Motopatrulhamento - Adrenalina sobre duas rodas

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Autor: * Diego Magalhães

Dentre as várias modalidades de patrulhamento, a patrulha com motocicletas talvez seja a mais emocionante. A destreza necessária para o atendimento de ocorrências em cima de uma moto ascende a adrenalina a cada aceleração do motor.

Ficar sob o sol (apenas os braços e a cabeça se bronzeiam) é apenas um detalhe, que não desmotiva o motociclista. É impossível ficar à sombra com uma motocicleta. O patrulhamento é um lazer, uma necessidade sobre duas rodas.

Cada abordagem a um suspeito é um desafio, pois a atenção deverá sempre estar voltada para a nossa forma de atuação, ou seja, não há espaço para erros. A habilidade é fundamental para quem trabalha com motos. Numa abordagem, a rapidez e o equilíbrio garantem o sucesso da atuação policial.

Logicamente, todo maré-prepe que se preze não resiste a rastrear motoqueiros em atitude suspeita ou autores de crime. O nível de atenção ganha uma cor diferente, que não consta na doutrina de técnica policial; temos que ter atenção de coruja e tirocínio de gavião.

Prender em flagrante delito nos causa uma sensação de caçadores de vampiros; os criminosos são os sanguessugas de nossa sociedade. Eles sugam principalmente a paz. A diferença com os vampiros é que os criminosos atuam também durante o dia.

Devido à rapidez da motocicleta, muitos criminosos a utilizam em suas ações delituosas. É mais fácil evadir ou se esconder da polícia com uma moto. Por isso, a maré-prepe é tão importante quanto a viatura, talvez até mais eficiente na captura de criminosos que atuam sobre duas rodas.

Desejos a todos os maré-prepes muito filtro solar e cuidado nos cruzamentos e nas retas. Enfim, acelerem com moderação.

* Diego Magalhães é soldado da PMMG, lotado no 33º BPM



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

11 comentário(s):

Anônimo disse...

Excelente texto. Admiro os irmãos guerreiros que labutam sobre duas rodas. Mas, não se esqueçam de toda atenção, pois seus corpos são os parachoques.

Anônimo disse...

Como foi dito no texto, a perseguição em cima de uma moto,é uma adrenalina e tanto,porém estes,aventureiros,digo aventureiros,pois para circular de moto pelos grandes centros hoje em dia,o camarada tem que possuir um pouco mais de coragem.São pessoas que mal sabem dirigir e ainda utilizam o celular,são pessoas que sinalizam entrar para a direita e contornam para a esquerda,enfim.Contudo,uma esbarradinha carro com carro,costuma não valer nem um BO.Mas se uma das partes envolve um motoqueiro, este quando não morre,se escapar de pelo menos um arranhão e um guidão amassado é pura sorte.Que DEUS abençoe esses combatente em suas rotinas,e fica uma ressalva,a vida do PM, em minha opinião, vale mais do que a da vítima, e claro, a do bandido ou cidadão intrator como queira.Sendo assim,se não deu para abordar o suspeito com uma velocidade que lhe de segurança,nem seja possível sua interceptação por outra viatura,uma hora a casa cai para ele.Um dia é da caça o outro do caçador.Não se arrisque demais,pois dependendo da situação,além deles não o ampararem em AO,ainda comentarão em seu velória suas falhas pelo menos para eles terá alguma.
Saudações milicianas !!!

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto, não podemos deixar de lembrar desses valorosos guerreiros que são a cavalaria da nossa pmmg em duas rodas. Como já foi dito irmãos, todo cuidado é pouco.



"Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha".

Anônimo disse...

o que dizer então , quando o mp , patrulha as ruas sozinho?
pois é existem casos como esse , o serviço é de inteligência , os pilas , ficam preocupados com as "barcas e os golzinhos e esquecem das " motoquinhas" esse é um erro fatal! passamos a informação , e é claro vamos também para o combate , e quando chegamos e conseguimos com sucesso uma boa ocorrência , nosso prefixo e a nossa ação é narrada no Bo , e mais uma vez cumprimos a nossa parte. mais é claro , talvez algum dia tenhamos um contigente maior de policiais na rua , e quando chegar essa hora , os cmts de fração , pelo menos a maioria deles , lançaram as mp , mais em condição tática e pronta para o combate!

Anônimo disse...

mp = adrenalina e coragem , preciso falar mais alguma coisa?

Anônimo disse...

antigamente a cavalaria era o terror da bandidagem , mais com o advento da tecnologia foram criadas a motocicletas...desse dia em diante , o cavaleiros passaram a montar cavalos de aço...deixou de fazer parceria com o equino , esse deve viver em paz , talvez só as crianças mereçam montar nos cavalos. bem essa é a minha opinião , somente o adulto o utilizou para a guerra ... muitos morreram , mais com a motocicleta , é somente o homem , é ele que guia é ele que escolhe correr ou parar não a ordem !

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto, apenas uma correção técnica: o correto é PROCESSO DE POLICIAMENTO, e não MODALIDADE DE PATRULHAMENTO. Patrulhamento é uma modalidade de policiamento. Processo diz respeito ao meio de transporte utilizado no policiamento.(CONCEITOS DA DISCIPLINA P.O.G)

Capitão Marcelo disse...

Muito inteligente e oportuno o texto. Realmente patrulhar em cima de uma motocicleta é algo indescritível. Moto sempre foi meu lazer e a minha profissão policial militar meu sonho. Hoje consegui aliar o lazer e o sonho juntos, pois estou comandando a 3ª Cia Moto ROTAM do BTL ROTAM.
Um abraço !

Anônimo disse...

Maré Prep na captura!!!
qualquer beco é caminho, qualquer trilha é estrada.


MP recobrimento eficaz!!!!!!!

Anônimo disse...

Gostei dos textos. Muito preciso. Sei o que é adrenalina, vive treze anos desenvolvendo o policiamento com MCL no Esquadrão Águia. É de grande importância, faz a criminalidade tremer na base. A surpressa e rapidez sempre foi o meu forte. Verdadeiro olho de águia. Saudades, um dia teremos uma polícia mais valorizada. Acredito na PEC 300, pois nos merecemos.

Sgt PM Bothanny

Anônimo disse...

Como fã de motocicleta desde a minha infância e hoje podendo pilotar uma motocicleta da Polícia Militar além é claro de pilotar uma motocicleta particular, é particularmente uma sensação de liberdade, de massagem no ego, de paz, etc..., e vejo que a todo momento a atenção é talvez o primeiro aspecto no item segurança, realizar manobras em que é até necessário "dobrar" a moto ao meio para fazer um retorno, abordar um suspeito, andar aonde talvez muitos pensem ser impossível ir de motocicleta, como linha ferrea, descer escadas, vielas estreitas que mal passa o guidam, andar em trechos de terras muitas vezes terra solta e até mesmo enlameadas, muitas vezes andar na contra-mão para abordar o suspeito/criminoso etc... Mas vejo que, outros Estados como São Paulo (ROCAM), Goias (GIRO), Tocantins (GIRO), Ceara (RAIO), e as cidades de Uberlandia e Uberaba com O GIRO, investem pesado no patrulhamento com motocicletas, onde criaram companhias de motocicletas com treinamentos especializados tudo para dar condições do PM motociclista dar a resposta nescessária a sociedade. Parabéns ao autor do texto, e se me permite, que todo o motociclista conheça muito bem a motocicleta em que esta trabalhando, conhecer e usar os seus limites é necessário para um bom patrulhamento. Abraços CB PM BOTELHO/2ºBPM.

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo