Eleição nos EUA e os Donos do Mundo

terça-feira, 4 de novembro de 2008

“O presidente dos Estados Unidos é o homem mais poderoso do mundo!” Esta afirmação eu ouvi ontem, no Jornal Nacional, da rede globo. Mas será mesmo que o presidente dos EUA é o homem mais poderoso do planeta, ou seria ele um mero porta-voz dos donos do mundo?

Companheiro, alguma vez já passou pela sua cabeça que o mundo pudesse ter donos? Se sua resposta foi positiva, digo-lhe que eu também já refleti muito sobre isso. Não me parecia razoável que governantes de tempos em tempos deixassem o poder e não acontecesse um colapso geopolítico, ou a quarta guerra mundial. Em meio ao caos do mundo, existe uma coesão inexplicável. Inexplicável? Não, tudo deve ter sua explicação...
Sempre irão existir pessoas como Hitler, que querem dominar o mundo. E um poder maior tem que barrar essas mentes insanas. Mais qual poder? Em toda minha ignorância, eu parto do princípio do poder econômico. Sim, poder econômico. Os ricos querem ficar cada vez mais ricos, ou, no mínimo, continuarem com a mesma riqueza, concordam? E nem sempre a guerra, ou a concorrência, pode ser benéfica para atingir esses objetivos. Concorrência? Sim, concorrência. O que é melhor para grandes empresas: concorrência entre si ou cartéis e monopólios?
Bom, partindo dessa premissa, se todos os homens que dominam o capital (empresários, banqueiros, grandes comerciantes, etc.) se unissem e criassem uma associação para ditar os rumos do mundo, será que eles seriam bem sucedidos nessa empreitada? Você poderia me contestar com a seguinte afirmação: "Eles não têm poder bélico, e seus objetivos poderiam ser barrados pelo poder das armas." Sim, o poder militar teoricamente está nas mãos dos governantes. E a nação com o maior poder militar do planeta são os EUA, sem dúvida. E essa premissa nos garantiria dizer que o presidente dos EUA é o homem mais poderoso do mundo. Mas, companheiro, você já parou para pensar com qual dinheiro os candidatos à presidência dos EUA e de outros países fazem suas campanhas? Afinal, dinheiro não cai do céu.
É simples, os maiores financiadores de campanhas são os homens que dominam o capital. E será que esses homens - e mulheres - são tão bonzinhos a ponto de não quererem nada em troca dos milhões investidos nas campanhas dos políticos eleitos? Eu penso que  eles sempre querem um "favorzinho", e você? Na minha lógica, existem muitos interesses ocultos por trás de tudo isso. E a mídia não faz nenhuma questão de revelar à opinião pública os verdadeiros propósitos. Por quê?  Porque a mídia também é financiada pelos homens do capital. Sim, e para confirmar a minha assertiva, é só você ver quem são os maiores anunciantes dos grandes veículos de comunicação. E afirmo mais, afirmo que os donos da mídia também fazem parte dos homens do capital. Qual será o faturamento das grandes empresas de televisão? Deve ser uma monstruosidade, não acham? Sem falar do domínio intelectual, cultural, (des) informativo, etc., que elas impõe sobre o grande público.
A partir dessas reflexões, creio ser possível asseverar que o mundo tem donos. Sim, companheiro, existem alguns poderosos que dominam o mundo, mas isso ocultamente, é lógico. E não pense que isto é alguma teoria da conspiração, porque não é! E eu não estou falando nada de novo. Já existem até livros, como “A Verdadeira História do Clube Bilderberg”, escrito pelo jornalista lituano Daniel Estulin, que falam sobre alguns clubes que se reúnem periodicamente para ditar a nova ordem mundial. O maior e mais poderoso, e tema do livro citado, seria o Clube Bilderberg, criado há 52 anos, que seria composto por todos os presidentes dos EUA vivos, os dirigentes da Coca-Cola, da Ford, do Banco Mundial, do FMI, da OTAN, da OMC, da ONU, diversos primeiros-ministros, representantes de várias casas reais européias e dos mais influentes meios de comunicação, por Henry Kissinger, pelas famílias Rockfeller e Rotschild, entre outros. Seria uma sociedade secreta, aristocrática e global, que controlaria não só os governos mais poderosos, como também teria promovido a ascensão dos Beatles, teria feito eclodir o caso Watergate e agido com firmeza para definir o resultado das últimas eleições norte-americanas. O autor do livro diz que tudo que ele afirma está muito bem documentado, e que ele não é adepto das disparatadas hipóteses, como a que chama os bilderbergers de Illuminati ou a que postula que os antecessores dos bilderbergers foram os autores do Priorado de Sião. Ou ainda que “o rei dos bilderbergers é o superior-geral da Companhia de Jesus”.
Ficou estarrecido com o que leu? Parece coisa de filme, não é? Mas saiba também  que todas as suas comunicações (telefone, internet, etc.) podem estar sendo interceptadas e analisadas por um suposto sistema de espionagem mundial denominado Echelon, que seria uma sofisticada máquina cibernética de espionagem, criada e mantida pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, com a participação direta do Reino Unido, do Canadá, da Austrália e da Nova Zelândia.
Será que tudo isto é teoria da conspiração? É, talvez eu esteja navegando demais...



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

2 comentário(s):

Welber disse...

Parece coisa de filme...

José Ricardo disse...

Ou alguma teoria da conspiração...

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo