Uso da vírgula - Tire suas dúvidas aqui

sábado, 15 de novembro de 2008

Uso da vírgula - Tire suas dúvidas

Apesar de parecer simples, o uso da vírgula é um elemento da escrita em que muitos tropeçam. E uma vírgula mal colocada, ou a falta dela, pode prejudicar completamente a clareza de um texto, tornando-o ambíguo e obscuro. Quer um exemplo? Veja então como estas duas frases têm sentidos totalmente diferentes apenas pela posição da vírgula. "Se o homem soubesse o valor que tem a mulher, andaria de quatro a sua procura". (um sentido). / "Se o homem soubesse o valor que tem, a mulher andaria de quatro a sua procura". (outro sentido). Portanto, ciente da importância do uso correto da vírgula, que tal saber mais e tirar suas dúvidas sobre o emprego desse sinal de pontuação?
Para falar a verdade, virgular bem não é fácil, porque é preciso ter um bom conhecimento de sintaxe. Acrescenta-se a isso o fato de o uso da vírgula ser uma matéria controvertida entre os gramáticos. Não existe unanimidade nem regras absolutas. Diante disso, faremos aqui um apanhado do que o uso geral vem sancionando.
Para começar, é imprescindível acabar com a lenda de que o uso da vírgula está relacionado à respiração. Esqueça isso! Se assim fosse, cada um iria usar a vírgula de um jeito, concorda? Na verdade, o emprego da vírgula depende da estrutura sintática da oração. Você não sabe nada de sintaxe ou esqueceu tudo o que o professor de Português falou naquelas aulas que pareciam enfadonhas? Sim? Então, vamos dar uma pequena revisada.
Todo termo, palavra ou expressão desempenha uma função no período, e é por meio da análise sintática que se reconhecem essas funções. Quais seriam essas funções? Entre outras, as seguintes:
·Sujeito - é o ser de quem se diz alguma coisa ou que pratica a ação.
·Predicado - é aquilo que se afirma do sujeito.
·Predicativo - é o termo que exprime um atributo, um estado ou modo de ser do sujeito ou que se refere ao objeto de um verbo transitivo.
·Objeto direto e indireto - são os complementos verbais.
·Agente da passiva - representa o ser que pratica a ação expressa pelo verbo passivo.
·Adjunto adnominal - é o termo que caracteriza ou determina os substantivos.
·Adjunto adverbial - é o termo que exprime uma circunstância (de tempo, lugar, modo, etc.).
·Aposto - é uma palavra que explica, esclarece, desenvolve ou resume outro termo da oração.
·Vocativo - é o termo usado para chamar o ser a que nos dirigimos.

Fizemos apenas uma síntese, e deve ter ficado meio confuso, não foi? Por isso e, para virgular com precisão, é imperioso que você se aprofunde na análise sintática. Não se esqueça de estudar os diversos tipos de períodos e de orações.
Continuando o desenvolvimento do nosso tema, vamos falar sobre as funções da vírgula.

Funções da vírgula

A vírgula, do mesmo modo que os demais sinais de pontuação, exerce três funções básicas:
·Marcar as pausas e as inflexões da voz na leitura; (A lenda que relaciona uso da vírgula com respiração nasceu dessa função que ela desempenha, mas não há que se confundir entoação verbal com respiração, certo?)
·Enfatizar e/ou separar expressões e orações;
·Esclarecer o sentido da frase, afastando qualquer ambigüidade.
Antes de falarmos especificamente sobre os casos de uso da vírgula, é melhor esclarecermos quando ela não deve ser empregada. Para isso, é preciso que você saiba que o período segue uma seqüência lógica, também chamada de ordem direta ou ordem habitual, a saber: sujeito -> verbo -> complemento -> circunstâncias. Entenderam agora a necessidade de dominar a análise sintática? Bom, seguindo essa seqüência, sem interferência, não há vírgula, isto segundo a maioria dos gramáticos. Digo “maioria dos gramáticos” porque alguns afirmam que ela seria optativa antes das “circunstâncias” ou, gramaticalmente falando, antes dos adjuntos adverbiais. Ex.: Os policiais militares desencadearam a operação lei seca durante o jogo da seleção brasileira. (ordem direta, sem vírgula)
Sabendo disso, vamos ver os casos em que a vírgula não é usada.

Não deve ocorre vírgula

1 - Entre o sujeito e o verbo:
Ex.: Os policiais prenderam o infrator.
O sargento é mestre em artes marciais.

2 - Entre verbo e complementos verbais:
Ex.: Encontramos o suspeito.
Obedecemos às ordens do comandante.

3 - Antes de orações subordinadas substantivas, exceto as apositivas.
Ex.: Convém que deixemos o local.
Espero que nenhum policial cometa erros durante a operação.

4 - Antes de orações adjetivas restritivas:
Ex.: Ele é o homem que mata passarinhos.
Um vegetal é um animal que dorme.

5 - Em orações coordenadas ligadas por “e” que tenham o mesmo sujeito:
Ex.: Chegou e prendeu o infrator.
Agora, sim, vamos estudar os casos de uso da vírgula.

Casos de uso da vírgula

Usa-se a vírgula para:

1 - Assinalar o vocativo (é o termo com que se interpela/chama o ouvinte/interlocutor):
Ex.: Sargento Mike, compareça ao local da ocorrência.
Cidadão, você será conduzido à delegacia da cidade.

2 - Assinalar o aposto (é o termo da oração que serve par explicar um termo anterior, identificando-o, esclarecendo ou qualificando-o):
Ex.: O comandante do batalhão, pessoa justa, não condenou o sindicado.
Inspetor Bugiganga, policial criativo, prendeu os criminosos.

3 - Precedendo termos de mesmo valor sintático. Observação: Quando o último elemento é introduzido pelas conjunções "e", "ou", "nem", não se usa a vírgula.
Ex.: Amor, fortuna, ciência, somente isso não traz felicidade.
Foram apreendidas armas de fogo, substâncias entorpecentes e bicicletas furtadas.
Nem a música, nem o cinema, nem o teatro têm a mesma magia do circo.
Um avião, um ônibus ou um automóvel não têm o mesmo charme de um trem.

4 - Precedendo orações coordenadas assindeticamente, isto é, sem uso de conjunções. Via de regra, são orações não introduzidas pela conjunção aditiva “e”.
Ex.: Aborde-o, reviste-o, algeme-o e prenda-o.
Teimou, insistiu, tornou a insistir e acabou sendo demitido.
Chegou a casa, sentou no sofá, ligou o televisor, buscou o canal certo, acomodou-se e assistiu ao filme.

5 - Entre as orações intercaladas:
Ex.: A guerra, disse o general, é uma defesa prévia.
A arma de fogo, disse o policial, é minha ferramenta de trabalho.

6 - Para marcar as orações subordinadas adjetivas explicativas:
Ex.: O carnaval, que é tradicional, a cada ano está mais perigoso.
A alma, que é imortal, integra-se ao cosmo.

7 - Entre expressões explicativas, continuativas, conclusivas, retificativas ou enfáticas de um modo geral (isto é, a saber, por exemplo, a meu ver, na minha opinião, digo, ou melhor, quer dizer, além disso, aliás, assim, com efeito, como dizer, demais, depois, enfim, então, no mais, ora, ou seja, ou antes, igualmente, pensando bem, pois bem, pois sim, por assim dizer, realmente, em suma, note-se bem, finalmente, em verdade, de fato, sim, não, etc.):
Ex.: O criminoso, digo, o cidadão infrator, foi detido às nove horas.
O governador, ou melhor, o excelentíssimo senhor governador, dará um aumento de 100% à classe policial.
Observação desse caso de uso da vírgula: Lembre-se de usá-la com "sim" e "não".
Ex.: Sim, um dia hei de morrer.

8 - Entre as conjunções coordenativas adversativas e conclusivas, quando pospostas/intercaladas (porém, contudo, entretanto, todavia, logo, portanto, etc.):
Ex.: O tiroteio, porém, continuava.
O sargento, portanto, foi homenageado.

9 - Nas datas e endereços:
Ex.: Belo Horizonte, 13 de novembro de 2008.
Rua da Alegria, nº 30.

10 - Para indicar zeugma (elipse/omissão de um ou mais termos anteriormente citados):
Ex.: Uns diziam que se suicidou; outros, que foi assassinado. (elipse do verbo “diziam”)
O dia estava quente; o sol, escaldante. (elipse do verbo “estava”)
Nós viemos da terra; eles, do mar. (elipse do verbo “vieram”)

11 - Precedendo orações principais pospostas:
Ex.: Quando menos se esperava, o cadete deixou de lado suas antigas aspirações.

12 - Antes de “e”, quando as orações apresentarem sujeitos diferentes ou quando o “e” se repetir:
Ex.: Fez-se o céu, e a terra, e o mar.
João escreveu uma carta, e José arrumou a cama.

13 - Nos elementos paralelos de um provérbio:
Ex.: Mocidade ociosa, velhice vergonhosa.

14 - Em construção com termos pleonásticos:
Ex.: Bom policial, talvez não mais o seja.

14 - Para separar predicativos situados antes do verbo (predicativo é o termo que exprime um atributo, um estado ou modo de ser do sujeito ou que se refere ao objeto de um verbo transitivo.):
Ex.: Destemidos e intrépidos, os policiais avançavam pela área de risco.

15 - Orações subordinadas substantivas apositivas:
Ex.: Fez-nos um pedido, que mantivéssemos suas vírgulas.

16 - Antes de locuções adversativas como "e sim", "e não". Entretanto, não se deve isolar essas locuções adversativas com vírgula. Usa-se somente uma, precedendo-as.
Ex.: Ele comprou um DVD, e não um CD.
Ele não fez as tarefas de que foi incumbido, e sim as que ele quis.

Casos controversos entre os gramáticos

1 - Adjuntos adverbiais e orações adverbiais.
Como vimos acima, o adjunto adverbial é o último elemento da frase, e a oração subordinada adverbial deve vir após a oração principal (seqüência lógica ou ordem direta). Diante disso, alguns gramáticos afirmam que, sempre que o adjunto adverbial ou a oração adverbial vierem deslocados da ordem direta da frase, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento. Outros, dizem que a vírgula é optativa. Outros, porém, ensinam que, nesses casos, o uso da vírgula deve condicionar-se ao número de palavras que contém o adjunto adverbial ou a oração subordinada adverbial. Outros, ainda, dizem que, mesmo a oração subordinada adverbial estando posposta (após) a principal, somente não é usada a vírgula nas orações subordinadas adverbiais finais e orações subordinadas adverbiais conformativas. E outros gramáticos estabelecem outras regras. Então, qual regra usar? Se for num vestibular ou concurso, use as regras do livro indicado no edital. Agora, no dia-a-dia, creio que se deva buscar a harmonia, o ritmo, a melodia, o equilíbrio e, principalmente, a clareza.
Veja exemplos do que acabamos de falar:

Ordem direta da frase:
Ex.: Os policiais militares desencadearam a operação lei seca durante o jogo da seleção brasileira. (sem vírgula)
Os policiais militares desencadearam a operação lei seca, durante o jogo da seleção brasileira. (com vírgula)

Adjunto adverbial deslocado:
Ex.: Durante o jogo da seleção brasileira, os policiais militares desencadearam a operação lei seca. (com vírgula)
Os policiais militares desencadearam ontem a operação lei seca. (sem vírgula)

Período composto. Seqüência normal:
Ex.: O cadete deixou de lado as antigas aspirações quando menos se esperava. (sem vírgula)
O cadete deixou de lado as antigas aspirações, quando menos se esperava. (com vírgula)

Período composto. Oração adverbial deslocada (intercalada ou anteposta):
Ex.: O cadete, quando menos se esperava, deixou de lado suas antigas aspirações.
Quando menos se esperava, o cadete deixou de lado suas antigas aspirações.
Suas antigas aspirações, segundo diziam todos, eram irrealizáveis.

2 - Há também entre os gramáticos controvérsia quanto ao uso da vírgula nas orações reduzidos de gerúndio ou de particípio. Os pontos de conflito são semelhantes aos dos adjuntos verbais e das orações subordinadas adverbiais. Alguns gramáticos afirmam que a ausência da vírgula diante das orações reduzidas é a regra em qualquer tipo de oração adverbial na sua ordem habitual, isto é, depois da oração principal, não anteposta nem intercalada. Outros, afirmam que a vírgula é obrigatória. Outros, afirmam que ela é optativa. Então, caro internauta, é você quem decide.
Ex.: Esse fato contribui ainda mais para afastá-lo da sua missão de eliminar conflitos realizando a justiça. (sem vírgula)
Esse fato contribui ainda mais para afastá-lo da sua missão de eliminar conflitos, realizando a justiça. (com vírgula)
Terminando o trabalho, pode descansar. (com vírgula)

Era isso o que tínhamos para lhe dizer.
* * *
Leia também:

Aprenda mais e se divirta com os vídeos sobre vírgula. Confira:







Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

172 comentário(s):

Dextermilian SD disse...

iiiii o uso da virgula é um pesadelo kkkk, na minha opinião, ela é realmente nescessária o problema é o uso correto , eu não me empenho a aprender , fazer o que um dia chego lá kkkk. quem sabe usar corretamente, meus parabéns!

Wanderby B. de Medeiros disse...

Obrigado pela aula!
Acho que não tinha recordação de quase nada mais disso.
Abraço.

José Ricardo disse...

Dextermilian, o uso incorreto da vírgula prejudica a clareza do texto e pode provocar ambigüidade. Portanto, ela é realmente necessária. Com um pouquinho de esforço, não é difícil dominar esse sinalzinho de pontuação. Obrigado!
------------
Senhor Major Wanderby, de nada! Abraço!

José Ricardo disse...

Vi hoje no programa da Ana Maria Braga algumas frases que têm sentido completamente diferentes dependendo da posição da vírgula. A que mais me chamou a atenção foi esta:
"Se o homem soubesse o valor que tem a mulher, andaria de quatro a sua procura". (um sentido)
"Se o homem soubesse o valor que tem, a mulher andaria de quatro a sua procura". (outro sentido)

Anônimo disse...

Professor,
no texto abaixo a colocação das vírgulas está correta?

" Solicitamos a gentileza de informar, com a maior brevidade possível, a essa Gerência o resultado de sua Auditoria para que possamos dar continuidade ao processo de cobrança."

att

Laura

José Ricardo disse...

Laura, sim, está correta.

Adriana disse...

Muito bom o artigo! uso da vírgula é um complicador, especialmente quando estamos escrevendo redação para algum tipo de prova ou concurso. Obrigada pelas dicas! Bjos! Adri.

laryssa disse...

olha,,realmente hoje em dia a internet é mara,,só que tem umas paginas que a gente entra para pesquisar e no final,,não encontra nada de importante,,mas essa pagina foi uma das melhores,,ela contem tudo que precisa,,eu pesquisei sobre o uso da virgula,,enconteri umas paginas que tinha umas coisas nada a vê,,então descobri essa pagina,,e realmente ela é mara!!!!!!!

Anônimo disse...

legal

Anônimo disse...

Muito bom mesmo, vou me empenhar a estudar mais português.
Não sou muito bom.

Anônimo disse...

Qual a frase correta:

RECEBI COM IMENSA SATISFAÇÃO, O CONVITE PARA A FESTA.
ou
RECEBI, COM IMENSA SATISFAÇÃO, O CONVITE PRA A FESTA.

Obrigado,

AILTN

José Ricardo disse...

A segunda.

Anônimo disse...

Muito obrigado,minha professora de português tinha me pedido um trabalho,já havia recorrido em vários lugares, mais não conseguia achar,só que aqui eu pudi tirar minhas dúvidase entregar um trabalho completo.

José Ricardo disse...

Obrigado pelo elogio.

Anônimo disse...

gostei muito!!

Anônimo disse...

A vírgula é usada para isolar termos considerados sintaticamente como acessórios?

Anônimo disse...

gOSTEI MUITO

José Ricardo disse...

Respondendo a pergunta: "A vírgula é usada para isolar termos considerados sintaticamente como acessórios?"

Os termos acessórios da oração são o adjunto adnominal, o adjunto adverbial e o aposto. O aposto sempre vem entre vírgulas. O adjunto adnominal, não. O adjunto adverbial é um caso mais complexo. Alguns gramáticos afirmam que, sempre que o adjunto adverbial ou a oração adverbial vierem deslocados da ordem direta da frase, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento. Outros, dizem que a vírgula é optativa. Outros, porém, ensinam que, nesses casos, o uso da vírgula deve condicionar-se ao número de palavras que contém o adjunto adverbial ou a oração subordinada adverbial. Outros, ainda, dizem que, mesmo a oração subordinada adverbial estando posposta (após) a principal, somente não é usada a vírgula nas orações subordinadas adverbiais finais e orações subordinadas adverbiais conformativas. E outros gramáticos estabelecem outras regras. Então, qual regra usar? Se for num vestibular ou concurso, use as regras do livro indicado no edital. Agora, no dia-a-dia, creio que se deva buscar a harmonia, o ritmo, a melodia, o equilíbrio e, principalmente, a clareza.

Mais detalhes na postagem. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

Bom dia, Senhores. Vim esclarecer uma dúvida. É correto usar a vírgula nas seguintes frases?

"tudo de bom esse dia, meu amigo!!!";
"feliz aniversário, amigo!".

Me esclareçam por gentileza.
Obrigado desde já.

José Ricardo disse...

Corretíssimo, pois a vírgula está assinalando os vocativos "meu amigo" e "amigo". Apenas para revisar, vocativo é o termo com que se interpela, chama o ouvinte/interlocutor.

Só lembro que essas duas frasem devem começar com letra maiúscula. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

Olá, excelente essa página, após muita procura aqui foi o lugar onde cheguei mais perto de achar exatamente o que eu estava procurando.

Fiz uma prova no último domingo que tinha uma questão sobre motivos de uso da vírgula.
Eu gostaria de saber a sua opinião sobre a conclusão que cheguei após ler suas explicações.
A questão é sobre este trecho de um texto:

"O Conselho, de fato, tem sido importante na aplicação de regras chave nos tribunais. Por exemplo, no combate ao nepotismo, praga que também se abate sobre a Justiça."

A questão contém a seguinte afirmação: "a expressão “de fato” vem isolada por vírgulas pelo mesmo motivo que a expressão “Por exemplo” vem seguida de vírgula."

Pelo que entendi, esta afirmação é falsa, já que a expressão "de fato" estaria isolada por vírgulas para assinalar um aposto, enquanto a expressão "Por exemplo" viria seguida de vírgula por estar entre expressões explicativas. Estou enganado?

Obrigado pela ajuda.

José Ricardo disse...

Discordo do seu ponto de vista e acho que a afirmação esteja correta. No meu entendimento, ambas as expressões foram usadas pelo mesmo motivo, para separar palavras e expressões de natureza explicativa, continuativa, conclusiva, retificativa, ou enfáticas de um modo geral. Eis uma lista das mais usadas: além disso – aliás – a saber – assim – bem – com efeito – como dizer - demais – depois – enfim – então – isto é – não – no mais – ora – ou melhor – ou seja – ou antes - igualmente – pensando bem – pois bem – pois sim – por assim dizer – por exemplo – realmente – sim – em suma – note-se bem – finalmente – em verdade – demais, etc.

Anônimo disse...

Obrigado pela resposta.

Anônimo disse...

nossa que chato esse essa virgula kkkkkk

Anônimo disse...

Meus parabéns pela excelente página sobre uso da vírgula.

Mas durante a leitura surgiram algumas dúvidas:
1. No caso 3 do uso da vírgula temos a seguinte frase: "Nem a música, nem o cinema, nem o teatro tem a mesma magia do circo." Não deveria haver vírgula após "teatro"?
2. No caso 7 do uso da vírgula, o que justifica a virgula depois de "infrator" e do segundo "governador"?
3. No caso 8, a frase "Porém o tiroteio continuava." não tem a virgula?

Agradeço desde já as respostas.
Abs

Dani disse...

Professor,

Qual seria o correto?

Bom dia, Dani.
ou
Bom dia Dani,

José Ricardo disse...

Dani, o correto é a primeira frase, pois o vocativo, que é o termo com que se chama o interlocutor, no caso "Dani", deve ser assinalado pela vírgula.

José Ricardo disse...

No caso 3, não há vírgula porque, como explicado, quando o último elemento (o teatro) é introduzido pelas conjunções "e", "ou", "nem", não se usa a vírgula.

No caso 7, as vírgulas após "infrator" e "governador" foram usadas para assinalar que esses termos estão retificando os anteriores, que estavam incorretos.

No caso 8, o exemplo é com a seguinte frase: "O tiroteio, porém, continuava." Como explicado, deve-se usar vírgula entre as conjunções coordenativas adversativas e conclusivas, quando pospostas/intercaladas (porém, contudo, entretanto, todavia, logo, portanto, etc.)

Espero ter ajudado.

Anônimo disse...

Gostaria de saber é correto o uso da vírgula quando o objeto direto é anteposto ao objeto indireto já que a ordem normal da frase na língua portuguesa é sujeoto + verbo + objeto direto + objeto indireto + complemento adverbial.
Exemplo: Ele deu o livro ao poeta ( sem véigula0
Ele deu, ao poeta, o livro. (justifica-se esta vírgula pela anteposição do O.I.?)

José Ricardo disse...

Pesquisei na internet e achei a resposta para sua dúvida. Não é correto o uso da vírgula nesse caso, conforme o artigo "Objeto recuado não requer vírgula", de autoria de Thaís Nicoleti, do site "UOL Educação". Veja o que ela diz:

Essa norma de pontuação não se estende aos termos complementares (objeto direto e objeto indireto), que, mesmo invertidos (em posição inicial), preservam forte vínculo sintático com o verbo e repelem a vírgula.

Assim, não se usa a vírgula num caso como o do fragmento em epígrafe: À rádio CBN (objeto indireto) a governadora (sujeito) afirmou (verbo transitivo direto e indireto) que o anúncio... (objeto direto).

É bom notar, porém, que, se o objeto (direto ou indireto) for retomado pleonasticamente (na forma de pronome átono), a vírgula aparecerá. Assim: "À rádio CBN, a governadora afirmou-lhe que...".

Anônimo disse...

Professor,
está correto o uso da vígula nos exemplos abaixo?

Quase ao final da década, em 1997, esse número é reduzido, em termos proporcionais, alcançando 211 milhões de pobres (43,5%) e, 88,8 milhões de indigentes (19,0%.

E mais: se o crescimento resultante não possibilitou aos pobres obter qualquer benefício, significa que aqueles que estavam em melhor posição tiraram melhor proveito.

Obrigada!

José Ricardo disse...

Houve um pouco de exagero. Veja o uso correto da vírgula:

Quase ao final da década, em 1997, esse número é reduzido em termos proporcionais, alcançando 211 milhões de pobres (43,5%) e 88,8 milhões de indigentes (19,0%).

E mais: se o crescimento resultante não possibilitou aos pobres obter qualquer benefício, significa que aqueles que estavam em melhor posição tiraram melhor proveito.

Anônimo disse...

A virgula é usada para isolar termos considerados sintaticamente como acessórios? (por favor responda só sim ou não)

2-A virgula não deve ser usada para separar o verbo de seus termos complementares?

3-A virgula,assim como alguns outros sinais de pontuação, não serve para garantir pausas de respiração?

Anônimo disse...

Parabéns pelo site.
Professor, tive acesso a uma sentença com o seguinte teor:
"Pelo exposto, JULGO PROCEDENTE o pedido para TORNAR DEFINITIVAS as liminares concedidas e CONDENAR o réu a pagar à autora indenização por danos morais, no valor de cem salários mínimos, bem como indenização por danos materiais, na importância de R$ 2.021,27, devidamente corrigidas pelo IGP-M, com juros de mora de 1% ao mês, a contar da citação."
A minha dúvida é quanto ao seguinte trecho da sentença: "devidamente corrigidas pelo IGP-M, com juros de mora de 1% ao mês, a contar da citação.". Gostaria que me informasse se o termo "a contar da citação" está se referindo apenas aos juros de mora ou a correção (corrigidas pelo IGP-M) e aos juros de mora.
Grato pela atenção.

José Ricardo disse...

Caro internauta, a frase realmente é ambígua. Para decifrar esse enigma, fiz uma pesquisa para entender os termos econômicos. Bom, a expressão "a contar da citação" está relacionada ao valor dos danos morais e, consequentemente, diz respeito tanto à correção pelo IGP-M quanto aos juros de mora.

A intenção do juiz é fazer que o réu pague à autora da ação em tempo mais breve possível, sob pena de multa. "Mora" significa delonga, demora, retardamento. Além dos juros, o valor de R$ 2.021,27 deve ser corrigido com base no IGP-M, índice utilizado para a correção de contratos de aluguel e como indexador de algumas tarifas, como energia elétrica.

Citação, nesse caso, é o momento em que o réu é notificado formalmente acerca da sentença. Dessa forma, a contar da citação, o valor dos danos morais será corrigido com base no IGP-M e acrescido do juro de mora (demora, retardamento) de um 1% ao mês.

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual a explicação para o uso da vírgula na seguinte frase:

Aceito, obrigado.

GISLENE disse...

Aula completa, maravilhosa! Muito obrigada pelo esclarecimento.

Anônimo disse...

Qual é a maneira certa de escrever esta frase:

Segue, em anexo, um pedido de mercadoria.

Segue em anexo um pedido de mercadoria.

Usa-se vírgula?

José Ricardo disse...

Anônimo, na frase "aceito, obrigado" a vírgula é usada evitar ambiguidade. Veja esses exemplos:
Aceito chocolate.
Aceito maçã.
Aceito macarronada.
Aceito obrigado.

De acordo com o dicionário Aurélio, "obrigado" é um adjetivo. Em construções elípticas, de certa natureza interjetiva, vem assinalado pela vírgula. Exemplos:
— Como vai?
— Bem, obrigado;
— Muito obrigada, meu querido;
— Vamos bem, obrigados.

------------

Anônimo, é possível as duas frases, com e sem a virgula, visto que "em anexo" trata-se de um adjunto adverbial. Como explicado na postagem, o adjunto adverbial é o último elemento da frase (sequência lógica ou ordem direta). Diante disso, alguns gramáticos afirmam que, sempre que o adjunto adverbial vier deslocado da ordem direta da frase, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento. Outros gramáticos, porém, dizem que a vírgula é optativa. E há outros que ensinam que, nesses casos, o uso da vírgula deve condicionar-se ao número de palavras que contém o adjunto adverbial. A minha posição é a de que se deva buscar a harmonia, o ritmo, a melodia, o equilíbrio e, principalmente, a clareza. Dessa forma, eu acho melhor escrever "Segue em anexo um pedido de mercadoria."

Anônimo disse...

muitooooooooooooo boomm useei isso' para pescaar na prova grande ' blog' venhooo mais vezes aquii' '

Bjos Sombriiioo's

da Gotica Girl :*

Anônimo disse...

como justificar o uso das virgulas nesta frase:Alimpai-vos,pois,do fermento velho, para que sejais uma nova massa,assim como estais sem fermento. Porque Cristo,nossa páscoa,foi sacrificado por nós.

Anônimo disse...

como justificar o uso da virgula nesta frase: Primeiro,suportar a provação.

José Ricardo disse...

Sobre a frase bíblica, todas as vírgulas tem uma justificativa. Entretanto, considerando que são muitas, seria dispendioso explicá-las de novo, uma vez que, lendo a postagem, é possível saber por que elas foram usadas na frase.
----------------------
Explicação para uso da vírgula na frase: "Primeiro, suportar a provação".
A palavra "primeiro" exerce, nessa frase especificamente, função de adjunto adverbial, significando "primeiramente". Como explicado na postagem, de acordo com a sequência lógica/ordem direta, o adjunto adverbial deve vir como último elemento da frase. Diante disso, alguns gramáticos afirmam que, sempre que o adjunto adverbial vier deslocado da ordem direta, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento. Portanto, a vírgula foi utilizada para marcar o deslocamento do adjunto adverbial "primeiro".

Anônimo disse...

como justificar esta o uso da virgula nesta frase?
Tirai,pois,dentre vós a esse louco.

José Ricardo disse...

Virgular bem realmente não é fácil. Nesse caso, usa-se vírgula entre expressões explicativas, continuativas, conclusivas, retificativas ou enfáticas de um modo geral (isto é, a saber, por exemplo, a meu ver, na minha opinião, digo, ou melhor, quer dizer, além disso, aliás, assim, com efeito, como dizer, demais, depois, enfim, então, pois, no mais, ora, ou seja, ou antes, igualmente, pensando bem, pois bem, pois sim, por assim dizer, realmente, em suma, note-se bem, finalmente, em verdade, de fato, sim, não, etc.)

Anônimo disse...

Parabéns! Formidável!

Anônimo disse...

Muito obrigada,tirei muitas dúvidas.
Gostei muito das suas explicações, ótimo professor.
Abraço.

Anônimo disse...

Prº,realmente este site é perfeito,estou começando a estudar o uso de pontuação,ortografia e produção de textos...para me preparar, para concursos públicos.Confesso que bate um desespero com tantas regras, Como podemos lembrar de todas?em um mundo cheio de informações.
Geralmente sigo a regra da entonação,clareza e pausa no decorrer do texto.

Em relação ao 1ºcaso de uso de vírgula:Sargento mike,compareça ao local da ocorrência.Sargento Mike,não seria o sujeito e compareça verbo?
Desculpe minha ignorância

José Ricardo disse...

Como explicado na postagem, o vocativo é o termo com que se interpela, chama o ouvinte/interlocutor. Dessa forma, "Sargento Mike", naquela frase, desempenha a função de vocativo.

Anônimo disse...

Adorei o blog! Muito bem explicado,porém, continuo com algumas dúvidas. Não sou muito boa em gramática, mas quando tenho que escrever alguma coisa, tento utilizar,principalmente a vírgula, da maneira mais correta.
Segue dúvidas:

"Queria que, ao menos uma vez na vida, você fosse gentil e agradável."
ou
"Queria que ao menos uma vez na vida você fosse gentil e agradável"

"Caso você queira comprar o produto, por favor, me comunique."
ou
"Caso você queira comprar o produto, por favor me comunique."

Como seria o uso correto da vírgula?

Antecipadamente Grata!
Ass: Débora.

José Ricardo disse...

Débora, veja o uso correto da vírgulas nas frases citadas:

"Queria que, ao menos uma vez na vida, você fosse gentil e agradável."

"Caso você queira comprar o produto, por favor, me comunique."

Saudações policiais.

Anônimo disse...

Nossa! Isso é quase uma aula completa. Adorei. Está de parabéns! Encontrei realmente o que queria.

Anônimo disse...

Está certo o uso da vírgula nas frases á seguir:

O que você quer, então?

Vou quebrar, apenas isso. (Esse "apenas isso" é no sentido de, tipo, finalizar. Ex: Não te quero, apenas isso que tenho a dizer.)

Obrigado!
Ass: Danilo

José Ricardo disse...

Danilo, o mais correto é o "ponto", visto que se tratam de frases distintas. A vírgula causaria obscuridade à frase.

Anônimo disse...

Oi, José Ricardo!

Parabéns pelo seu site! Muito esclarecedor!

Gostaria de pedir sua ajuda quanto ao uso do "este" e "esse". Quando uso um ou outro?
Obrigada!
Marli

Anônimo disse...

Eu, apesar de nao ter lido tudo,entendi bem sobre o uso da virgula parabéns!!

Anônimo disse...

Achei num site uma brincadeira:
"Maria toma banho porque sua mae traga a toalha disse ela."
La dizia que a ambiguidade poderia ser quebrada com apenas tres virgulas.
Alguem podia responder como?
Acho que fico louca se nao souber a soluçao!

Obrigada^^

Anônimo disse...

ola, obrigado, pelas dicas de como usar a virgula.
espero que eu tenha aprendido a usa-la
atenciosamente, Ronaldinho Gaucho

Anônimo disse...

Olá.
gostaria de saber se o uso da v´rigula esta correto neste trecho.
" A Casa da Mulher convida a todos os vendedores, estoquistas e a população, a participarem da campanha de solidariedade as mulheres vítimas de agressões, organizada pela comunidade da Ladeira do Tabajara."

Desde já, agradeço.

Cristina.

José Ricardo disse...

Cristina, veja o uso correto da vírgula na frase:

" A Casa da Mulher convida todos os vendedores, estoquistas e a população a participarem da campanha de solidariedade às mulheres vítimas de agressões organizada pela comunidade da Ladeira do Tabajara."

Anônimo disse...

Obrigada pela ajuda.
Bjs.
Cristina

Anônimo disse...

Olá professor.
Pode me ajudar a pontuar a vírgula? Vamos lá:
"Temos a honra de informar que, conforme consta do processo,......." ou
"Temos a honra de informar, que, conforme consta do processo...."
Obrigada
Jane

José Ricardo disse...

Jane, a frase correta é a seguinte:

"Temos a honra de informar que, conforme consta do processo,...."

Trata-se da regra do uso da vírgula em orações adverbiais deslocadas (antepostas ou intercaladas).

Anônimo disse...

José Ricardo, parabéns pelo trabalho e dedicação.

Anônimo disse...

oi!!! Gostaria de saber se está correto o uso da vírgula nessa frase:

''PORQUE A CADA NOVO DIA, ELA TORNA A MINHA VIDA MAIS BELA, PREENCHENDO TODOS OS ESPAÇOS DO MEU INTERIOR COM SUA FORMA SUBLIME DE AMAR, E SÓ ELA É CAPAZ DE DAR A LIBERDADE QUE PRECISO PARA SER FELIZ.''

Preciso saber com uma certa urgencia!

obg!

Syssa disse...

Olá!
Por favor como eu pontuo a seguinte frase:

"Hoje em dia ela pode ser observada na popularidade que se conserva daqueles autores conscientemente "rurais" que do século XVII ao XX sustentaram o mito de uma arcádia campestre.
Aguardo resposta.
Grata,
Simone

Anônimo disse...

Professor,
No exemplo do caso 10 existe um pleonasmo? ... se suicidou...

Anônimo disse...

Professor,

Por gentileza, poderia me informar se na frase abaixo o uso da vírgula está correto?

"no dia 14/05/2010, sexta-feira, eu cheguei às 13h35, entrei em contato pela manhã e falei com a Beatriz que possivelmente eu atrasaria, pois, ocorreu um imprevisto e eu necessitava..."

Desde já agradeço toda a gentileza,

Abraços,

José Ricardo disse...

Uso da correto da vírgula:

"PORQUE A CADA NOVO DIA ELA TORNA A MINHA VIDA MAIS BELA, PREENCHENDO TODOS OS ESPAÇOS DO MEU INTERIOR COM SUA FORMA SUBLIME DE AMAR; SÓ ELA É CAPAZ DE DAR A LIBERDADE QUE PRECISO PARA SER FELIZ."

"Hoje em dia ela pode ser observada na popularidade que se conserva daqueles autores conscientemente "rurais" que, do século XVII ao XX, sustentaram o mito de uma arcádia campestre."

"No dia 14/05/2010, sexta-feira, eu cheguei às 13h35, entrei em contato pela manhã e falei com a Beatriz que possivelmente eu atrasaria, pois ocorreu um imprevisto e eu necessitava..."

Anônimo disse...

Muito bom me ajudará n aprova de português!
Parabéns ao autor

Lenita disse...

Ow isso aê foi bom , sabe pq ?
Pq me ajudou no trabalho de PORTUGUES!

samantasouza disse...

Otimo preucurei em varios lugar e só achei aki

Anônimo disse...

na frase : oba ! vou deixar de me alimentar com gato, e voltar a comer carne saudavel, há algum erro de digitaçao com relaçao a virgula ? obrigada

EU-Ñ,NÓS disse...

Olá, bom dia.
Apesar de claro o intem 8, gostaria de ter sua atenção a respeito dessa solicitação minha.
Quando vocÊ fala sobre (...as conjunções coordenativas adversativas e conclusivas, quando pospostas/intercaladas...)não me pareceu muito claro quanto a que elas devam ser pospostas ou intercaladas.
Por gentileza, estes exemplos abixo estariam corretos?

"A guerra estava em trégua, o tiroteio, contudo, continuava."

"A guerra estava em trégua, contudo o tiroteio continuava."

Grato.

Anônimo disse...

Conheci somente hoje este site e gostei bastante.
Parabéns!

Naylinha disse...

Um dia, aprendo direitinho...rsrsrsrs.

Anônimo disse...

verifiquem pra mim o uso da virgulas. No filme, “Escritores da Liberdade”, o americano Richard Lagravenese, aborda uma emocionante história dando ênfase à educação como um sistema deficiente, para adolescentes envolvidos com a marginalidade. Esta obra cinematográfica baseada em fatos reais traz em seu enredo, uma mensagem importante para todos que estão envolto com o processo de educar.

José Ricardo disse...

Correto:

No filme “Escritores da Liberdade”, o americano Richard Lagravenese aborda uma emocionante história, dando ênfase à educação como um sistema deficiente, para adolescentes envolvidos com a marginalidade. Esta obra cinematográfica baseada em fatos reais traz em seu enredo uma mensagem importante para todos que estão envoltos com o processo de educar.

Anônimo disse...

"ESTÁ SENDO PROVIDENCIADA A RESCISÃO DO CONTRATO, PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS."
Professo, a vírgula, nesse caso, é bem empregada?

Anônimo disse...

eu quero q a virgula vai tudo pro inferno e meu proffessor de portugues tbm coisa chata

Anônimo disse...

Há necessidade de vírgula após o Anxo B?
...conforme o Anexo B da Portaria nº 172-....

José Ricardo disse...

Na frase "ESTÁ SENDO PROVIDENCIADA A RESCISÃO DO CONTRATO, PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS.", a vírgula foi bem empregada.

É incorreto o uso da vírgula após o Anexo B.

Anônimo disse...

Está correto o uso das vírgulas no exemplo abaixo?
Informo-vos, ainda, que ...

Anônimo disse...

Gostei muito de tudo que li.Foi onde consegui assimilar algo do conteúdo, é excelente. Gostaria de tirar uma dúvida, entre estas frases: Ela, a noite, chegou. / Ela, a noite, chegou. Qual delas está correta?

Anônimo disse...

que demais,eu,vou,brin,carmai,s

Anônimo disse...

Na frase a seguir, eu devo colocar vígula antes do "porque"?

Eu adoro literatura que apresenta pessoas notórias porque significantes.

Obrigada.

jesse disse...

Muitoo Boom Ricardo,Excelente Trabalho!

jesse disse...

Pois ajuda muitas messoas,nota 10 para você.

Jesse disse...

Ops falei errado

quis dizer

Pois ajuda muitas pessoas,nota 10 para você.

rosana disse...

Professor,

As vírgulas devem ou não ser usadas nos seguintes casos:

"Acho que não tem nada a ver usar essa vírgula, mesmo!"
"Acho que você deve fazer isso, sim."

Pra mim, ambas soam estranhas, na verdade. Pesquisei em vários lugares e nada achei para os referidos casos. Gostaria que a dúvida fosse esclarecida, por favor.

Eloy de Oliveira disse...

Solicito informar se a frase seguinte está virgulada corretamente: Você tem a grande vantagem de sempre saber dos acontecimentos antes das demais pessoas, aproveite!

Adrielio Moresi disse...

voce é professor ou policial? pela belissima explicacao penso que seja professor, mas, pelos exemplos no txto penso que seja policial! abrç UNIVERSITARIO

Equipe Universo Policial disse...

Adrielio, sou policial militar, terceiro sargento da Polícia Militar de Minas Gerais, e um estudante contumaz da Língua Portuguesa. Grande abraço!

Anônimo disse...

Tenho a mesma dúvida da Rosana, se puder tirá-la.

Anônimo disse...

Massinhaa o video aula
Melhor de entender néah?!
Wlw aew ajudou mt

jean disse...

O uso da vírgula se trantando de forma nominal é facultativo antes de gerúndio?

Exemplo:

A ética e a responsabilidade social em vindo a assumir um papel importante nas organizações e nas sociedades em geral, IMPONDO a todos os profissionais comportamentos éticos no exercício das suas funções.

"Impondo", neste caso é uma forma nominal? Neste contexto tem valor circuntacial?! De quê?!

Aguardo resposta
Agradecido desde já

Att

Lucas de Castro

Anônimo disse...

Ajude-me: onde é que eu coloco a virgula nessa frase: "Cada qual busca sarvar-se a si próprio" ?

Anônimo disse...

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI(Associação Brasileira de Imprensa).


Vírgula pode ser uma pausa...
ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode criar heróis...
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve..

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

Detalhes Adicionais:

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...
* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

carla disse...

"Com a força da sua mente, seu instinto e, também com sua experiência você pode voar alto." Ayrton Senna

Estou com uma dúvida, o uso da vírgula depois do e antes do também esta correto nesta frase?

Bruno Burlamaqui disse...

ROSANA(6 de outubro de 2010)e ANÔNIMO (1º de novembro de 2010)

O uso da vírgula, antes das palavras "mesmo" e "sim" está correto. Repare que ambas possuem o mesmo sentido da expressão "sem dúvidas", que tem a função de ENFATIZAR algo. O seu uso obedece a seguinte a regra, contida no texto explicativo:

7 - Entre expressões explicativas, continuativas, conclusivas, retificativas ou enfáticas de um modo geral (isto é, a saber, por exemplo, a meu ver, na minha opinião, digo, ou melhor, quer dizer, além disso, aliás, assim, com efeito, como dizer, demais, depois, enfim, então, no mais, ora, ou seja, ou antes, igualmente, pensando bem, pois bem, pois sim, por assim dizer, realmente, em suma, note-se bem, finalmente, em verdade, de fato, sim, não, etc.)


CARLA (27 de janeiro de 2001).

Sua frase (na verdade, de Ayrton Senna) deveria ser escrita desta forma:

"Com a força da sua mente, seu instinto e, também, com sua experiência você pode voar alto."

Há vírgulas antecedendo e sucedendo o "também".

mima.amor disse...

GOSTÁRIA DE SABER MAIS COISAS SOBRE VIRGULA OK.

Anônimo disse...

vlw, vai me ajudar mt para o colegio...

Anônimo disse...

Professor,
no texto abaixo a colocação das vírgulas está correta? Por que?

Submeto os autos ao Ministério das Relações Exteriores, a fim de que se manifestem, sobre a pretensão do requerente.

att

Israel

Anônimo disse...

No meu trabalho, preciso que o seguinte período esteja perfeito para colocar em um ofício que é de praxe:

Informamos, ainda, que as parcelas da operação acima relacionadas foram baixadas do nossos sistemas operacionais, portanto, quando procurados por seu responsável, o orientaremos a se dirigir a essa Procuradoria.

Há alguma correção a fazer neste caso?

Grata, Elissa.

Anônimo disse...

GRANDE DEMAIS:

Anônimo disse...

Oi!
Parabéns pelo trabalho.
Tenho uma dúvida:
Qual frase está correta?
"Agradeço primeiramente a Deus, pela dádiva da vida e por ter me concedido determinação para escrever meu próprio destino."

ou

"Agradeço, primeiramente, a Deus, pela dádiva da vida e por ter me concedido determinação para escrever meu próprio destino."

Obrigada.

Anônimo disse...

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Anônimo disse...

MUITO BOA ESSA PÁGINA.

Anônimo disse...

A vírgula está correta antes dao termo "bem como" no exemplo abaixo?

A história oral constitui um caminho interpretativo que evoca a memória individual e coletiva desses curandeiros, bem como os relatos orais como forma de registro desse conhecimento.

Anônimo disse...

fsfrr

Anônimo disse...

''De nada, amigo!''
está correto uso da virgula? sempre tenho duvido a isso

Anônimo disse...

Eu queria me informar se essa frase está correta.

A PF prende 35 pessoas,e veículos no sertão.

Anônimo disse...

como se justifica o uso das virgulas a seguir?
Praca em Sevilha, de um lado a fabrica de cigarros e de outro(...)
Ao meio-dia, há a troca de guardas(...)
Entre ela esta Carmen, uma cigana sensual, desejada por todos (...)
agradeco...

Anônimo disse...

Sobre a Vírgula

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI
(Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... Ou não.
Não, espere.
Não espere...

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode criar heróis...
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

Detalhes Adicionais:

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM, A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...
* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

Anônimo disse...

Obrigado, Paulo.
ou
Obrigado Paulo.

Equipe Universo Policial disse...

Com vírgula, Paulo é um vocativo.

Anônimo disse...

Entrevista com o Dr. Franklin no programa De Frente com Gabi, passando agora, SBT.


É correto os usos da vírgula nessa frase?

Anônimo disse...

Perdão pelo comentário anterior. A frase completa seria:

Entrevista com o Dr. Franklin no programa De Frente com Gabi, passando agora, no SBT.

Minha dúvida surgiu, porque o uso, feito por mim, neste caso, foi mais intuitivo, do que gramatical. Gostaria, se possível, de uma explicação mais completa. Grato.

Anônimo disse...

FODA

kaio disse...

Essa frase esta correta?
Para, pô!

Anônimo disse...

Boa tarde, gostaria de saber se o emprego da vírgula no segundo (ou) desta frase esta correto:
Não importa se passamos o ano inteiro “pendurados” ou “apertados” ou, se preferir, endividados.

Grata

Stefania

Anônimo disse...

Ensinar é mas que o saber.
È um dom. e é obvio que você têm...

Anônimo disse...

Obrigado, por tudo pela aula que tive hoje.

Anônimo disse...

“ Os filhos, abandonaram a própria mãe”. Na frase, há um erro de pontuação, pois a vírgula está separando de modo incorreto:

O sujeito de um pronome.
O pronome do verbo.
Um substantivo de um verbo.
Um substantivo de um adjetivo.
o sujeito e o adjetivo.
Quero saber qual desta resposta esta correta

Anônimo disse...

eu amei! um beijo no coraçao!!!

mariana disse...

Boa noite,
Estou em dúvida em uma frase que gostaria de formular para fazer um trocadilho com o nome de uma pessoa. O nome é Amim.
A frase: A qualidade, a mim, pertence.
Está correta...
Se não, existe alguma forma de formular est frase de forma gramaticalmente correta, mantendo o trocadilho...

Anônimo disse...

muito bom.

Vitoria disse...

Professor,tenho algumas dúvidas sobre vírgula que estou a um certo tempo tentando compreender, porém ninguém conseguiu me explicar ainda, por favor se o sr puder...
Por que na frase: "Todos que acreditavam em nós, acabaram lucrando" a colocação da vírgula está incorreta? Sei que a posição dela não é esta, mas não sei como explicar.
Na frase: "Alguns já atingiram a maioridade, e outro não" - a frase tem dois sujeitos, certos? A vírgula está correta?
Na frase: "Alguns já atingiram a maturidade e outros ainda não" - subentende-se que os "outros" ainda não atingiram a maturidade, porém o verbo está omitido. É correto colocar a vírgula antes do "e"?
Na frase "Embora todos estivessem atrasados o motorista conduziu lentamente o ônibus" a vírgula estará antes de "o motorista" ou "lentamente" estará entre vírgulas? Por que?
Na frase "Quando cheguei ao aeroporto, meu avião já partiu" a vírgula está posicionada corretamente? Por que?
E na frase: "Agindo de modo agressivo você jamais conseguirá o apoio de seus pares, Paulo" a vírgula está posicionada corretamente, certo? Pois "Paulo" é o sujeito e está como termo deslocado, certo?
Desde já sou grata, pois realmente tenho muitas dúvidas a respeito do assunto.

Anônimo disse...

Olá!

Qual a situação mais correta:
"Olá, professor!"
"Olá professor!"

Obrigada!

ChuvaDeNanquim. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olá,eu queria uma ajudinha com o meu trabalho de português sobre''O Uso da virgula nas orações coordenadas''se puderem me ajudar agredeço.

Bjos Lecticia.

Anônimo disse...

Muito bom!!!

Anônimo disse...

Qual a diferença da interpretação das seguintes frases:

propôs pagar o valor principal devido, a vista sem juros e taxa de cobrança.

propôs pagar o valor principal devido, a vista sem juros , taxa de cobrança.

Anônimo disse...

e.e

Anônimo disse...

MUUUUUUITO BOOOM MANOLOOO

Anônimo disse...

Na frase "qual oceano banha a America do Sul a leste?" 'e necessario o uso da virgula depois de Sul?

Obrigada.

Anônimo disse...

Adorei,finalmente entendi o segredo dessa tal de virgula. rs'

Juliano Hollivier disse...

SOCORRO! rss. Estou escrevendo uma frase e não consigo colocar a vírgula corretamente. Me ajudam?

"Para nós servir é uma arte e encantar uma obrigação!"
ou
"Para nós, servir é uma arte e encantar, uma obrigação!"
ou
"Para nós servir é uma arte, e encantar uma obrigação!"

Agradeço muito se puderem me ajudar!
Grande abraço e muito obrigado,
Juliano

anhanguera disse...

A internete, nos dias de hoje,está desempenhando um papel importante de ajuda aos aluno nas suas dificuldades em seus aprendizados, eu principalmente não tive a oportunidade de aprender sobre a vírgula e agora estou tendo. SR> professores (professoras)não deixe de publicar suas aulas na internete

anhanguera disse...

A internete, nos dias de hoje,está desempenhando um papel importante de ajuda aos aluno nas suas dificuldades em seus aprendizados, eu principalmente não tive a oportunidade de aprender sobre a vírgula e agora estou tendo. SR> professores (professoras)não deixe de publicar suas aulas na internete

Anônimo disse...

a virgula e e muito importante pois ela que decide a intonaçao da frase!

Paulo A.da Silveira disse...

Para mim, só faz sentido uma regra: usa-se a vírgula para evitar a ambiguidade.

Por exemplo: na frase que escrevi acima eu pus a vírgula depois de "mim" para evitar a interpretação de que para mim somente, e ninguém mais, faz sentido uma determinada regra.

Mesmo que a interpretação ambígua seja absurda, nós demoramos algum tempo para saber disso e a vírgula torna-se muito útil.

Todas as outras regras da gramática seriam dispensáveis.

Anônimo disse...

Em que situaçoes gramaticais o uso da virgula e proibido

sodiba disse...

Gente, que página legal!
Pena que as pessoas nao leem com a devida atencao.
Obrigada, sempre temos dúvidas e, aqui está bem explicado.
Nao sao erros, é meu teclado, fora do Brasil.

sodiba disse...

Gente, que página legal!
Pena que as pessoas nao leem com a devida atencao.
Obrigada, sempre temos dúvidas e, aqui está bem explicado.
Nao sao erros, é meu teclado, fora do Brasil.

Anônimo disse...

adorei,tirei a nota maxima no trabalho sobre isso

Anônimo disse...

Adoreei , mtoo aqq (:

Anônimo disse...

Bom dia, professor.
Estou com uma dúvida na seguinte oração:
Incubiu-me, o senhot fulano, de informar sobre o assunto.
Essas vírgulas estão corretas?

Anônimo disse...

Show de bola o conteúdo sobre o uso da vírgula.
Obrigada.
Cinthia

Anônimo disse...

informo que, eu, não o respondi.

Anônimo disse...

Professor,
O emprego das vírgulas, na frase abaixo, estão corretas?
"Informo que, eu, não o respondi".

Anônimo disse...

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,
valeu
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Anônimo disse...

Boa tarde, professor!
Gostei muito do site e de toda a explanação sobre o assunto. Procurei em alguns outros sites aulas sobre o uso da vírgula. Cada um contribuiu com um pouco, mas aqui a explicação foi completa!
Infelizmente as pessoas não lêem o post todo. Muitas das perguntas que foram feitas já estão respondidas no texto. Temos que agradecer também pela paciência!

Fernanda

Larissa disse...

Olá, você sabe me informar qual gramático defende que não se deve usar a vírgula na oração subordinada adverbial final? Pesquisei em algumas gramáticas e não achei e preciso fazer um recurso de uma prova. Obrigada. Larissa

Anônimo disse...

Acho que esse site tem palavras muito desatualizadas por exemplo sequencia não tem craze e no texto tem, reolhem o site.

Anônimo disse...

Na Tradição, constrói-se um mundo de conhecimento!
Na Tradição constrói-se um mundo de conhecimento!
Qual das duas frases está correta?

Vinicius Amaral disse...

caro professor, como fica a seguinte frase:
"Em 1950, fulano fez tal coisa."
"Em 1950 fulano fez tal coisa."
E substituindo "em" por "no ano de", "durante o ano de", etc. Como fica?
Agradecido!

Flora Stipe disse...

Gente... ninguém viu o tremendo erro do título? O MAL USO??? Uau... Troquem pelo antônimo. Diz-se "O bem uso da vírgula" ou "O bom uso da vírgula"? Lógico que é BOM, não é? O antônimo de bom é mau, não é mal. Puxa... e este é um site que ensina portuguès...

Anônimo disse...

oi

Anônimo disse...

Nesse caso usa-se a vírgula: "O homem vale mais pelo que é, do que pelo que tem"?

Luís Fernando disse...

Com relação à expressão "Desde já agradeço", há a ocorrência de vírgula entre 'já' e 'agradeço'?
Grato!

Anônimo disse...

muito grande...da pra resumir não?

Narayanna Santos Brito disse...

Há pessoas que reclamam do que não tem reclamação.
Adorei as explicações, pois, estava desesperada tentando fazer umas atividades, eis que achei a solução!

luciene gomes disse...

Excelente explicação, principalmente em relação às controvérsias dos gramáticos. Obrigada.

Anônimo disse...

professor , gostaria de saber se estou correto nesse uso da virgula.
ontem foi um dia dificil , pois quase me atraso para o trabalho . acordei 5 e 52 pensando que fosse 2 e 52.

Anônimo disse...

qual a função da vírgula em um texto biblico ?

Anônimo disse...

por favor preciso para hoje qual a função de uma vírgula em um texto biblico ?
Ass:Ana Flavia Barbosa

Anônimo disse...

Professor, gostaria de saber se o uso da vírgula está correto na frase abaixo:

Prezados usuários,
Informamos que a Biblioteca estará fechada das 12h às 13h e das 16h às 17h.

Anônimo disse...

Hoje pela manhã estive com maior líder político do estado de Goiás, Iris Rezende. Iris tem o direito de permanecer em silêncio até quando julgar necessário, afinal são 55 anos de História e luta política. O uso da virgula está correto?

Anônimo disse...

como coloca virgula nessa frase`` sua mãe eu uma puta que me deu o cú mas sua mãe fico toda aronbadinha

Anônimo disse...

Leia as sentenças seguintes:



I. A nossa missão de hoje, será coletar os dados e elaborar o relatório.

II. Meus pais me deram, um celular e um relógio.



a) Justifique por que as vírgulas utilizadas nos exemplos acima não obedecem à norma culta.

b) Como devem ser reescritas as orações para que sigam o padrão culto da língua?

Patricia Carvalho disse...

Professor, o uso da vírgula está correto?

Aos meus amigos, parabéns pela determinação e aos que foram/são meus professores, obrigada pela inspiração!

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo