O POLICIAL MILITAR NÃO É UM “GUARDA”

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Um policial militar é um profissional preparado e adaptado para exercer muitas funções. A missão é servir e proteger, sempre, mesmo com o sacrifício da própria vida.

Quando alguém tem algum tipo de problema, o qual é incompetente para resolver, quase sempre recorre a ajuda divina e, como garantia, só para ter certeza de que tudo vai dar certo, aciona a Polícia Militar. Poucas Instituições são capazes de preparar tão bem seus profissionais quanto a secular Corporação de Tiradentes.

Ser policial militar é ser um "super-homem", não no sentido da força, mas no sentido de ser multifuncional. Um policial é capaz de desempenhar várias funções. Exemplificando, quem de nós nunca ouviu dizer que esse ou aquele membro de uma guarnição PM, em um dia qualquer de serviço, durante uma assistência a uma parturiente, teve que bancar o médico e realizar um parto?

No entanto, me aborrece servir a pessoas que não sabem a diferença entre uma delegacia e um quartel de polícia, entre um delegado e um comandante militar.

Para aqueles que estão lendo este texto e se perguntando qual o motivo da minha indignação, respondo que no meu cotidiano profissional recebo vários documentos oriundos das mais diversas repartições públicas e privadas, e também de pessoas físicas, todos interessados nos préstimos da Polícia Militar.

Notadamente, uma parcela considerável da sociedade desconhece completamente a função precípua da Polícia Militar, e muitos nos veem como o mal necessário, aqueles que ninguém quer, mas sem os quais não se consegue fazer nada. Ainda somos vistos sob um olhar incrédulo e desconfiado, remanescente da ditadura militar, cultivado numa época em que a polícia era truculenta, obtusa, e servia apenas aos interesses políticos de então, tolhendo a liberdade em todas as suas formas de manifestação, dias em que se criaram máximas como: “a farda modela o corpo e atrofia a mente”.

Ainda hoje, os meios de comunicação em massa, maiores formadores de opinião, nos retratam de uma forma equivocada, ou, propositadamente, querem denegrir nossa imagem.

Um exemplo disso são as telenovelas e seriados que possuem em seus enredos personagens policiais. Ao abordar o assunto, quase sempre o fazem de forma a transmitir ao público a ideia de que somos incapazes de pensar ou agir sozinhos, pessoas com baixo quociente de inteligência, desidiosos e covardes. Assim o policial militar é pintado, diminuto e pejorativamente como sendo o “GUARDA”.

Pois bem, para quem não nos conhece, somos membros de uma instituição secular, legalmente constituída, referência em todo território nacional, com excelência na prestação de serviço de segurança pública.

De acordo com a Carta Magna, somos um dos responsáveis pela segurança pública, nos cabendo a preservação da ordem pública e a incolumidade das pessoas e do patrimônio.

Ainda, segundo a Constituição do Estado de Minas Gerais, a Polícia Militar é uma força pública estadual, um órgão permanente, organizado com base na hierarquia e na disciplina militar, competindo-nos o exercícios da polícia ostensiva de preservação criminal, de segurança, de trânsito urbano e rodoviário, de florestas e de mananciais e as atividades relacionadas com a preservação e restauração da ordem pública, além da garantia do exercício do poder de polícia dos órgãos e entidades públicos, especialmente das áreas fazendária, sanitária, de proteção ambiental animal, de uso e ocupação do solo e de patrimônio cultural.

Não somos "guardas", somos policiais militares!

Autor: J. M. da Silva, 2º Sgt PM, Auxiliar da P3 do 36° BPM



História da postagem e minhas considerações

Essa postagem surgiu de uma conversa sobre os "puliças" das novelas, do modo como eles são retratados, sempre como "burros", "ignorantes", que não sabem se expressar, subservientes, submissos, mal-fardados e sempre comandados por um delegado. Nas novelas, sequer fazem diferença entre a Polícia Militar e a Polícia Civil.

Bom, achei o tema bastante pertinente e convidei o Senhor Sargento da Silva a escrever sobre o assunto, já que foi ele quem iniciou a conversa sobre os "puliça" de novela. Ficou acertado que eu poderia acrescentar minhas considerações.

Considerações não faltam. Com certeza, as novelas contribuem muito para formar na cabeça da população essa imagem de que o policial militar é um "guarda", ou um "guardinha". A população, na maioria de baixa escolaridade, acredita, absorve essa mensagem subliminar, o que é muito ruim para nós policiais. A sociedade nos vê como "burros", "ignorantes", etc.

Mas a ficção da novela não coaduna com a realidade dos atuais policiais militares. Hoje, muitos policiais já ingressam na corporação com curso superior, e muitos que não possuem estão na faculdade, buscando conhecimento.

Na atualidade, a atividade policial exige muito conhecimento. Temos que dominar o Direito Penal, o Direito Militar, o Direito Administrativo, a Legislação de Trânsito, ser peritos em Técnica Policial, Defesa Pessoal, saber redigir documentos, estar preparado para enfrentar situações de forte pressão psicológica, etc. Roger Franchini, no livro "Ponto Quarenta", diz que policial de verdade é o policial militar, porque é ele quem está nas ruas, é ele quem prende, é ele que comparece aos locais de ocorrência e toma medidas altamente técnicas, é ele que colhe informações, etc. No artigo "Polícia Civil, um sonho perdido", Ricke diz que 90% porcento das prisões são realizadas pela PM. Na verdade, além de ter conhecimento, é o policial militar quem "pega o boi pelo chifre".

Essa deturpação que as novelas e os seriados fazem de nós policiais militares, em última análise, prejudica até uma reinvindicação salarial, porque somos retratados diminutos e pejorativamente, como "soldadinhos de chumbo", pessoas burras, submissas e sem conhecimento. A sociedade pensa: Como um profissional desqualificado quer aumento de salário?

Enfim, eu poderia escrever páginas e páginas sobre o assunto, mas vou terminar minhas considerações do mesmo modo que o Senhor Sargento da Silva: Não somos "guardas", somos policiais militares!



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

59 comentário(s):

Sandra Andrade disse...

Prezados Senhores,

Parabéns pelo conteúdo tão real e esclarecedor; infinidades de conhecimentos que exige do profissional em questão; percebe-se pelas provas e inúmeras etapas em ser aprovado, e, deveriam ter um salário equivalente a um Juiz de Direito de tanto conhecimento que lhe é exigido.

Atenciosamente,

Sandra Maria Ferreira de Andrade

Andreia Borges disse...

Realmente Ricardo a mídia deturpa a imagem do policial não só em novelas ,mas na forma como é retratada certas noticias. quando bandidos matam policiais são suposto assasinos,quando policiais matam bandidos foi execução.....è o cotidiano,é o que vende. a imagem do policial matuto sem instrução vende. o policial astuto,com estudo é guardado a sete chaves.

Associação dos Guardas Municipais de Rancharia sp disse...

ola tambem ficamos indgnado com essa situação ainda mais quando na verdade o personagem da trama é um guarda municipal, mas quando alguem se refere a nos geralmente como policia e aos policias como seu guarda estamos do mesmo lado mesmo que nossa carta magna não seja clara a éssa situação o importantes é unirmos força.
so quando se diz Assim o policial militar é pintado, diminuto e pejorativamente como sendo o “GUARDA”
acho que ninguem deve se diminuido e talves eu tenha interpretado mal essa sua frase uma vez que não devemos admtir que qualque classe seja expota dessa forma pejorativa pois somos guardas sim mas não somos burros nem ignorantes hoje tambem tem varios gcm academicos em diversas areas e tambem estamos no artigo 144 da carta magna capitulo da segurança um forte abraço.

souPMsim disse...

Saudações!
Primeiramente cumprimento a brilhante matéria. Foi bastante oportuna essa postagem uma vez que o esteriótipo que a mídia (principalmente TV) repassa para a sociedade é que somos "mal preparados", somos "omissos", "subservientes a outras autoridades", somos "imbecis", "corruptos", "sem estudo", etc e tal.
Basta assistir às telenovelas que veremos quando dois Policiais Militares atrapalhados que mal conseguem passar os dois ao mesmo tempo em uma porta e são "comandados" por "Delegados" ou "Prefeitos" (os quais dão ordens aos gritos aos tais "Policiais Militares").
Como já era de esperar, tudo FICÇÃO mesmo, por na REALIDADE, quem atende o cidadão a domicílio, durante 24 horas por dia (seja feriado, fim de semana, festas, chuva/sol, etc) SEMPRE é a POLÍCIA MILITAR. E tudo sem necessitar pegar senhas, pagar taxas, enfrentar filas... basta ligar gratuitamente ou acenar com a mão. Onde encontramos um serviço desta natureza no Brasil?
Quando alguns entendidos em "Puliça" generalizam que as POLÍCIAS MILITARES são mal preparadas, estão dizendo asneiras, porque é verdade que ainda existem algumas outras Corporações necessitando de novas diretrizes/treinamentos/formações, mas a PMMG, na qual eu me orgulho em pertencer tem investido muuuuito na capacitação profissional de seus colaboradores. Se analisarmos a grade curricular do Curso Técnico de Segurança Pública (CTSP) onde nossos Soldados são capacitados a prestarem um serviço de excelência; daí comparamos com outras carreiras importantes e que os cursos duram em média de 4 a 6 meses. Como pode isso? E nas tais carreiras ainda têm os vencimentos melhores de que nossos Soldados?! Ahhh mas tais profissionais possuem CURSO SUPERIOR, etc e tal... pois bem, muitos recém ingressos nas fileiras da PMMG também possuem CURSO SUPERIOR, PÓS GRADUAÇÃO, MESTRADO (pois é... cheguei a dar aulas para um discente do CTSP que possuia MESTRADO). Se formos comparar os demais cursos da PMMG (Sargentos, Oficiais), são mais completos que várias graduações de nível superior (quem faz faculdade entende como funciona as sextas feiras e frequência escolar...).
Nossos Policiais Militares têm lideranças nas comunidades onde atuam e se souberem utilizar tais atributos, muito contribuem para a promoção da paz social. Inclusive, verifica-se com maior frequência a má formação entre outras carreiras, principalmente quando recebemos ofícios oriundos de diversos segmentos que sequer sabem distinguir a atividade concernente de um Policial Militar e um Policial Civi. Outras vezes presenciamos na mídia as seguintes afirmativas: "Ladrão 'rouba roupa' no varal"; "Fulano foi preso acusado de 'estuprar' menino..."; "O adolescente foi 'preso' e encaminhado para Delegacia" e por aí segue as asneiras... Ahhh mas eles não têm formação jurídica, etc e tal... Ora, se exigem do Policial Militar alto grau de profissionalismo (inclusive temos aulas de etiqueta social, comunicação organizacional, oratória, etc), porque também não se exigir dos demais profissionais.
Qual outra Agência Policial desloca seus integrantes para trabalharem a prevenção junto às crianças e adolescentes; que possui um segmento específico para cuidar do trânsito urbano e rodoviário; cuidar do meio ambiente.
Recentemente ocorreram diversas Conferências Livres de Segurança Pública, será que houve participação maciça da sociedade propondo mudanças efetivas? Não foi isso que percebi.
Tenho satisfação de pertencer a PMMG. SOU PM SIM E TENHO ORGULHO DISSO!

wellington disse...

Wellington.

Porque a Seção de Comunicaçãoa da PM não divulga melhor sobre as atividades da PM e Polícia Civil.
É só utilizar os meios de comunicação da imprensa escrita e ou falada para tal divulgação, e tudo de graça.
Além do mais provavelmente os escritores de telenovelas se basearam nos policiais analfabetos do passado, pois muitos pensavam que para atirar não precisava saber ler e ou escrever e os delegados eram nomeados pelo prefeito, os chamados delegados de calça curta, não tinham formação em direito. Podia ser qualquer um desde que fosse de agradom do prefeito.
E por ultimo é possivel que queiram denegrir a imagem da autoridade policial, pois trata-se de um modo de criticar o militarismo dos tempos da ditadura .

Anônimo disse...

Boa tarde a todos.
O tema é verdadeiro e polêmico. Sempre fui destacado e ainda " peguei " o tempo dos chamados Delegados Calça Curtas, ou seja, Delegado Municipal, escolhidos pelos prefeitos, agora imaginem o q acontecia. Na verdade essa falta de conhecimento, as vezes, os próprios culpados somos nós mesmos. Dificilmente ouvi PM esclarecendo nossas diferenças, missões e competências. Ainda, naquele tempo, e acredito q hj ainda, existem Dst que são no mesmo prédio da DP o q deixa o povo meio confuso. A expressão " guarda é ainda usada, principalmente nas cidades pequenas, apesar de estar diminuindo. A população deve ser esclarecida, e n podemos, esperar da midia esse esclarecimento, temos q nós mesmos abraçar essa cusa. Ouvimos ainda hj, mães dizendo para seus filhos " se vc fizer isso vou chamar a polícia pra vc.... olha lá o polícia , vai te prender..... e por aí vai. Frases como essas já incutem na cabeça das crianças que somos ruins, que batemos e etc. Somente com nossos esforços e melhor prestação de serviço e que sairemos do SEU GUARDA para POLICIAIS MILITARES.
Um forte abraço

Sub Marcos

Anônimo disse...

Senhores boa tarde. Achei muito interessante a Materia, porém acho a discussão inocua, pois devemos analisar qual é o nivel de conhecimento das pessoas que são influenciadas por essas midias. penso que cada qual tem seu valor, e são importantes para a sensação de segurança que sociedade precisa, para caminhar comm sua familia em um parque ou simplesmente dirigir seu automovel, mas o debate é válido. abraços.

José Ricardo disse...

Gostaria de pedir desculpas se o termo "guarda" ofendeu os guardas municipais e demais guardas. Na verdade, não queremos diminuir o serviço dos guardas municipais. Se vocês prestaram atenção, toda vez que o termo guarda foi usado no texto ele veio entre aspas, o que significa que não estava sendo utilizado em sua acepção literal. Se a postagem ofendeu aos guardas (sem aspas), pedimos as mais sinceras desculpas. Temos todo respeito e admiração pelos guardas do Brasil.

Respeitosamente,

José Ricardo, Administrador do Universo Policial.

Sgt Carvalho disse...

Este artigo nos presenteia com mais uma revelação no UNIVERSO POLICIAL. O prezado Sr. 2º Sgt da Silva foi conciso e coerente nas palavras. Em que pese o entendimento equivocado do guarda municipal, percebe-se claramente que o único intuito do autor foi repudiar os preconceitos arraigados na sociedade brasileira em relação aos policiais militares. Hodiernamente, os guardas municipais são valorosos colaboradores na segurança pública, sendo inclusive formados na Academia de Polícia Militar. Isso já os credenciam a serem dignos de respeito de toda a sociedade.

Idervaldo disse...

Pois bem nobre conpanheiro, quero deixa o meu protesto, vc declarou que vc é policial e não guarda, vc já parou para pensar quantas corupsão estão na policia no geral, o governo dos Estados não fiscaliza a sua policia, Ladrao, traficantes, gente de todo tipo na na policia, e o processo se disse ser rigoroso, chega de ser exaltado, o poder não estão na farda e nem naquele que dar poder, estar na caneta, grandes homens que disse ter poder já caiu do seu pedestral, vc será o proximo, sou Guarda Civil Minicipal tenho honra de ser Guarda isto não mim diminui, so o fato de fazer o que policia não faz, que é o trabalho comunitario isto já é uma honra para mim, meu nobre companheiro, esta na hora de união, e não ficar perdendo tempo, de ficar defendendo isto ou aquilo. querendo ser melhor o Maior seja o menor.

Emerson Freire disse...

Bom dia, amigo, olha pesquise e depois me diga a tradução de policia!! A minha instituição faz tudo na cidade, de desinteligência a prender traficantes!!
Abraços

Anônimo disse...

Infelizmente o poder de influência que as novelas alcançam é geralmente direcionado as classes de pouco poder aquisitivo, ou seja, aos pobres. Sem cultura, senso crítico e dinheiro para outras atividades, a TV é a única diversão. Portanto, é muito pertinente este texto ao trabalho fim do policial , pois para quem acha que o serviço do PM é para rico está totalmente enganado ou iludido com falácias de curso. Você já atendeu ocorrências envolvendo brigas de casal em bairro de rico ? Raríssimo acontecer isso. As pessoas com o mínimo de cultura, o que é o caso ao menos da maioria dos ricos, detestam escândalos e até conversar com um PM. Acorda gente! A Polícia Militar foi feita pra pobre, para os problemas de pobre contra o Governo (vice-versa). Então, nada mais do que certo estas hipócritas Redes de TV que apresentam estas novelas queiram humilhar e desmoralizar mais ainda o serviço do PM. Neste curto espaço onde muitos expressão sua opinião já temos uma idéia de absurdos na própria maneira de escrever. Muitos cometem erros grotescos de ortografia e clareza em seus textos. Querem ser valorizados mais não sabem nem ao menos escrever. Ainda bem que não podemos ver a caligrafia, pois senão seria pior. Por estes detalhes temos uma noção do nível dos PMs. Esquecem que os BOs que escrevem serão remetidos ao Ministério Público e com certeza serão motivos de piadas e críticas pelos magistrados. Sem esforço individual a classe será sim mal vista por todos.
O mais irritante é ver a PM ficar paparicando a Imprensa, ao invés de mostrar sua força. Como? Respondendo à altura quando é escrachada. Exigindo o direito de resposta. Mas, por que não faz? Política, amigo. Pura e simples política. Existe um acordo informal por trás deste circo que é a segurança pública neste país, entre a Imprensa e o Governo. Nós somos apenas fantoches! Acorda gente!

Ednaldo Ferreira disse...

Não assisto novela. Novela ao meu ver só empurra os jovens para a prostituição. Deveria o governo decretar uma lei nesse país para acabar com esse troço nojento, asqueiroso. Novela...

Sandro disse...

Qual e o problema de ser guarda amigo, guarda e um intituição secular tambem, a PM no meu estado nasceu com a junção da força pública com a guarda civil, não entendi por que vc ficou melindrado.

Associação dos Guardas Municipais de Rancharia sp disse...

José Ricardo disse...
Gostaria de pedir desculpas se o termo "guarda" ofendeu os guardas municipais e demais guardas. Na verdade, não queremos diminuir o serviço dos guardas municipais. Se vocês prestaram atenção, toda vez que o termo guarda foi usado no texto ele veio entre aspas, o que significa que não estava sendo utilizado em sua acepção literal. Se a postagem ofendeu aos guardas (sem aspas), pedimos as mais sinceras desculpas. Temos todo respeito e admiração pelos guardas do Brasil.

Respeitosamente,

José Ricardo, Administrador do Universo Policial.

ok irmão aceito as sua colocação sabemos que hoje as policias brigam entre policias pra ver quem tem mais poder e isso so fortalece o crime organizado.
agradeço o reconecimento do nosso trabalho no Brasil e as sinceras desculpa; tambem repudiamos oque vem sendo ilustrado na novela. se erramos a midia é implacavel querem nossa cabeças. sobre esse assunto da novela varios gcms enviaram emails protestando.
pois que vive policia percebe que eles são bem claros no termo guarda municipal pois a guarda municipal no rio usa farda caki sendo que em minas as guardas usam farda azul marinho, a farda da pm de MG é caki igual dos guardas municipais do rio de janeiro oque pode ter levado vc a confudir talves qual instituição eles estavam debochando, se tambem entendi erradamente oque vc quiz dizr no seu texto por questão de imterpretação tambem peço desculpa ao sr.
e sei que é uma pessoa que tambem não admite os maus exemplos ilustrados em novelas (contos de fada modernos) os quais não assisto.
mas com certeza irmão estamos juntos na luta e uma troca de opniões entre pessoas ordeiras podemos chegar a um concenso par e respeitarmos as opniões.
ao senhor e aos demais irmão da gloriosa pm do Brasil deixo minhas saudações em azul marinho; e dizer que defendemos e apoiamos a policia militar em todos os estados brasileiros mesmo que as altas patentes nos ignore e não nos aceitem estamos do mesmo lado.
forte abraço irmão.
segue email gcmfabianolunatico@gmail.com

Idervaldo disse...

A paz do Senhor Jesus para todos os nobres companheiros do Universo Policial.

Tenho uma grande adimiração por esta paágina, onde a gente tem conhecimento de diversos seguimentos, pricipalmente do trabalho policial.

Quero manisfestar a minha gratidão, e pricipalmente pedir desculpa o nobre companheiro pelas minhas palavras que manifestei contrário do termo "Guarda". Fica o meu pedido de desculpa.

Anônimo disse...

A mídia no intuíto de diminuir os "FARDADOS" de uma época que ainda não foi esquecida, usa os termos "GUARDA" ou "GUARDINHA", de forma equivocada. O que esse poderoso meio de comunicação quer transmitir aos seus telespectadores é a ideia de que somos incapazes de pensar e agir por conta própria. "Como eles (os Militares) poderam um dia decidir em nome do país?"
Fernando Rodrigues da Silva, Cb PM

Anônimo disse...

Eu acho que seu comentario é oportuno porem não retrata a atualidade, infelizmente eu como cidadão vejo a policia militar sim com muitos e muitos componentes que ainda trabalham de forma milica, truculenta, sem o minimo de interesse pelo problema alheio, com um atendimento sem qualidade, pois o policial militar por sua formação ja chega na maioria das vezes de forma bruta no atendimento querendo mostrar pela força que naquele momento é a autoridade. Claro que conheço como em toda profissão bons profissionais na policia militar mas no caso dessa instituição não é a regra mas sim a exceção, vai me dizer que voce ainda não trata o cidadão como "O PAISANA", eu mesmo ja ouvi de varios policiais a expressão, "se for um parente meu ou outro irmãozinho de farda eu corro,mas se for um paisana que não me da valor vou no meu tempo sem pressa.
Sera que não é o momento de voces policiais militares pararem para pensar que se recebem tantas criticas pode haver algo de errado.......?Sera realmente que não existe algo a ser melhorado no seu atendimento.....? Pare e pense no seguinte NADA É TÃO PERFEITO QUE NÃO POSSA SER MELHORADO, BEM COMO NADA É TÃO RUIM QUE NÃO POSSA SER PIORADO.......Reflita meu amigo vi uma materia que feito uma pesquisa pelo ministério da justiça com voces policiais e a maioria mostrou-se insatisfeito com esse modelo de policia.......Claro que sua profissão é essencial para a sociedade, claro que existem resultados magnificos apresentados por sua corporação porem digo sem medo de errar....................PERFEITO SÓ DEUS..........

Anônimo disse...

Ao comentário acima descrito:
A Sociedade tem a Polícia que merece!
Uma sociedade, uma comunidade, um povo, um cidadão que não possui educação em receber o atendimento do policial de maneira cortês e disciplinada para resolver um problema seu, vai continuar a amargar respostas pouco delicadas. No momento da ocorrência para o qual foi chamado, se você não sabe ou gosta, ele o PM é a autoridade.
Reclamam da PM, mas esquece que é o único órgão público que atende 24 horas por dia em sua casa se for chamada. Esperam horas para serem atendidos num banco (para retirar dinheiro seu) e não reclamam. Esperam horas na Delegacia e não reclamam. Esperam horas no Fórum e não dizem nada. Mas com a demora de minutos da PM, reclamam!
Um cidadão de uma sociedade que não sabe a diferença entre Polícia Civil, Polícia Rodoviária, Polícia Ambiental, Polícia Militar, Ministério Público e suas respectivas atribuições não têm motivos convincentes para criticar nada e muito menos os homens, pais de família, que forjam as milhares de fardas espalhadas por este país. E não me venha com este blá, blá, blá de que paga impostos e têm direitos. O PM também paga impostos, e daí? Onde estão os direitos dele de cidadão, ou melhor, como agente/servidor público? Não somos ETs. Também fazemos parte da sociedade, goste ela ou não.
Quando o cidadão critica a Polícia alegando que não servem para nada, por que não procuram o Ministério Público e cobram providências punitivas aos criminosos. Por quê? Afinal, Juízes, Promotores também são, ou ao menos esperam que estejam servindo ao povo. Por que não cobram dos políticos leis rígidas para os crimes contra o pacato cidadão? Hem!!!????
Se há algo de errado com os policiais é de quererem impor a lei, obrigações de muitas outras pessoas em cargos de poder, preguiçosos que se negam a tomar uma atitude mais implacável contra as injustiças sociais. O que ocorre, posso até concordar com você, é que o PM se excede nesse afã por justiça. Apesar de que este PM já está quase extinto, pois por mais que faça sempre vai ser o errado na história. Portanto, chega uma hora que ser idiota, cansa.
VALOR. A sociedade dá valor ao PM? Não. Definitivamente não. Idolatram bandidos, traficantes, políticos hipócritas e corruptos, artistas drogados e mulheres vulgares. Então nobre cidadão anônimo, não venha criticar o Policial Militar se ele não está lhe dando o devido valor. Vocês merecem a Polícia que tem. Se for desprezo que dão. Se for falta de educação, então é isto que terão. A vida é uma via de mão dupla. Ou melhor, ação e reação! Entendeu?

Anônimo disse...

Para quem não sabe, um polical militar não é nunca foi autridade e sim um agente da autoridade, responde pelo mesmo delito, que estaria sujeito se desacatasse qulquer servidor público não, estou aqui desmorizar qualquer categoria e sim esclarecer alguns equivocos.

LUCIANO disse...

POR UMA INFELICIDADE DO DESTINO VC NOS PROCURA E PARA SUA FELICIDADE VC SABE ONDE NOS ENCONTRA (POLICIA MILTAR)SEMPRE PRONTA PARA SERVI 7BPM IREÇÊ-BA,3CIA PM CANARANA

LETINHO disse...

Guarda é aquele toma conta de algo ou alguem.
Quem iniciou o comentario não quiz ofender ninguem, quiz dizer provavelmente que não são guardas e sim policiais.
Policia é uma palavra grega que significa fiscal. fiscal da lei por exemplo.
Mas parece que alguns entenderam tudo errado aí acima.
Tem guarda xingando sem necessidade.
O tema não foi para tal discussão , brigas.

abudisbaril disse...

Ao comentario feito sobre meu comentario "o cidadao tem a policia que merece""se dao despreso e falta de educaçao é isso que terão" , veja bem meu amigo voce infelismente esta demonstrando o lado ignorante, sem instruçao e truculento dos policiais militares, eu não disse que nao gosto da policia militar, muito pelo contrario disse que trata-se de uma instituiçao necessaria, que sua instituiçao é essencial para sociedade, que que muitas operaçoes da policia militar obtiveram exito e dignas de muitos elogios , porem disse que voce poderia refletir melhor que nada é tão perfeito no mundo que nao possa ser melhorado, porem voce me vem com uma resposta ignorante, agressiva , truculento e ainda por cima dizendo que realmente voces agem com truculencia em resposta a visao que parte da sociedade tem por voces, saiba que o erro esta ai, porque voces são agredidos po uma parcela da sociedade voces tratam toda a sociedade como inimiga, porem volto a dizer admiro sim a policia militar do estado de São Paulo e boa parte dos VALENTES POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DE SÃO PAULO,,,,,,Porem policiais com a sua visão de Policia, que emitem respostas como essa para um cidadao como eu que nem sequer tocou no assunto de pagamento de impostos acabam por transformar a gloriosa policia militar em bicho papões, meu amigo procure ser um profissional mais dedicado ao que faz sem se deixar ser atingido por criticas que voce sabe não ser para voce que voce vai ver que sera mais feliz, e outra coisa não trabalhe esperando uma medalha, ou reconhecimento alheio pois para o bom profissional é ele mesmo ver do seu trabalho surtir bons resultados e poder deitar a cabeça no travesseir tranquilo, com sua conciencia de dever cumprido .Parabens aos policiais militares que assim o fazem e para voce amigo outra dica seja mais forte que essa pretenção de ser um super heroi, seja apenas um policial militar, seja profissional como muitos dos seus colegas de farda, pois como ja disse mas volto a repetir para voce que com sua resposta demonstrou seu uma pessoa frustrada, sou fã da policia militar e de muitos policiais militares que são sim herois anonimos, não porque assim o querem ser, mas pelos atos de bravura anonima que praticam sem esperar esse merito todo

Anônimo disse...

Ok Anônimo! Realmente você tem razão. Sou um frustado sim com a profissão, confesso. Mas sabe o por quê? Por estar cansado de suportar as críticas de pessoas que não passaram situações pelas quais passei. Por dedicar minha juventude a pessoas mesquinhas, hipócritas e omissas em lutar por seus próprios direitos, achando que o PM é culpado de tudo de ruim que acontece nesse mundo. De ficar ouvindo comparações com pessoas de 30 anos atrás da época da Ditadura Militar. De ficar impotente frente a tudo que a Imprensa sensacionalista expõe aos milhares de ignorantes dessa nossa sociedade e não poder responder a altura, devido ao regulamento da Instituição.
Não adianta você me comparar com os nobres policiais nesse país, pois isto não vai me atingir. Não preciso mais deste tipo de vaidade. Sei muito bem o que fiz em minha carreira e não devo nada a ninguém e muito menos espero recompensas por isso. Já descobri que o povo é ingrato e egoísta. Mas mesmo apesar disso, vou continuar a fazer o melhor na profissão, mas não por alguém ou pelo Governo, mas sim por mim mesmo. Para meu crescimento pessoal. E pode ter certeza que existem muitos policiais que esperam sim recompensas. Até brigam por isso.
Com relação ao que disse sobre a Sociedade tem a Polícia que merece, continuo com esta ideia e não vai ser um pequeno e insignificante comentário que vai me fazer mudar. Minha carreira e o que já passei é muito maior que isso, OK?
Finalizando, mesmo que responda, não vou mais perder meu tempo em tentar lhe explicar como é o trabalho na Polícia Militar. Se você acha que é tão bom, as inscrições sempre estão abertas, e aí quem sabe, vivendo e sentindo na pele você aprenda o real significado do que é ser Polícial Militar num país chamado Brasil.
Ah! Que bom que você ficou dias pensando para responder meu comentário. Ao menos quando for falar com um PM vai se lembrar dele.
Ação e Reação! Assim é a vida, anônimo. Fui...

Anônimo disse...

Não há motivos para se milindrar. Otermo guarda não é pejorativa a qualquer policial.
Grande parcela da população cresceu chamando policiais de Seu Gurada e abruptamente não há o que mudar.
Para o tratamento é importantissimo observar(ouvir)a entonação de voz.
Acesse o excelente texto narrado por Paulo Bial - Tributo ao policial.
Após a audição do referido texto muita coisa poderá mudar em seu entendimento.Washington.

Anônimo disse...

Por um lapso a palavra Guarda foi digitada erroneamente.(Gurada). Peço desculpas.

Anônimo disse...

o correto é Um tributo aos policiais de Pedro Bial exibido no Fantástico.

Anônimo disse...

Ok! também não vou ficar aqui perdendo o meu tempo com um ser tão pequeno como você, pois vejo que voce mesmo se contradiz no que fala e no que pensa, na realidade não sei nem ao menos se voce pensa, pois fala coisa com coisa,uma hora que ser visto como um super herói, na outra diz que simplesmente seus atos são praticados vislumbrando crescimento profissional, mas pra te dizer a verdade vim aqui só para lhe dizer que não passei dias pensando no que voce disse, apenas demorei na resposta porque tenho mais o que fazer e assim que acessei o blog lhe postei a mensagem, portanto essa visão medíocre que voce tem da sociedade, bem como, da nobre missão policial não necessita de vários dias de meditação para se ter uma resposta, amigo cresça e dignifique sua profissão, ou pelo menos não emita respostas desafiadoras a sociedade, pois, mereça ou não mereça o seu apreço, a sociedade será sempre por parte dos bons policiais o alvo de satisfação plena, e aos insatisfeitos a indiferença, quanto a sua frustração declarada procure em psicólogo, sei que as inscrições para pm estão sempre abertas, e você sabe por que estão sempre abertas? ? Vou lhe responder, porque policiais frustrados como você, policiais que viram que não suportariam uma carreira que não é simplesmente mais uma profissão, uma carreira que trata-se de total entrega sem esperar algo em troca ou como eles mesmo dizem trata-se de uma segunda pele tiveram a capacidade de deixar a corporação e seguirem suas vidas e não ficar ai estagnado só reclamando como voce, deixando espaço para aqueles que tem na alma o BRIO para anonimamente serem verdadeiros heróis não se esqueça do lema do corpo de BOMBEIROS divisão glamorosa da Policia Militar do Estado de São Paulo que diz "QUEM NÃO NASCE PARA SERVIR, NÃO SERVE PARA VIVER. ABRAÇOS

Anônimo disse...

Fineza ao postar respostas aos comentários citar data e hora, para que não cause milindres a outras postagens.

Mariele disse...

É revoltante ver cidadãos com diplomas universitários não terem capacidade intelectual para diferenciar uma delegacia de um quartel. Não suporto mais atender pessoas e ter que explicar que o Delegado não trabalha aqui no quartel.... Essa falsa elite brasileira deveria no mínimo entender que polícia militar e polícia civil são instituições diferentes....

Anônimo disse...

Realmente é a hora de valorizar as polícias, os GCMs, os agentes penitenciários, e porque não também todos os seguranças de bancos, carros fortes,e outros mais. Todos que trabalham em prol dq segurança pública no Brasil. O sr. José Ricardo deixou frisado no final do seu belo texto que o intuito não era menosprezar os guardas, sou GCM de SP, e aceito seu pedido de desculpas e entendo também as dificuldades que passam os PMs, com baixos salários e muito serviço a fazer no confronto direto com a criminalidade. Um abraço a todos vocês e que sejamos unidos na luta contra o que não é certo para nosso bem de nossas famílias e da população do nosso BRASIL.

Edvaldo Nascimento disse...

Em que o PM é melhor que o GM, em letalidade?

Sou Guarda e Pós Graduado Especialista em Segurança Pública, tenho curso de formação, distúrbio civil, tiro, investigação policial 369h/a teórico e prático, abordagem, Infoseg,. etc. O caro amigo PM não faz jus ao título de Guarda, tem que se capacitar e informar mais. A corporação na qual atuo bem como outras GMS contam com guardas que têm cursos de rapel(dá instrução a PMS), Guardas especialistas em Seg. Pública, Assistêntes Sociais, Psicólogos, Advogados, cursos no DENARC, BOPE/RJ, Anti-terrorismo e muito mais....

Anônimo disse...

Só gostaria de esclarecer que, p/ ser "polícia", não necessariamemnte a intitulação da instituição, que presta segurança pública, deve conter o termo pólícia. Pois se assim fosse, as Brigadas Militares não seriam Polícia: o trabalho policial não está ligado a intitulação da instituição, mas sim a sua atividade fim (patrulhar, vigiar, guardar, prevenir, etc...)

Aproveito a ocasião, p/ sugerira leitura de um artigo muito interessante, e esclarecedor, no site do Forum Brasileiro de Segurança: www.forumseguranca.org.br

Anônimo disse...

Deculp-me esqueci de dizer o nome do artigo:
"Os municípios não tem poder de polícia? O velho paradígma" . Por: Sergio Ricardo de França Coelho.

ednilson disse...

GCM.2ªCLASSE CORREA
OLHA OBSERVEI TODOS COMENTARIOS MAS CHEGUEI A UMA CONCLUSÃO, ENQUANTO ESTAMOS AQUI RESOVENDO QUEM É POLICIA E QUEM É GUARDA , CRIMINOSOS ESTÃO AI SE ALIMENTANDO DESTES DESAFETOS ENTRE CORPORAÇÕES PM,PC,GCM E SE ORGANIZANDO ACHO QUE DEVEMOS SER MAIS UNIDOS E CAPAZES DE SERMOS UMA SÓ FAMILIA , POIS SE ABRAÇARMOS ESTA CAUSA JUNTOS TENHO CERTEZA QUE A CRIMINALIDADE NÃO TERA FORÇAS, SABEMOS QUE TBM NÃO IRA ACABAR POIS DESDE O COMEÇO DO MUNDO OS CRIMINOSOS EXISTEM, ENTÃO SENHORES ACHO QUE SER "POLICIA " OU SER "GUARDA" NÃO VEM AO CASO ENTRE NÓS FARDADOS , VAMOS SER MAIS DIPLOMATICOS E COERENTES E SERMOS MAIS PRÓXIMO UM DO OUTRO , POR QUE O CIDADÃO DO BEM NÃO QUER SABER NA HORA DE SEU AFLITO SE A POLICIA MILITAR OU GUARDA CIVIL É UM "GUARDA" SIMPLESMENTE VAI QUERER SER PROTEGIDO, VAMOS AJUDAR A QUEM PRECISA , POR QUE NESTA HORA TEMOS QUE LEMBRAR QUE SENDO GUARDA OU PM ATÉ NOSSOS FAMILIARES IRÃO UM DIA PRECISAR, HOUVE UM CASO DE UM 1ªSGT CHOQUE SP, QUE MORAVA EM OUTRA CIDADE QUE RECEBEU UMA LIGAÇÃO DE SUA ESPOSA QUE LHE DISSE : OLHA AMOR TEM PESSOAS AQUI QUERENDO DENTRAR EM NOSSA RESIDENCIA , IMAGINE SENHORES O DISESPERO DESTE POLICIAL, ONDE FEZ UMA LIGAÇÃO AOS SEU AMIGOS DE FARDA PARA FAZER A VERIGUAÇÃO E NÃO TEVE O EXITO POIS NEM SEUS AMIGOS DE FARDA FORAM CAPAZES DE IR EM SUA RESIDENCIA PARA AJUDA-LO, ENTÃO FEZ A SEGUNDA TENTATIVA LIGOU NA GUARDA CIVIL MUNICIPAL ONDE TEVE UM EXITO GRATIFICANTE POR QUE ELES COMPARECERAM A ESTE LOCAL , ONDE FOI FEITO A PREENÇÃO DE VARIOS ELEMNETOS COM ENORMES PASSAGEM NA POLICIA , ENTÃO RESUMINDO A HISTÓRIA UM PRECISA DO OUTRO , NÃO VAMOS NOS REBAIXAR POR SIMPLES COMENTARIOS ,,DESCULPA AO SENHOR REDATOR DESTA INFELIZ HISTÓTIA , AO INVEZ DE SE SENTIR OFENDIDO POR ACHAR QUE POLICIA É GUARDA FAÇA O SEGUINTE DEIXE DE SE LEVAR POR FANTASIAS DE TELE NOVELAS E ESQUEÇA DE ASSISTIR SERIADOS OU ATÉ MESMO FILME DE COMÉDIA ENVOLVENDO ENTÃO ASSIM O NOME DE TUA CORPORAÇÃO OK ..SEJA MAIS COERENTE E MOSTRE AS SUAS QUALIDADES QUE SEI QUE O SENHOR É CAPAZ DE PASSAR PARA NÓS QUE SEMPRE VISITA ESTE SITE, POIS SE ESTAMOS AQUI É PARA APRENDER E FALARMOS A MESMA LINGUA , OLHA SENHORES A MUDANÇA ESTA AI LOGO SEREMOS NOVA POLICIA , DEIXANDO BEM CLARO NÃO ESTAMOS QUERENDO SER "O" POLICIA E SIM "A"POLICIA SOMENTE MAIS UM ORGÃO PARA NOS FORTALECER..DESDE JA AGRADEÇO E DESCULPA AS MINHAS PALAVRAS E ERROS ORTOGRAFICOS ..FIQUEM COM DEUS

ednilson disse...

Avance Sempre POLICIAIS E GUARDAS MUNICIPAIS

Na vida as coisas, às vezes, andam muito devagar. Mas é importante não parar. Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso, e qualquer um pode fazer um pequeno progresso.

Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa pequena.
Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios.

Continue andando e fazendo.

O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se para frente.

A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um pouquinho mais você se aproxima dele.

Se você pára completamente é muito mais difícil começar tudo de novo.

Então continue andando e fazendo. Não desperdice a base que você já construiu. Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato instante.

Pode não ser muito mas vai mantê-lo no jogo.

Vá rápido quando puder. Vá devagar quando for obrigado.
Mas, seja, lá o que for, continue. O importante é não parar!!!

Anônimo disse...

A UNIÃO FAZ A FORÇA. PRECISAMOS DEFENDER A SOCIEDADE, BEM COMO NOSSAS FAMÍLIAS. QUEM TRABAHA NA SEGURANÇA PÚBLICA MERECE RESPEITO E MELHORES SALÁRIOS. SE AS COISAS ESTÃO DIFICEIS COM A INTEGRAÇÃO, PIORARIA AINDA E MUITO MAIS SEM A PARTICIPAÇÃO DAQUELES QUE SE INTERESSAM PELA SEGURANÇA PÚBLICA. SOU POLICIAL MILITAR E VEJO A GUARDA MUNICIPAL COMO PARCEIROS, ONDE TEM VALOROSOS DEFENSORES DA LEI E DA ORDEM. DEVEMOS SOMAR ESFORÇOS PARA DIMINUIR A BANDIDAGEM.
PARABÉNS A TODOS QUE LABUTAM NA SEGURANÇA PÚBLICA VISANDO DIMINUIR OS INDICES DE CRIMINALIDADE.

Morais disse...

Concordo plenamente com o ultimo comentario do policial militar , sou GCM com orgulho e vejo na integração das forças um respeitando o outro com base no mesmo objetivo chegaremos a resultados muito mais satisfatórios, nossa luta é e deve ser contra um mesmo inimigo "O BANDIDO" agressor da sociedade, sociedade esta onde esta inserido nossos pais, mães, filhos, esposas, ou seja, todos os nossos parentes e amigos........Vamos lutar sim por um objetivo comum e não apenas esta briga mesquinha por titularidade......Valeu pessoal espera que isso não seja apenas uma utopia, pois tanto na Policia Militar quando na policia Civil como nas Guardas Municipais existe homens valorosos e capazes de juntos garantirem a segurança de nossa população para um maior desenvolvimento de nossos municipios, estado e nação.......

Anônimo disse...

Ao Anônimo das 15:06 horas do dia 29 de Agosto de 2009 (Comentarista equivocado):

Quem te enganou?

O Polical Militar é autoridade, sim senhor!

Agente da autoridade é o vigia de rua, o vigilante de banco...

Anônimo disse...

O Policial Militar é autoridade!

Quando atuando numa blitz, quando efetuando uma abordagem, quando controlando o trânsito, ou seja, quando dentro de suas atribuições legais de preservação e de manutenção da ordem pública, ele é autoridade, autoridade policial-militar.

Quem é o primeiro a chegar a locais de ocorrência? O PM!
Quem aciona a perícia? O PM!
Quem apreende os objetos ou instrumentos utilizados na prática criminosa? O PM!

Para evitar polêmicas, finalizo por aqui. Tire suas próprias conclusões.

Anônimo disse...

Sem dúvida, o policial militar é autoridade!

Anônimo disse...

Existem no mundo alguns países onde a grande maioria de sua população tem nível superior. Que utopia pensar que o Brasil um dia será como o Canadá, onde todo cidadão tem poder de polícia para até mesmo denunciar um abuso de trânsito, e a sua palavra é levada em conta pela autoridades para punir o infrator da Lei. Qual será a diferença entre as leis de países mais desenvolvidos e as Leis existentes no Brasil? Por que as Leis brasileiras são interpretadas de tantas maneiras diferentes, quando referidas Leis parecem ser tão claras?
As cominações legais, não sendo "suficientes para uma fácil interpretação", fazem brotar doutrinas que, muitas vezes, distorcem totalmente o príncipio de sua legalidade.
Um claro exemplo disto são as prisões realizadas por inadimplemento de pensão alimentícia. Não é que eu não seja favorável à prisão de um pai que não se preocupa com a alimentação de um filho que não condições de manter-se por si só, mas refiro-me à previsão da Lei. O Código Civil deixa claro que os alimentos só são devidos quando aquele que os pretende não tem bens suficientes, nem condições de prover pelo seu trabalho a própria mantença, e aquele de quem se pretende tem condições de fornecê-los sem o desfalque do necessário à sua própria subsistência.
Em outro caso, as discussões jurídicas que são apresentadas quanto ao "poder de polícia" das Guardas Municipais mostram que muitos indivíduos sequer sabem o que isto significa. Confundem poder de polícia com um termo genérico, entendendo que para algum órgão ser tido como polícial, obrigatóriamente, deverá ter a denominação de "Polícia".
Desta diapasão, a vigente Constituição garante às Guardas Municipais o poder de polícia na proteção de bens, serviços e instalações do Município. Acaso, não são as vias e logradouros públicos um bem do Município, uma vez que qualquer acidente ocorrido por falta de manutenção nestas vias, forçosamente enseja, contra o poder executivo municipal, uma ação judicial por dano material? São os Estados ou a União, responsáveis por tal reparação? Claro que não, haja vista que a Constituição Federal determinou, com clareza, quais são os bens que pertencem à cada ente federativo.
Ademais, o artigo 99 do Código Civil de 2002 especifica que consideram-se bens públicos os mares, os rios, as estradas, as ruas e praças. Porém, é inegável que em todos os bens que pertencem ao Município as Guardas Municipais têm sim o tão mitificado poder de polícia.
Corrobora com o tema que o artigo 23 da C.F./88 dispõe que "é competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios zelar pela guarda da Constituição, das Leis, das Instituições democráticas e conservar o Patrimônio Público".
Cumpre salientar que o poder de polícia não é inerente aos órgãos policiais, mas sim ao Estado(ente federativo), havendo inclusive uma PEC que visa desconstitucionalizar as polícias, para que sejam regulamentadas por Lei específica.
O Governo Federal, inclusive, fez cessar dúvidas quanto às Guardas Municipais serem, ou não, polícias, incluindo-as na Secretaria Nacional de Segurança Pública como órgãos de segurança pública, garantindo a elas uma verba para que se aperfeiçoem na área, por meio de cursos ministrados pelo Ministério da Justiça.

Anônimo disse...

Não entendo porque tantas divergências, proibições , medos, inseguranças, críticas, pois as guardas municipais são compostas de Homens, Homens que fazem parte da PM, Homens que fazem parte da PF, Homens que fazem parte da PRF, Homens que fazem concursos e passam a ser PMS,PF,PRF, Homens que podem ser treinados, ensinados a fazerem qualquer coisa e aprendem com dignidade, e seus instrutores são Homens.Instrutores de tiro e Psicólgos também são homens e são pagos para ensinar. Agora se o Governo não quer gastar com segurança é outra coisa, se o Governo não que treinar esses Homens é outra história.Tudo é questão de visão ampla e planejamento.Pode ser que com esse novo Governo tenhamos mais apoio, mais auxílio na segurança.Pode ser que esse governo tenha mais Coragem.

Anônimo disse...

Gostaría de lembrar toda a sociedade brasileira que Segurança Pública não se faz apenas com duas ou três corporações, mas com a conscientização de toda a sociedade brasileira, enquanto nos iludirmos sonhando que duas ou três corporações darão respostas no que se refere à segurança pública, infelizmente mais e mais nosso país estará atolado em violência, corrupção, desrespeito aos órgãos de segurança públicas, tráfica, desordem etc, etc, etc. Segurança pública se faz com educação, com envolvimentos de todos os municípios, a Guarda Municipal, bem formada, bem equipada e com poderes de POLÍCIA, planejamentos familiares, resgate da simpatia da população brasileira, no apoio aos HERÓIS de verdade, os GUARDAS, OS BOMBEIROS, a POLÍCIA MILITAR,CIVIL,FEDERAL, RODOVIÁRIAS... Somar todas essas experiências e ver o resultado. Dividir jamais, deixar interesses para trás, tirar o freio desse país, entrevado na segurança pública, e envolver os Ministérios e Secretarías, Sociais, Trabalho, Cursos, selecionar locais críticos, como favelas, bairros pobres,e lá tem que ser dada atenção especial com cursos de emprego real, mas não cursos de empreendedorismo,inglês etc, mas azulejistas, latoeiro, alvenaría, cursos reais tipo na esquina tem emprego, gostaría de alongar um pouco mais a conversa, mas espero já ter dado alguma idéia, mas por favor parem com idéias medíocres de dizer que uma corporação é melhor ou pior, existem membros muito bem formados em todas as corporações, assim como alguns com um pouco mais de dificuldades em todas as corporações, o importante é o mesmo ideal, lutar contra o crime, o qual está ganhando terreno à cada dia que passa.

Anônimo disse...

Não vou criticar as corporações que hoje pensam que fazem Segurança pùblica, mas vou criticar o sistema, criado na e para a ditadura, segundo nosso Secretário do SENASP, Ricardo Balestreri é um sistema desastroso, e digo mais só beneficia uns poucos que ainda o defendem e lucram com isto. Vejam a doutrina que até mesmo os pequenos membros desse sistema foram condicionados, que Segurança Pública é manutenção da ordem pública, quando na verdade Segurança Pública é defesa da tutela de direitos. A prova maior de que o sistema é falido são as 50.000 homicídios ano, 50.000 mortes no trânsito ano e a explosão de todo tipo de tráfico, afora outros tipos de violência, que deixam nosso País entre os campeões em violência. Segurança Pública jamais terá sucesso se continuar sendo efetivado por duas ou três corporações. Segurança Pública se faz com o envolvimento e conscientização de toda sociedade brasileira, ONGs, Consegs,as três esferas administrativas, Federal, Estadual e Municipal, com todas as suas Secretarías, Guardas Municipais bem formadas, respeitadas, equipadas, e com poder de "POLÍCIA". Segurança Pública jamais pode ser deixada sob responsabilidade de uns poucos que ainda tentam influenciar políticos que infelizmente não enxergam. Segurança Pública se faz com planejamento familiar, Educação, Profissionalização,Saneamento, Saúde etc. Cada órgão com iguais responsabilidades. Vamos deixar de hipocrisia!! Ou Mudamos a cultura de nosso povo, ou continuamos a ver as estatísticas de violência cada vez aumentar mais, e nós a população reféns de uns poucos que lucram com o atual sistema "DESASTROSO

Anônimo disse...

Olá á todos, gostaria de deixar aqui minha opnião de forma breve, penso que o nobre papel a ser desenvolvido pelos profissionais da segurança pública, passa pela integração e distribuição clara das funções e atribuições,neste sentido as guardas municipais tem um vasto campo a ser preenchido, quando estas instituições são atuantes através da filosofia de polícia comunitária. Esta forma de trabalho precisa ser entendida e assimilada pelos gestores municipais que quando souberem do quão é importante a participação das guardas na melhoria dos índices sociais relativos à segurança, passaremos a ter uma esperança de melhoras quanto ao futuro da segurança pública no Brasil.
Abraço à todos!

Anônimo disse...

Existe, hoje, mais de um milhão de servidores privados de segurança. Esses têm que ter controle. Guarda Municipal, para ser polícia, tem que ser da administração direta. Nenhuma Guarda vai ser Polícia Municipal, porque você tem que estabelecer código de conduta próprio para a Guarda, corregedoria própria, plano de cargos e carreira próprio para a Polícia. Como é possível fazer isso se não for através da administração direta? Então, acho que foi um avanço o Projeto de Lei do Vereador Pedro Porfírio. A Guarda do Rio, pelo seu efetivo, e pelo trabalho que já realiza, pode ser uma das referências nacionais dessa inclusão das Guardas do Sistema de Segurança Pública. Espero que esse ano a Câmara dos Deputados vote a PEC do Romeu Tuma, vote o Projeto de Lei criando a Polícia Municipal Preventiva e Comunitária no país. E que nesse processo, a Guarda Municipal do Rio de Janeiro seja uma Guarda de administração direta para entrar pela porta da frente no Sistema de Segurança Pública.

Anônimo disse...

Segurança Dever do Estado, direito de todos... As pessoas interpretam errado esse Estado não é o Estado individual São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro... É o Estado Ente Federativo como alguém já comentou acima, ou seja é dever dos Municípios, dos Estados e da União zelar pela segurança. As Guardas Municipais são Polícia sim esta amparada. Tem de se ter união entre todas as instituições policiais. Fico por aqui. Paz, Justiça e Liberdade.

Anônimo disse...

Saudação azul marinho que sera uma nova policia,com muito respeito a policia existente a policia militar, só estamos querendo ser amigos e falar a mesma lingua, não podemos deixar que os criminosos vençam esta guerra ou vcs acham que eles não estão querendo falar a mesma lingua?
Então senhores vamos juntos se aliar e esquecer quem é policia, pois somos homens e pais de familia não vamos ficar de picuinhas quem quer ser mais policia do que o outro, temos que nos fortalecer e dar as mãos juntos e saber que teremos mais tranquilidade em nossas vidas.

Anônimo disse...

Seja comedido com as palavras meu caro, uma vez que cada polícia tem sua área de atuação e a atuação principal da Polícia Civil é a investigação. Poder de Polícia vários òrgãos o tem, porém é função da PM o Policiamento Ostencivo, então é de se esperar que um certo número de prisões sejam feitas pela PM, não acha? Já a Polícia Civil o faz cumprindo mandados de prisão oriundos de investigação criminal. Vamos ter um pouco de cultura e deixar essa idéia de que só PM é que é Polícia de verdade, isso é coisa de mentes imaturas que deseja se autoafirmar, e o pior é que muito comandante incute isso na cabeça dos seus subalternos. Lamentavelmente em pleno século XXl ainda temos essas demonstrações de falta de cultura. Torço pela desmilitarização das PMs e unificação das Polícias, isso sim acabaria com essas idéias retrógadas.

Anônimo disse...

Sem essa de unificação e desmilitarizaçaõ; as Polícias Militares do brasil possuem uma estrutura muito grande e organizacional; principalemnte a de São paulo e Mina Gerais, elas possuem pistas de atletismo, campo de futebol com piscina, salão coberto, clubes para seus integrantes e família; possui convênios com diversos clubes e em outros estados, possuem excelêntes estandes de tiros, possui uma frota de helicópteros, super modernos,possui também vários cavalos de raças e cachorros, possui também um contigente grande com tropa de elite muito bem treinadas. Em fim, o enteresse de desmilitarização e de alguém que gostaria de ser um policial militar e não conseguiu entrar ou suportar a ralação do curso, e se for integrante da PM, pede pra sair, pois está na polícia errada, ninguém é obrigado a comer o que não gosta e muito menos ficar trabalhando forçado. Todos os anos abre concurso para polícia civil, que também é uma instituição muito boa, ou entre na guarda municipal, ou seja agente penitenciário. Pois na PM não é lugar de preguiçoso que só quer moleza, e se alguém quer crescer na PM é só fazer curso, pois todo ano tem. Um forte abraço a todos leitores....

Anônimo disse...

Eu queria ter o dinheiro que meus vizinhos pensam que tenho, as mulheres que minha mulher pensa que tenho e o PODER que o PM pensa que tem.

Anônimo disse...

Ser guarda é para poucos,ser pm ou quem sabe FORÇA PÙBLICA também,o que precisamos é de homens humildes cumpridores de seus deveres e que realmente saibam o que é o bem e o mal ,o que se pode confiar e o que não se pode.Precisamos sim de uma policia de verdade bem paga,bem preparada com pessoas que realmente tenham o perfil policial que tanto nossa sociedade almeja.Não importa se é seu guarda,seu Força Pública,seu investigador etc o que importa e que cumpramos nossas obrigações sem nos preocupar com a grama do vizinho,não há demerito nenhum em ser chmado de guarda quando realmente temos preparo intelecto o suficiente pra sabermos o que significa a palavra GUARDA UM ABRAÇO A TODOS.

Anônimo disse...

O policial Militar e o Complexo de Vira-latas

Ilustríssimos colegas de profissão, Sargentos J. M. da Silva e José Ricardo Supérbi Monteiro, sou soldado de policia militar do Distrito Federal e cientista da atividade policial de atendimento de emergências, infelizmente não é só o publico externo que desprestigia as egrégias polícias militares. Fico muito entristecido porque alguns colegas não se preocupam com seus preparos técnico-profissionais, e talvez por isso não teêm dimensão da autoridade, competência e, do quão nobre e complexo é o papel das policias militares. Não podemos nos eximir da parcela de culpa por o cidadão comum, não reconhecerem as policias militares como órgãos compostos por profissional capacitados e merecedoras de respeito e admiração; já tive o desprazer de participar de ocorrências em que um policial gritou em plena via publica repleta de populares com uma mulher grávida: sua vagabunda! ocorrência em que durante um desentendimento entre uma mulher e seu ex-marido um amigo deles insistia em intrometer-se na entrevista que o policial responsável pela guarnição realizava com o casal eu perguntei para o intrometido qual o nome do senhor e ele desrespeitosamente retrucou para que você quer o meu nome, contudo, antes que eu o advertisse que se ele recusasse a declinar o nome dele eu seria obrigado a prende-lo por força do art. 68 LCP, o policial responsável pela guarnição por desconhecimento da legislação “encagaçou”, com perdão da palavra, e pediu que deixasse para lá, diante da censura do colega para não causar um problema maior, pus meu “rabo” entre as penas; ocorrência que durante perseguição a um indivíduo o mesmo adentrou na primeira residência que encontrou com o portão aberto e tentou livra-se da pistola que portava largando-a no vaso sanitário, prendemos o individua e quando já estávamos fora da residência o responsável pela guarnição pediu para eu solicitasse o nome proprietário da residência, que estava do lado de dentro com o portão entreaberto, quando eu caminhei em direção ao mesmo ele fechou o portão e bateu o cadeado e disse balançando a cabeça: não, meu nome eu não dô não; antes que eu negociasse com ele argumentando que uma coisa era ele perguntar com respeito as possibilidades de nós não colocarmos o nome dele na ocorrência, outra é ele não conhecer a autoridade da policia militar para exigir o seu nome, e que se ele insistisse na recusa em dizer o nome nos iríamos chamar o corpo de bombeiros pra abrir a casa e prende-lo por recusa de dados art. 68 LCP, todavia, mais uma vez o “fantasma” do desconhecimento fez com que a policia militar novamente passasse pelo constrangimento de um cidadão diretamente envolvido em uma ocorrência recusasse a declinar o nome e o responsável pela guarnição deixar para lá.

Na nossa modesta opinião são ocorrências conduzidas dessa forma que contribuem sobremaneira para que a sociedade não reconheça a autoridade das policias militares. As pessoas que presenciaram as duas ultimas ocorrências narradas, certamente imaginaram que recusar a dizer o nome à polícia, mesmo quando diretamente envolvido em ocorrência é um direito que assiste a todo cidadão e que por isso a policia não pôde fazer nada, e se por ventura vierem a envolver-se em uma ocorrência também poderão recusar-se.

Paulo Souza, soldado PMDF e cientista da atividade policial de atendimento de emergência, e-mail para contato: paulo.p.sz@hotmail.com, coloco-me a disposição para contribuir de alguma forma para a manutenção do blog.

Paulo Souza disse...

Continuação do texto, O POLICIAL MILITAR e O COMPLEXO DE VIRA-LATAS.

Caríssimos colegas policiais militares, nós não somos guardas! data máxima vênia, a honrosa profissão de vigilante, Somos autoridades policial militar. Não tenha complexo de vira-latas, tenha orgulho de pertencer à policia militar assim como os demais membros dos órgãos do sistema de justiça criminal (JUDICIARIO, MINISTERIO PÚBLICO, POLICIAS FEDERAL RODOVIARIA FEDERAL e FERROVIARIA FEDERAL, POLICIAS CIVIS) teêm, porque não somos nem mais nem menos autoridades e/ou importante que eles, cada um desses órgãos é uma engrenagem no engenho de justiça criminal. E lembre-se para que você desempenhe sua função com excelência e tenha segurança nas vossas decisões, você precisa dominar direito constitucional, administrativo, penal, processual penal, penal militar e processual penal militar, você precisa conhecer esses ramos do direito tanto quanto delegados de policias, membros dos ministérios públicos e magistrados, então por que se sentir subliminar a esses servidores.

Paulo Souza, soldado PMDF e cientista da atividade policial de atendimento de emergência, e-mail para contato: paulo.p.sz@hotmail.com, coloco-me a disposição para contribuir de alguma forma para a manutenção do blog.

WILLIAMS disse...

PARABENS PELA MATERIA. TALVEZ SE VOCE FOSSE MAIS HUMILDE E MAIS INTERESSADO PELA LEI SABERIA QUE SIGNIFICARIA DISCRIMINAÇAO,ENTAO, AI SAIRIA DO NIVEL DE SEU GUARDINHA E HONRARIA SUA NAÇAO COM MAIS EDUCAÇAO E RESPEITO.
SOMOS GM COM MUITA HORNRA!!!

Jonas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jonas disse...


Caro amigos, ser chamado de "Guarda", não é motivo nenhum para ser diminuído, antes de tudo devemos entender o principio do que é ser Guarda, não aceitar ser chamado de Guarda é uma verdadeira hipocrisia se não uma pobreza de espirito, quanta vezes ouvimos do próprio CUPOM DA PM, " GUARNIÇÃO de TAL VTR, já encontra-se no local, A Vtr tal esta composta pela Guarnição...", o termo Guarnição é derivado de qual palavra?
Um das policias mais respeitada da Europa chama-se Guarda Civil, pertencente a Espanha, uma das melhores policia que o Brasil já teve chamava-se Guarda Civil, pelo menos é o que diz a historia, inclusive foi a instituição que deu origem a policia do exercito, tendo participado ativamente na segunda guerra mundial e para finalizar este menosprezo com o termo "Guarda", devo acreditar que Vossa Senhoria não é cristão, mas respeito e por respeitar os demais colega cristãos, invoco este importante compromisso de Deus com o seu povo o qual esta escrito " Não dorme e nem tosqueneja o "Guarda de Israel (termo bíblico)", o titulo que Vossa Senhoria não aceita o criador de todas as coisas, assume este Titulo, o qual tenho a Honra de ser chamado: "Seu Guarda, estou precisando de ajuda...”(para ilustrar a forma que o cidadão nos chama), porque de uma forma ou de outra estamos sempre a disposição da população, ser chamado de policia ou guarda, é o que menos importa, o importante é ter personalidade e maturidade suficiente para poder discernir, o que ocorre na nossa volta.

“A Humildade procede a honra, tratar as pessoas da mesma forma que gostamos de ser trado não é nenhum principio de hierarquia e sim atitudes de quem tem a capacidade de ser identificado como humano.”

Com a relação a minha formação acadêmica, não vou descrever mas devo dizer por falta de nível superior, tenho duas faculdade no meu curriculum e cinco curso de nível técnico, e então acredito não deixar muita coisa a desejar, assim como muitos colegas na GCMs deste Brasil.


Sub.Oficial GCM Jonas
Capivari-SP

Anônimo disse...

Vaidade pouca, é bobagem, quanta Hipocrisia.

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo