PM dançando Periquita - Transgressão?

sábado, 6 de setembro de 2008

PM dançando "Periquita" - Descontração ou transgressão?

Na minha opinião, o policial militar de São Paulo que dançou a "Periquita" estava num momento de descontração com os colegas, mesmo que os colegam fossem civis. Lógico que esta é uma opinião bastante pessoal. Pode ser que muitos policiais pensem diferente. Muitas vezes, o mal está é nos olhos de quem vê.

Podem me criticar, falar que a "PM acabou mesmo", mas esta é a minha opinião. Policial militar não é robô; é um ser humano igual a todos os outros e, portanto, cada qual tem a sua personalidade. A deste, pelo que se percebe pelo vídeo, era um pouco mais descontraída. E está bem claro que ele não tinha nenhuma intenção em denegrir a imagem da corporação. Agora, quem postou o vídeo na internet.... Bem, se quem  publicou o vídeo foi um policial, eu gostaria de olhar nos olhos dele e dizer: Você é um moleque! Um traidor! Você não é digno de confiança!

O vídeo tem meros vinte e sete segundos de duração, e não serão esses poucos segundos que irão macular a vida de um policial. Ah, bem verdade que existe um outro vídeo com o mesmo policial, no qual ele dança um Mambo. Também não vislumbrei nesse outro vídeo nenhuma transgressão. Percebe-se que o policial é "reincidente" e gosta mesmo de dançar; e não é que ele dança bem, rsrsrsrs.

Há não muito tempo, policiais militares de Minas Gerais, sob determinação superior, tocaram tambor e dançaram no programa do Faustão para divulgar um projeto de integração entre PM e comunidade. Não me recordo se houve críticas na época. Elogios sobre a integração PM-Comunidade eu sei que existiram.

Cliquem no link abaixo e vejam a performance dos militares mineiros. Eles tocam tambor, alguns dançam samba na ponta do pé e um policial até desabotoa a gândola para mostrar a camisa do AfroReggae. Tudo sob o acompanhamento do comando.
Vejam também algumas fotos de policiais militares de Minas Gerais e até do senhor governador do Estado participando de projetos comunitários.
Fonte: Site do Afroreggae
Viram? Então eu pergunto novamente: Trasgressão ou descontração? Só é transgressão quando não é sob ordem superior?

Então, senhores, vamos levar a vida menos a sério. Vamos sorrir e brincar enquanto a morte não vem nos buscar.

Estes e outros vídeos de policiais dançando você encontra no blog Abordagem Policial e no PM TUBE.

Vejam também a reportagem:



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

11 comentário(s):

Dafnis disse...

Existem inumeros vídeos de soldados americanos dançado,cantado e dançado de novo.
Tenho certeza que nenhum deles foi punido.
A verdade é que o policial estava em um dos raros momentos de descontração.Qualquer que seja a profissão que você exerça,vez ou outra vai haver uma piadinha,aquela gargalhada e quem sabe uma dança :)

Thiago disse...

Também não vi transgressão alguma nos videos. Nós, Policiais, sabemos assimilar tal situação, porque só nós sabemos que Policial não é nenhum robô, que não é porque estamos fardados que é preciso ficar imóvel e sério com todos. O problema nisso aí acho que foi a publicação, porque nós sabemos assimilar, já o público não, a maioria ainda acha que somos robôs (hehehe).. e também sempre tem aqueles que é só aparecer uma oportunidade como essa para criticarem a corporação. Resumindo, acho que o problema foi ter publicado o video, pois o momento foi de descontração entre os amigos militares, situação que acontece com todos nós. :)

José Ricardo disse...

Saiu até no Fantástico. O senhor que fica batendo palmas e cantando "lola, lola lolita lola" foi entrevistado. Ele disse que o policial militar, o Soldado Queiroz, dançou a pedido de um capitão. Então, se a PMSP considerar o fato transgressão disciplinar, pode sobrar até para o senhor capitão, o qual, em tese, foi omisso, prevaricou e até instigou a prática da suposta transgressão disciplinar?
Uma pena que uma mera descontração entre colegas tenha dado tanta polêmica…

Anônimo disse...

Esta policia é cheia de erros,deve-se apurar quem executou o comerciante em Santo André no ano de 1996(caso Grafite)o Laudo pericial comprovou execução,segundo o perito Molina da Unicamp.Este fato sim é que tem de ser apurado e não um pm dançando.Vai nessa Queiroz e força.
João Carlos de Goes São Paulo.

Anônimo disse...

Eu pergunto:quantos como o oficial que se matou por ser acusado de pedofilia existe neste corporação?
Dançar não tem nada de mais,tem que ser apurado outros erros absurdos,e olha que tem.

Anônimo disse...

olha, nós policiais militares do Rio je janeiro...ESTAMOS DANÇANDO HÁ MUITOOOO TEMPO....é a dança não tem hora para terminar, vai dar muitas horas de videos, e não muito engraçados.

Anônimo disse...

eu achei q o video era brincadeira na hora de almoco mas o cara q fez isso colocar om video na internet ele teve coragem de faze isso com ele... com o propio colega nao tem perdao se fosse comigo eu pegava aquele cara e dava um murro tao forte q arrancava os pulmoes dele!!!!!!!!!

Anônimo disse...

EU NAO IREI CRITICALOS POIS ADIMIRO MUITO ESSES POLICIAIS POIS TEM MUITO POLICIAIS ONESTO ELES TAMBEM TEM O SEU MOMENTO DE DESTRAÇAO POIS TER UM AMIGO COMO ESSE QUE TRAIU MANDADO ESSE VIDIO PARA A NÉT NAÕ SABE O DIA DE AMANHA POIS SÓ DEUS PARA ABENÇOA-LO ADORREI A DESCONTRAÇAO DO POLICIAL PARABENS NAÕ DESANIME POIS VC VENCERA BEIJOS EU ME CHAMO CLEIDE DE SP

Anônimo disse...

Pô deixa o cara ser feliz, aliás ele dança que é uma delícia! Quem está querendo puni-lo devia deveria se preocupar com coisas vergonhosas que acontecem no Brasil e não com uma discontração. Dança Delícia rsrsrs

Charles Esterque disse...

é isso,desisto vergonha

Charles Esterque disse...

sou militar,quer dizer que para ser punido o regulamento esta presente! hummmmmmmm legal!

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo