteve no poder. Armaram uma cilada para Jesus, prenderam-no à surdina, de madrugada, aproveitando a festa da Páscoa. Todo dia eu estava com vocês no Templo, ensinando, e vocês não me prenderam. Judas, com um beijo entregas o filho de Deus.
Fazendo uma analogia a história do maior líder de todos os tempos, o mestre dos mestres, percebe-se que até hoje a elite se incomoda quando alguém se posiciona contrário ao sistema, quando alguém quer trazer vinho novo. Até hoje a elite menospreza quem nasceu pobre, quem tem menos estudos, quem não tem curso de Doutor da Lei. Esse não é o filho do Carpinteiro?
Existiu alguém mais sábio do que Jesus? Em qual academia Jesus se formou? Jesus se formou na academia da vida, na academia dos valores da família, na academia da experiência, na academia da busca pela justiça, na academia da luta contra a opressão. Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é Reino do Céu.
Jesus não foi morto pelo povo honesto, pelas pessoas retas de espírito e de coração. Quem afirma isto está tentando distorcer os fatos. Jesus foi morto pela elite do sistema religioso, pelos chefes dos sacerdotes, pelos doutores da lei, pelos hipócritas, pelos sepulcros caiados, pelos guias cegos, pela raça de víboras, pelos que gostam dos lugares de honras nos banquetes e das primeiras cadeiras nas sinagogas. Foram essas pessoas - já deveria ser uma multidão naquela época - que o acusaram de blasfêmia, que gritaram: Crucifiquem-no! Crucifiquem-no!



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

2 comentário(s):

Anônimo disse...

LINDO TEXTO!
PARABENS

mayra araujo disse...

obrigado por esclarer o que eu queria saber.
que Deus te abencoe

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo