Interrupções temporárias e 1º mês

domingo, 28 de setembro de 2008

Blogger e as interrupções temporárias para manutenção - Dextermilian me informou que não conseguiu publicar comentários nas duas postagens anteriores e me perguntou o motivo. Respondo: Dextermilian, a plataforma blogger sofreu uma parada temporária, se não me engano, ontem ou anteontem. Talvez você tenha escrito o comentário durante essa parada. Peço a  você e a todos que tiveram o mesmo problema que façam a gentiliza, se quiserem, de escreverem novamente seus comentários. Ficarei muito grato.
- - - - - - -
1º Mês - No dia 19/09/08, o Universo Policial completou seu primeiro mês de existência. Em razão de encargos administrativos aos montes, não pude fazer uma postagem comemorativa. De toda forma, quero dizer que estou satisfeito com a interação que estou tendo com os  leitores. Também estou satisfeito e feliz com os números. No primeiro mês, entre 19/08 à 19/09, as páginas do Universo Policial foram acessadas 27.120 vezes. Recebemos um total de 9.109 visitas, sendo 6.537 de visitantes únicos/não-repetidos. No dia 10 de setembro, tivemos nosso maior número de visitantes únicos num dia: 477. Nessa última semana, o Universo Policial  recebeu uma média 340 visitantes únicos por dia, o que para mim já é um número expressivo; é quase o efetivo de um batalhão passando diariamente por aqui.
Agradeço a todos pelas visitas. No dia 19/08/2009, se Deus quiser, faço uma postagem sobre o 1º ano do blog. Fraternais saudações!



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

2 comentário(s):

Dextermilian SD disse...

ok ! os comentários viram , a respeito da ultima postagem, na minha opinião o policial não deve ter medo do superior de forma alguma, para mim que tem medo é por que deve ter algum problema , acho que o militarismo tem suas qualidades e defeitos ,mais o que importa é o tratamento cordial e amistoso entre o superior e o "inferior" ,para mim , essa forma de prestar cordialidade em forma de continência está defasada ,um aperto de mãos seria o suficiente. um dia a gente chega lá...

José Ricardo disse...

Dextermilian, também acho que o militarismo tem seus defeitos e qualidades. E também concordo com o que você disse: o que importa é o tratamento cordial e amistoso entre o "superior" e o "inferior".
Talvez este seja um dos pontos centrais do conto, um dos conflitos que o texto apresenta. É preciso existir regras antigas (continência, levantar, anunciar, etc., etc.) para haver respeito e ordem na Military Police ou em qualquer outra empresa ou organização? Outro conflito é: O tratamento dispensado ao aluno em qualquer curso que seja, militar ou não, pode causar mudanças negativas em seu comportamento? O aluno pode se sentir inferior como pessoa? Alguns cursos tem esse objetivo?
Agradeço o comentário e lhe digo que adoro a discussão de idéias. Para finalizar, deixo um comentário de Stuart Mill:
"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo