Formação do policial militar e salário condizente

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Em 2005, foi realizado um estudo a pedido do Ministério da Justiça com o objetivo de propor medidas para a modernização das Polícias Civis. Uma das propostas é a exigência do candidato possuir ensino superior para ingressar no cargo de agente dessas instituições, o que, aliado às expressões recorrentes no texto como "treinamento técnico-científico", "saberes especializados", "gestão do conhecimento", "formação multidisciplinar", entres outras, nos faz inferir que aquela corporação busca profissionais que tenham conhecimento, que usem mais a cabeça e menos os músculos.

Enquanto a Polícia Civil está à procura de candidatos com capacidade intelectual e propõe que seus profissionais tenham formação técnico-científica, saberes especializados, me pergunto e pergunto a vocês quais são os candidatos que a Polícia Militar procura e qual é a formação que ela oferece aos que nela ingressam?

Se quisermos sermos valorizados, é preciso mudar o paradigma da formação policial-militar. É preciso agregar valor ao nosso serviço. Meia volta, romper marcha, apresentar armas e submissão não agregam valor à atividade policial-militar, muito pelo contrário; perpetua na sociedade a imagem do trecho de uma cantiga de roda muito conhecida: "Marcha, soldado, cabeça de papel; se não marchar direito, vai preso pro quartel..."

Enquanto se tiver essa imagem do "soldado cabeça de papel", nunca teremos salários condizentes com a nossa atividade, a qual não comporta "cabeças de papel". Enquanto não agregarmos valor ao serviço policial-militar, enquanto não formarmos soldados para serem verdadeiras autoridades, sempre ficaremos preteridos em termos salariais.

Historicamente, o serviço braçal sempre foi desvalorizado. Marchar é serviço braçal, meia volta é serviço braçal, trabalho de sentinela/vigilante é serviço braçal, subir morro é serviço braçal, trocar tiro com bandido é serviço braçal. São atividades importantes? As tipicamente policiais sem dúvida que são muito importantes, mas é preciso agregar valor ao nosso trabalho, mostrando para a sociedade que fazemos muito mais do que serviços braçais, que a nossa atividade exige formação técnico-científica. Serviço braçal exige pouco conhecimento, e conhecimento é sinônimo de salário. Estamos, num esforço de sísifo, lutando e tombado na luta contra a criminalidade, mas e a remuneração condizente?

É preciso mostrar à sociedade que o policial militar é autoridade, no sentido mais lato da palavra. É preciso mostrar para a sociedade que, para atuar em locais de ocorrência, exige-se muito conhecimento, que vai desde os direitos administrativo, penal, processual penal aos ramos da psicologica e da sociologia. A formação do policial militar deve ser multidisciplinar, técnica. E não digo técnica/técnico apenas no nome, pois se nos quartéis ainda continuarem ensinando antigas lições (andar com as mãos para trás, por exemplo), as novas não prosperarão. Se os Direitos Humanos e a Polícia Comunitária ficarem apenas na teoria ou do lado de fora (extramuros), será difícil para o aluno assimilar e colocar em prática esses conceitos.
Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha, porque semelhante remendo rompe a roupa, e faz-se maior a rotura. Nem se deita vinho novo em odres velhos; aliás rompem-se os odres, e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; mas deita-se vinho novo em odres novos, e assim ambos se conservam. - Jesus Cristo
É preciso agregar valor a nossa atividade, é preciso quebrar paradigmas. Será que as tradições e os rituais do militarismo não passam à sociedade a imagem de soldados submissos e "cabeças de papel"? Enquanto o policial militar não for formado para ser autoridade, assim como é o delegado de polícia, continuará sendo remunerado da forma que é.



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

95 comentário(s):

Anônimo disse...

Muito bom o texto!
Mas infelizmente quem pode mudar alguma coisa nessa Polícia Militar não faz. Um exemplo simples mas que ninguém está nem aí para isso é o ingresso de novos policiais militares sem a exigência de CNH. E quando tem ainda vem com esta burrocracia de credenciamento. Como mostrar a sociedade o valor de um PM se nem ao menos ele é habilitado para dirigir um veículo de polícia ? Vejamos um exemplo: O Graduado foi empenhado num fim de mundo qualquer e acompanhado por seu novo parceiro (INABILITADO) de repente tem um problema de saúde. Vai morrer, simplesmente por que seu colega não sabe dirigir e não pode socorrê-lo. Isto é apenas um exemplo que pode ocorrer com qualquer um, sem dizer as ocorrências graves. Sua imaginação vai entender o que quero dizer.

Acredito que não é interessante para o Governo exigir nível superior para ser policial, seja civil ou militar. Não que seja uma regra, mas subentende que um jovem com "faculdade" tenha mais conhecimento e seja mais crítico. Além de que com certeza o salário vai ter que aumentar. Mais despesas para o Governo. Pessoas criticando com conhecimento de causa, despesas nos cofres públicos são "problemas" que nenhum Governo quer. Então, infelizmente colegas de profissão estas mudanças ainda são apenas sonhos.

Anônimo disse...

Existe uma diferença entre conhecimento e inteligencia; somente a união destes dois dons é que se faz um bom profissional de segurança pública. É uma utopia pensar que candidatos com curso superior irão se sair bem melhor do que os atuais policiais no combate direto com marginais das grandes favelas do nosso querido país.

Anônimo disse...

Todos nós sabemos que boa parte dos militares que hoje compõe nossas fileiras possuem formação superior. Ficar tomando "chave" de filhinho de papai que faz curso de Direito força nossos militares a se especializarem.
Não questiono que de fato a PMMG tem se preocupado com coisas que seriam de menor prioridade, mas certamente a hierarquia e disciplina militares não podem deixar de existir, sob pena de condenar a existência dessa organização policial. Digo mais, alguns dos componentes da PMMG podem até não desejar a presença de praças e oficiais esclarecidos, mas o cidadão precisa deles. Não precisamos de "engenheiros", "promotores"e "juízes" frustrados nas nossas fileiras. Precisamos de pessoas que queiram agregar valor à sua profissão, e isso não pode ser só esforço da corporação. É esforço pessoal!

Anônimo disse...

Acho importante e decisivo para melhores remuneração e reconhecimento a exigência do terceiro grau. Realmente ainda estamos sob a sombra da policia da ditadura. Uma policia burra, violenta e sem instrução. O comandante-geral da PMMG recebeu a oportunidade de criar uma proposta idêntica para apreciação do Governador. Vamos aguardar se realmente temos no comando uma liderança inteligente.

Anônimo disse...

Se curso superior fosse sinônimo de inteligência,os detentores deste,nem cogitariam entrar para a PM.Se o problema fosse a vontade de ser policial,ainda assim teriam a escolha da PF.Quem faz o lugar é a pessoa.Na faculdade apesar de ainda não ter feito uma,garanto que não ensinam a não ser truculento e outras regrais mais.O policial veio da sociedade e infelizmente,alguns péssimos policiais,com curso superior ou não, conseguem passar pela peneira e denigrem a imagem já tão criticada de toda a corporação.

Anônimo disse...

ncgjj

Anônimo disse...

Concordo plenamente com a opinião dos companheiros acima,em relação à formação dos policiais.Deveriam dar maior ênfase em matérias como direito e tantas outras coisas que só aprendemos na rua aos trancos e barrancos.Fico chateado e me sinto um pouco impotente com esse faz de conta que dispensa comentários.

"Do rio que tudo arrasta,se diz que é violento.Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem!"
(Bertold Brecht)

Com relação ao fato de possuir CNH para ingressar na PM,foi um infeliz comentário o do colega acima,pois garanto que se há época em que ele prestou o concurso,tivessem exigindo tal requisito e, ele não tivesse a sua, com absoluta certeza não teria a mesma opinião de agora.

Anônimo disse...

Vou provar que o requisito curso superior é pura hipocrisia e não serve de parâmetro para se dizer quem é ou não mais capacitado.Vejamos:Vim do interior apenas com o meu humilde ensino médio e durante o meu CTSP,tinha ao meu lado, na eterna turma 01, um colega de turma que além de ser um porre,tinha curso superior em matemática e física e estava cursando o 8º período de direito na PUC.Eu e outros colegas tiramos total nas disciplinas de direito e ele que se achava o sabichão não passou nem perto.Hoje sou SGT e não me lembro dele em meu curso,muito menos no CFO.Certa vez, cansado de vê-lo esnobar de mim e dos colegas,perguntei por que então não fez concurso para outros cargos para trabalhar menos e ganhar bem mais.No mínimo o CFO.Não quero com o comentário acima me mostra o bozão,mas foi a única maneira de expressar minha indignação em considerar curso superior como sinônimo de inteligência.No meu CFS,tinha um colega de turma que tinha vergonha literalmente de falar que era graduado em direito.FALA SÉRIO!!!!!!
Saudações milicianas!

Rogério da Silva disse...

Gostaria de saber o seguinte: Desde quando policial militar tem conhecimento técnico-científico (ao pé da letra)? Uma parte ajuda a entrar para as "pérolas" com boletins de ocorrências registrados, com expressões que dão nó na lingüa. A Polícia Militar é a irmã invejosa, querendo tudo aquilo que a PC quer. Um bom dia pra vc.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 06h54!

Na PMMG, todos os papéis já estão bem difinidos. Então vejamos: o Soldado que é doutor ou mestre não passa de soldado. Viram? Sua especialização ou especializações não são aproveitadas na caserna. Assim vai acontecendo com outras graduações e postos. Citei Soldado apenas por amostragem...


Mas um curso superior é importante.Muito importante! Pode não sê-lo na nossa instituição, digo, pode não receber o devido reconhecimento na caserna, mas a verdade é que ele pode abrir portas. Quantos policiais militares inteligentes deixam escapar boas oportunidades em ingressar em outros órgãos públicos por esbarrarem na falta do bendito curso superior?

Abraços,

Veterano

Ana disse...

Sou contra a exigencia de graduação pra CTSP. Para o CFO falarei depois.
Sou a favor de uma melhor qualificação do profissional, durante o curso de soldado e durante a vida profissional. Como no Brasil hj, nao existe um curriculo mínimo para os cursos de graduação, não há nenhuma garantia q um pessoa q fez um curso x tenha os conhecimentos mínimos esperados.
Se todo curso de graduação tivesse disciplinas básicas (q na minha opinião deveria ter) tais como filosofia, sociologia, direitos humanos, ética... ai sim poderiamos pensar nessa possibilidades.
Mas como não eh o caso, de nada adiantaria uma pessoa q tem o curso de Tecnologo em Processo Industriais ou em Agronegócios... (nada contra os cursos q nem sei se existem, so estou exemplificando).
O ideal seria uma melhor qualificação na formação dos policiais. E depois, o q já deveria acontecer, um incentivo à qualificação. Que fosse pouco. Mas se a pessoa ganhasse um aumento de 5% por exemplo ao completar um curso de Gerenciamento de Crise de no mínimo 120 horas, ou sei la. Algo q tivesse relacionado a sua atuação. Isso acontece em outros estados e em outras instituições.
Ou no minimo q ele tivesse liberação de horário.
Sei de vários policiais q querem fazer cursos q seriam de grande valia pra policia e q a policia alem de nao pagar, nao libera a pessoa pra fazer, nem pagando do proprio bolso.
Bom, bem resumo do q eu penso pq senao ia virar um livro.
E eu penso isso pra todos os concursos q pedem curso de graduação em qquer area de formação.
.
Sobre o CFO, eu acho q, nao sei se para todas as vagas, mas acredito q as vagas deveriam ser preenchidas, muitas vezes, por profissionais com formação específica.
Já deixo claro q nao sou policial entao posso falar alguma bobagem, mas acho q vai dar pra entender meu raciocinio.
Hj, um policial q trabalha na P5 (comunicação nao eh?) tem uma formação igual a de todos os outros. Mas muitas vezes ele exerce uma atividade q seria de um profissional de Relações Públicas por exemplo. Outro oficial q trabalha no RH exerce atividades q seriam de um Adm, ou de um Economista. E por ai temos mil exemplos, quem eh policial sabe melhor q eu.
No CFO, o curriculo traz um pouco de cada coisa, mas isso nao faz de um oficial, um adm, um legislador, um veterinario...
Entao, acho q deveria ter vagas no edital para varios cargos com exigencia de graduação. Mas graduação específica e voltada já para as exigências de alguns cargos.
Não sei se deu pra entender.
.
E pra finalizar, sendo mais radical: para mim, para ser Oficial de "formação geral" o sujeito deveria antes ser policial... Mas isso dá outro livro...

Anônimo disse...

Ana, boa tarde, já que vc não é policial, o que vc faz então além da achologia. . .
também para os demais achologos, que me perdoem a sinceridade, más é inconcebível a postura adotada pelos companheiros. Meus queridos a questão do curso superior não se trata de quem é mais ou menos inteligente, e sim de uma saudável evolução.Há tempos era o ensino básico, depois o fundamental, hoje o médio, e em breve o superior. É óbivio. A única Instituição que não valoriza o curso superior é a nossa! ! Até quando iremos nadar contra a correnteza? ? Queremos ser melhores valorizados, mas tememos o ônus da valorização. Tome por base os Estados onde os PMs recebem os melhores vencimentos, é requisito para o concurso possuir Curso Superior e até CNH. Ora, "vai ter com a formiga o gafanhoto". Lógico que quem esta fora e quer entrar na PMMG, e não possui Curso Superior, vai manifestar contra a exigencia do mesmo, pôxa vai dificultar. Más quem ta dentro, temer a evolução?? ? ? ? ? Tomara que tal exigência se concretize o mais breve possível, nos dá subsídios para reivindicar melhores vencimentos. É lógico que o Curso de Formação tem que ser a altura, más vamos lutar para que seja agrewgado valor a nossa atividade, O Sd, Cb, Sgt, Sub, Ten, Cap, Maj. Ten. Cel, e Cel, continuaram exercendo sua atribuições conforme exercem, más, pq. tamanha resistencia ao 3ºgrau, o que temos a perder. . . .NADA. . . SO A GANHAR. . . . PQ TEMER? ? ? ? ? ?

Anônimo disse...

/// Com relação ao fato de possuir CNH para ingressar na PM,foi um infeliz comentário o do colega acima,pois garanto que se há época em que ele prestou o concurso,tivessem exigindo tal requisito e, ele não tivesse a sua, com absoluta certeza não teria a mesma opinião de agora./////

Ao anônimo que deixou este comentário vou responder o seguinte:
Infeliz comentário é o seu, pois não é você que pode precisar de ajuda como no exemplo que citei, afinal é muito simples sentar ao lado de um graduado deixando todas as obrigações a ele e ficar passeando de viatura, simplesmente por que não tem CNH e/ou não quer tirar. Não que você mereça este esclarecimento, companheiro, mas para seu governo quando ingressei nessa Polícia, já possuia CNH para qualquer veículo. E olha que já faz muito tempooooooo. Então não garanta nada por quem não conhece. E tem mais. Se por acaso fosse exigido tal requisito, e se fosse realmente de meu interesse entrar para as fileiras da Instituição, nada mais nobre de minha parte, procurar qualificar-me para prestar o concurso. OK?
Qualificação = valorização. O policial moderno DEVE ser dinâmico e abranger várias áreas, seja, cultural,profissional, especialista ou simplesmente possuir CNH.

Continuo a afirmar que para ingressar nessa PM, deveriam sim exigir CNH. Em pleno ano de 2009, por incrível que pareça ainda se tem dúvidas quanto a isso.E o pior. Há quem discorde dessa melhor qualificação para um melhor atendimento a própria sociedade. Lamentável!
Qualque dúvida, estou por aqui...

Anônimo disse...

Bem, somente pra comentar a respeito do curso superior como exigência.. o unico merito que vou citar eh esse: se em 2004, qdo entrei na PM, exigissem curso superior eu n entraria, pelo simples fato de ele nao ser acessivel para mim na epoca por vir de familia pobre. Acho que qdo restringimos a apenas ao curso superior deixamos de dar oportunidade pra muita gente boa. Hoje em dia, se quisessem ter PMs com curso superior, primeiramente deveria se incentivar a formacao dos atuais policiais militares... Devo muita coisa a Policia Militar, sou Sargento hoje em dia e conheço muita gente que tem boa formacao (fez um bom curso ou teve um bom aproveitamento) superior e poderia estar sendo utilizado..

Só pra completar, o amigo (provavelmente PC) que disse que a PMMG é a irmã invejosa, nao concordo nem um pouco meu amigo... estou muito bem na instituicao, sou bem esclarecido o suficiente para exercer minha funcao de Sargento decentemente, nem preciso criticar a PC. Só que na PC dificilmente iria ter as vantagens que tenho hj na PMMG, como reforma aos 30 anos e IPSM. Pense bem antes de criticar, ok? Um abraço

Ana disse...

So pra esclarecer ao colega um pouco sem educação.
Eu sou servidora pública federal, com curso de graduação, atuamente fazendo mestrado (ate pq na minha instituição eu sou incentivada a me qualificar).
Além disso, meu marido é soldado e no fim do ano passado se formou em um curso de graduação.
.
Acho q vc poderia tentar ser um pouco mais respeitoso com a opinião alheia.
.
A super valorização dos cursos de graduação (chamados de SUPERIOR por muitos) é uma coisa q me preocupa. Em muitos países da Europa não há essa super valorização. Mas no Brasil parece q a pessoa nao eh cidadão se nao tiver diploma.
De que adianta o acesso facil à graduação de péssima qualidade??? Ensino a distancia, faculdades de fundo de quintal... Tudo isso pra poder ostentar um diploma.
.
Pra quem não concorda com meu argumento, otimo. Mantemos o debate de forma saudavel.

Anônimo disse...

////Gostaria de saber o seguinte: Desde quando policial militar tem conhecimento técnico-científico (ao pé da letra)? Uma parte ajuda a entrar para as "pérolas" com boletins de ocorrências registrados, com expressões que dão nó na lingüa. A Polícia Militar é a irmã invejosa, querendo tudo aquilo que a PC quer. Um bom dia pra vc./////

Olá Rogério! Baseado nesse pequeno texto que postou, percebe-se que você se acha superior ao PM simplesmente pelo fato de ser técnico em alguma coisa (seria perito?). Concordo com você que muitos, talvez a maioria, não são peritos, técnicos ou seja lá o que você queira, contudo, são profissionais em segurança pública, sabem o que fazer em momentos de desespero em ocorrências, tratam o cidadão muito melhor que muitos de seus colegas em Delegacias e por isso e muito mais, merecem respeito.
Quanto a sua dificuldade em ler o BO dos PMs, você já tentou conversar com algum a respeito disso. Não? Então, sugiro que envie sugestões ao Governo para que os próximos concursos o PM seja no minímo, membro da Academia Brasileira de Letras. OK?
Quanto a PM ser invejosa, lamento lhe dizer que SE E SOMENTE SE algum dia ela for ter inveja de algum orgão, ele ainda não existe. Simplesmente o que todo Policial militar quer é uma valorização profissional condizente com o risco que corremos nas ruas. Se é uma coincidência esta nossa intenção ser a mesma da PC, paciência, companheiro.
Se precisar de um PM nas ruas pode ter certeza que ele vai ajudá-lo. Minha preocupação é se o PM precisar de alguém com suas qualidades.

Cordiais saudações!!!

Anônimo disse...

Ah! Quase esqueci.
Quando mencionou "nó na lingüa", se você não sabe o "trema" foi suprimido na escrita dos portugueses e de vez também no Brasil.
A exceção são nomes estrangeiros e seus derivados, como "Müller" e "Hübner". O correto é "língua".

OK?

Anônimo disse...

chega deste militarismo ridiculo,, vamos pensar em uma policia inteligente, naum preocupada com vaidades deste militarismo. onde todos desde sd a cel sao cabeça de papel.
parabens pelo texto!

Anônimo disse...

Bom, após ler todos as mensagens acima, cheguei a seguinte conclusão:

Exigir nível superior para ingressar na PMMG não significa aumento salarial. Nada obriga ao governante do Estado a pagar um salário condizente com a formação acadêmica do candidato. Pode-se exigir mestrado que qualquer Phd desempregado vai concorrer as vagas, mesmo com o salário atual. A exemplo do que ocorreu no Rio de Janeiro, vejam o vídeo http://acertodecontas.blog.br/atualidades/doutor-gari/
A CF em seu Art 7º, inciso V, diz que: " piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho; e inciso IX, do mesmo artigo, diz que: " remuneração do trabalho noturno superior à do diurno". Bom, eu não conheço nenhum militar que receba uma gratificação em seu salário pela complexidade do trabalho ou se caso escalado em turno noturno, receba a mais. Dizer que com o nível superior todos os nossos direitos seriam respeitados ou que as nossas exigências serão atendidas, somente pelo fato de termos nível superior e sermos mais críticos e exigentes. Todo mundo conhece aquele papo de "nós somos estatutários", CF na PM é papel ....... deixa pra lá. Dizer que vai recorrer a justiça é balela. Alguns militares da capital recorreram a justiça em busca de um direito seus e acabaram transferidos e pronto, ficou por isso mesmo. Por outro lado, a exigência do nível superior irá com certeza incentivar aos militares, mais antigos, que retomem seus estudos. Não sei se a sociedade vai ganhar com isso, no entanto, as faculdades vão. No passado na PMMG existia o CEFO (Curso Especial de Formação de Oficial), bastava o candidato possuir qualquer nível superior que ele ingressava na APM no terceiro ano do curso de oficial, que na época era de quatro anos. Tinha candidato com curso o de Educação Artítisca que se formou no CEFO, nada contra a disciplina citada, mas não tem nada haver com o trabalho policial. Muitos militares amigos meu, que já possuem nível superior, só tem uma coisa em mente, prestar outro concurso e sair da PMMG. E eu até entendo eles, pois o sujeito investe tempo e dinheiro, e olha que não é pouco dinheiro, em uma formação acadêmica e vai continuar trabalhando sábados, domingos e feriados e ainda recebendo ordens de outro sujeito que tem um conhecimento menor que o dele, sem chance, tem que sair mesmo. Não sou contra a exigência e nem tão pouco sou avesso as mudanças, porém, prefiro que o nosso trabalho seja valorizado na sua prestação e não medido pelo conhecimento intelectual, pois o cidadão que é atendido pela polícia militar está pouco se lixando se o PM tem ou não nível superior ele quer é ter o seu problema resolvido ou o seu bem recuperado, o resto é resto. Com quase 50.000 homens e mulheres na ativa, outros tantos aposentados e pensionistas, salário bom na PMMG é utopia. Se disserem que com o nível superior eu vou receber adicional de periculosidade, adicional de insalubridade para os que trabalham em Pronto Socorros, Hospitais ou que ainda lidam com armamento químico, adicional noturno, horas extras e que meu descanso e folga vão ser respeitados de verdade, faço o vestibular amanhã. Alô ENEM.

Ana disse...

Assino embaixo do comentário acima.
Fico consternada de saber q a PM pensa q está acima da constituição da república.
E mais ainda de saber q pouco se faz para q a garantia dos direitos mínimos, q são assegurados a todo cidadão brasileiro.
Sempre bati nessa tecla: vamos lutar pelo q já está garantido na costituição (adcional noturno, periculosidade e insalubridade qdo for o caso, vale alimentação, vale transporte, carga horária máxima, hora-extra ou banco de horas...)
São tantas coisas. Daria pra melhor bem as condiçoes.

Anônimo disse...

Amigos dos comentários acima..

concordo em muita coisa do que falou. Mas, especificamente um trecho que fala "formação acadêmica e vai continuar trabalhando sábados, domingos e feriados e ainda recebendo ordens de outro sujeito que tem um conhecimento menor que o dele" cuidado eim amigo... vc sabe muito bem que nao eh isso... em seu proprio comentário vc disse que tem oficial que entrou no CEFO com curso de educacao artistica. Muitos dentre nós tem muitos cursos bons, de Direito. Bem formados. Sou Sargento e nao vou entrar no mérito de eu conhecer Direito mais que um Soldado ou Cabo que nao passa no CFS e soh sabe criticar. Agora, tem muito soldado e Cabo que sabe mais do que eu, talvez nao em relacao a Direito, mas nos diversos cursos e conhecimentos que devemos ter na hora da atuacao, como cursos de Gerenciamento de Crise, Resgate, Direcao Defensiva e por ae vao muitos outros cursos que demonstram vários Cabos e Soldados terem conhecimento muito maior do que eu, e nao fizeram curso superior. E seu eu fizesse, eles contiuariam sabendo mais do que eu. Um abraço!

Anônimo disse...

Só para esclarecer: Em momento algum falei que era contra o progresso, ou seja, querer se capacitar,qualificar dentre outros verbos, em alguma área. Acho esta atitude inteligente e válida. O que eu quis expressar e ,pelo visto, não consegui,foi o fato de pessoas,geralmente quem o possui,achar que o fato de possuir curso superior o torna mais INTELIGENTE em detrimento aos que não têm. É essencial e indispensável,tanto que em momento oportuno,farei o meu até para poder galgar novos cargos.Deu para entender ? É relevante sem dúvida,porém não pode ser considerado como um medidor de inteligência. Este foi o motivo da minha indignação,e não o fato de possuir formação superior,tanto que como supracitado,farei o meu em momento oportuno.

Saudações milicianas!!!

Anônimo disse...

Não tenho urso superior mais acho que a PM deva exigir graduação. APRF ja o fez é o logico.
Assim quem sabe até facilitará para o PM fazer uma faculdade pois hoje é compricado.
Não é questão de ser mais inteligente e sim de quem quer ganhar mais tem que se qualificar .

Anônimo disse...

Me parece que alguns companheiros ainda não entenderam a questão da exigência de curso superior para entrar na PM, pôxa este jamais será critério para aferir inteligência de alguém, é ridículo alguém pensar assim. O que se espera é melhorar a capacitação técnica de nosso pessoal e com isso criar mecanismos de melhor reconhecimento. Só defende a não implantação do curso superior para a PM quem não tem, não tem coragem de regassar as mangas e teme pela necessidade de estudar para uma possível promoção. Todos que manifestaram contra a exigência de graduação para o ingresso na PMMG simplesmente posicionaram contra, mas não apresentaram nenhuma argumentação lógica, técnica e jurídica que fundamentasse a opnião. Tem até serviçal federal dando pítaco, comparando-nos com a Europa, pôxa, realidades e culturas totalmente distintas....também é notório o deconhecimento juridico-administrativo que nos norteiam. . .

Anônimo disse...

Eu ainda não tenho curso superior mais defendo a exigência na PM, pois, assim não só teremos uma imagem melhor na sociedade como melhores condições de exigir salarios.
Na PM do DF aumentou o salario só apos detal exigência.
Não é questão de inteligência mais evolução normal.
Ao colega que disse que A PM é irnã invejosa
inveja de que?
salarios os mesmo , so se for da pro.......
conceito com a sociedade nem se fala

Anônimo disse...

SOMENTE OS TOLOS TEMEM A EVOLUÇÃO POR DESCONHECEREM SEU RESULTADO. . .
CURSO SUPERIOR JÁ. . .

Anônimo disse...

Seguindo o raciocionio de alguns:
Pq nao exigimos Diploma para gari?
Pq nao exigimos q todos os auxiliares e tecnicos em enfermagem não façam faculdade de enfermagem?
Para q cursos técnicos ou de tecnologos???

Anônimo disse...

Sargento PMMG
Para todos

Acho que pra entrar pra PM deveria ter um superior em segurança publica.. será o CFO? Acho que todo mundo pra entrar pra PM deveria fazer o CFO... eu n teria condições, hj em dia eh burrice cobrar isso e muita gente que defende o curso superior é pq tem ou pq já está na PM e sabe que mesmo se exigirem nao vai sair. Duvido que alguem que o sonho é entrar pra PM, teve uma formação intelectual baixa (fundamental e médio) e rala pra trabalhar e estudar (como foi meu caso), vai apoiar isso. Na minha cidade não faria o tal "superior", que de superior não tem nada, com faculdades sucateadas, um monte de playboy fumando maconha e matando aula. Tem PM fazendo Normal Superior e se acha o tal. Faz curso de tecnólogo de 2 anos, que eh considerado superior, e se acha o tal. Brasil país do oba-oba, onde o ensino não é valorizado. Temos que valorizar primeiramente o ensino fundamental e médio, que muita gente faz aos trancos e barrancos, entra num curso qualquer e acha que tem muito conhecimento, isso eu posso afirmar pq tenho exemplos. Balela de um bando de hipócrita.

Anônimo disse...

penso que a policia miliatr em questão, não deveria temer o a evolução, mesmo pq tem se valorizar os operarios que fizeram pm a instuição que ela é hoje; quem esta chegando agora, já encontrou tudo pronto e o caminho limpo, vamos exemplificar melhor nas forças armadas a infantaria, faz o papel do operario, limpa o terreno para as tropas especializadas passarem, seria mais ou menos como no xadrez o papel dos pinhões. assim também como em todas metropoles, especifico de são paulo, onde os nordestinos , que ajudaram a construir a cidade e desenvolvela,são alvos de discriminão por aqueles , que chegaram depois e encontraram tudo pronto.............

Anônimo disse...

O ultimo concurso para gari do rio tinha 14 candidatos com mestrado e mais de mil com curso superior.
de uma forma ou de outra essa exigencia virá
Quando passou para 2º grau e passou a se chamar ctsp o nivel dos candidatos melhoraram agra caiu de novo..

Anônimo disse...

Peimeiramente queria me desculpar quando fiz uma referência, no post anterior, ao antigo CEFO. Parece ter soado de maneira pejorativa e não era essa a minha intenção, só queria mostrar que em nenhum banco de escola se aprende técnicas de abordagem, busca rápida ou minunciosa, ou como fazer a manutenção de primeirão escalão em uma pistola e por aí vai. Bem que eu queria já ter sido picado pela mosca azul do nível superior, é uma pena. Mas ainda não me vejo, durante uma abordagem, discutindo as Leis Draconianas com um estudante de direito, se bem que nos tempos de hoje até que não seria má idéia ou tentando entender como o Presidente Lula nomeou para o STF um ministro que não tem mestrado ou doutorado em Direito, e ele vai ficar lá até os 70 anos, hoje tem 41. Bom, retornando a vaca fria, desculpe a expressão tosca, mais foi a única que me veio a mente para retornarmos ao assunto. O salário da PMDF sempre foi o maior do país, e não é de hoje, a exigência do curso de graduação não passa de um engodo para justificar uma diferença salarial absurda entre profissionais que atuam na mesma missão. Assim ao se cobrar o mesmo salário do DF para outras coorporações fica mais fácil justificar dizendo: "Aqui no DF se paga bem porque se exige nível superior". Por força de lei o Governo Federal auxília o Governo do DF a pagar seus militares distritais, eu acho que eles são distritais, estaduais é que não são. Então é um erro achar que eles ganham mais por terem curso superior. Vi um post aqui que dizia: "é preciso agregar valor ao trabalho policial..." concordo plenamente e tenho algumas sugestões para auxiliar nesta valorização:
procure conhecer os índices de criminalidade violenta de seu setor de trabalho;
dê sugesões de patrulhamento ao seu comandante onde estes índices forem altos;
conheça os marginais que atuam em sua área e que tipo de crimes costumam cometer e realize abordagens constantes a eles;
participe de reuniões comunitárias com os moradores de seu bairro e tente auxiliar na busca de soluções para problemas em Seg Púb. Acho que aí nós teremos chances de termos melhores salários e o que é melhor, a própria sociedade vai levantar essa bandeira ao nosso favor. A boa educação no trato com as pessoas o empenho em prestar um bom serviço a comuniade não está estampada em nenhum diploma. E Sgt PMMG, seu post foi o melhor até agora, parabéns.

Ana disse...

Nossa, ta dando ate animo, depois de ver a ultima postagem (de 18:43) e a postagem do Sargento PMMG.
Não poderia concordar mais com os dois. Foram além ate do q eu já tinha conseguido elaborar (pq como eu ja disse, nao sou policial).
O colega disse: "Acho que pra entrar pra PM deveria ter um superior em segurança publica.. ". Se for, ai otimo. Vou ser a primeira a concordar.
.
Fiquei sabendo q no ultimo CTSP a maioria dos aprovados já eram graduados. Ai me vem a pergunta: Qual o sentimento de uma pessoa q fez Educação Física, sonhando em ser técnico de volei e q por falta de opção se torna policial? Pq ou foi por falta de opçao ou pq desistiu de ser técnico e percebeu q queria ser policial. Eu acredito q seja meio a meio.
Pq se a pessoa sempre quis ser policial, ela nao ia fazer faculdade de nada. Ia estudar pra passar na policia.
O q acontece em muitos casos é q a pessoa fez faculdade, viu q nao ia dar em nada e resolveu entrar pra policia.
E a outra parte fez a faculdade pensando q queria ser uma coisa e depois descobriu q nao era isso.
Pq as pessoas sao compelidas a fazer faculdade. Como eu disse, pq ha uma hipervalorização. Ai com 18 anos tem q decidir o q quer ser da vida e depois muda a cabeça.
.
Se tivesse faculdade de segurança pública ou coisa parecida, ai sim, seria ideal. A pessoa vai estudar o q é relevante para ser policial. E nao fazer um curso de 2 anos de gestao de agroindustrias e depois dizer q tem curso "superior" e q pode ser policia.
.
Volto a reforçar q acho q o ideal seria q a policia tivesse incentivo a qualificação. O cara fez um curso de Direitos Humanos, x% pra ele. Fez um curso de Captura, x%, de Gestão de Crise... E por ai vai.
.
A PM tem q ser atrativa pra quem quer ser PM, pra quem gosta do trabalho e nao pra quem quer ser servidor a qquer preço. So pra ter estabilidade.
Ai pra espantar esses, a PM faz um monte de sacanagem com as pessoas, um monte de humilhação durante o curso...
Ai so fica quem ta precisando e nao quem ta querendo...
Mas isso já eh outra estoria.

Anônimo disse...

Toda instituição, seja pública, privada ou mista tem que acompanhar a evolução social. O militarismo, como patriotismo, orgulho do dever cumprido, disciplina, honestidade e firmeza de caráter deve ser conservado.Não obstante, o militarismo expresso numa cartilha de "fazer por fazer" não funciona. Na realidade, emperra a evolução e o progresso social. Será que marchar, fazer continência, curvar-se no "sim senhor" sem contestação é a essência do serviço policial-militar? A aí você, militar inflamado me diria: !"meu caro, você não serve como polícia, você não se enquadra, você não gosta de marchar, você é inimigo da polícia!" É claro que ter técnica e uma compleição física rígida é essencial para o serviço policial militar, porém não é tudo. Só que temos que desencutir de nossas mentes que bom preparo físico, honestidade, técnica, resistência, patriotismo são valores apenas presentes no militarismo. Temos que mensurar na balança as perdas e os ganhos de uma polícia militar e não militar, para aferir qual modelo é mais adequado para acompanhar o progresso social. O policial precisa ser mais valorizado, pois somos psicólogos, pára-médicos, socorristas, formadores de opinião e, enfim, policiais. Nossa formação precisa ser mais abrangente; nosso serviço, mais qualificado. Caso contrário, correremos o sério risco de extinção no próximo século, e olha que não estou falando de aquecimento global. Toda forma de repressão, de não contestação, de falta de dúvida embotoa a inteligência. Defendo o militarismo, desde que ele evolua, se expurgue de uma liturgia medieval e que permita a livre manifestação de seus representantes.

Anônimo disse...

A verdade é que muitos ingressam na PM por causa da falta de área de trabalho aí fora. Quantas pessoas com curso superior estão frustadas com o curso que fez e acabam prestando concurso público na área totalmente diferente da sua.
Claro que CONHECIMENTO nunca é de mais, é uma virtude que ninguém tira e é a única coisa que se leva dessa vida.
Como sempre falo, o militarismo é muito ultrapassado, mas nem por isso não vamos nos qualificar.
" QUANTO MAIS INTELIGENCIA, MENOS TRABALHO"
E aos milicianos, vamos preocupar em qualificar profissionalmente, pois os "pilas" estão deitando e rolando. Um abraço

Anônimo disse...

com certez em 1988 quando a PM passou de 4ª serie para 1º grau mitos criticaram dizeram que nao precisam de estudo para ser PM..
agora os dinosauros e atrasados são os que nao querem o curso superior
os famosos facas na boca

Anônimo disse...

POR UMA PMMG MAIS RESPEITADA E MELHOR VALORIZADA, PERGUNTO:

Qual será o interesse e o objeivo dos que com veemência, contudo sem fundamentação lógica, jurídica, científica, simplesmente fundado na achologia, posicionam contra o curso superior para ingresso na PMMG.
A serviço de quem estes estão? ? ? ? ? ?
Qual o real objetivo para posicionar contra a evolução da classe? ? ? ? ?
O que estão ganhando para defenderem uma Polícia que caminha contra ao restante da Administração Pública, que não deseja ser valorizada. Ninguém entra para a Polícia sabendo técnicas de abrodagem, negociação, tiro defensivo e de preservação da vida, incursão em favela e as demais atividades peculiares de nossa profissão, e isso tem de ser aprendido e trabalhado dentro de nossa instituição, pois, senão, perderia sentido o curso de formação.
Olhe o que pensa o Dep. Nazareno Fonteles durante manifestação contraria a PEC 300: OS MILITARES NÃO TEM ESTUDO, FORMAÇÃO E CAPACIDADE PRA RECEBER MELHOR.
Então se estes que dizem ser PM e familiar de PM, e que face as questôes ja levantadas ainda insistem em "nadar contra a correnteza" que venham a público explicar qual a real intenção e objetivo, qual o interesse implícito, poisd certamente não é o da coletividade PM.

Anônimo disse...

Ao que disse o companheiro acima, eis o endereço da entrevista onde o Deputado desqualifica os policiais: http://www.parlatube.com.br/index.php?option=com_seyret&Itemid=83&task=videodirectlink&id=5533
Tirem suas prórpias conclusões quanto a implantação do curso superior para ingresso na polícia.
Estou totalmente alinhado com o companheiro acima.

Anônimo disse...

Sargento PMMG
Para Todos

1 - Responda o companheiro anonimo de 5 de Dezembro de 2009 06:32, o que acha das Escolas Públicas de Ensino Médio do Brasil? E o ensino fundamental? São boas?

2 - Em qual fundamentação lógica, jurídica, científica, simplesmente fundada na achologia, Vossa Senhoria se poe a favor da exigencia de curso superior para entrar na PM? Será baseado na palavra de algum deputado?

3 - Vossa Senhoria tem curso superior? Já que está apoiando que para termos aumento devemos ter o "superior"?

4 - Sou a favor da qualificacao e valorizacao do ensino. Conheco (e tenho certeza de que muitos conhecem) varios militares que n utilizam seu conhecimento "superior" na PM, e nao pq nao sao valorizados, pq conheco alguns, mas pq simplesmente nunca nem sequer pensaram em atuar na área. Pintou o concurso e fizeram.

5 - Talvez, tb n acho que estou 100% certo, num futuro proximo, onde o ensino e a qualificacao poderam ser realmente valorizados (e o ensino ser de acesso a todos), podemos cobrar o curso superior para entrar para PM, só que nos moldes atuais está bem longe de poder se cobrar.

6 - Continuo achando que eh bastante hipocrisia defender algo que tb n tem conhecimento.

7 - Defendo a permanencia o 2 Grau (por enquanto) para exigencia para entrar para PM, devemos ter valorizacao pelo nosso trabalho dificil, Sou Sargento, tenho 25 anos, 5 anos na PMMG e nao sou dinossauro... um abraço a todos!

Anônimo disse...

Ao Sargento PMMG
Meu amigo vc tá na instituição errada, o seu lugar é no setor de educação. Pq vc defende com tanto fevor aquela área e não a que trabalha?
Se tem apenas 25 anos, ainda da tempo de mudar, e deixar de ser frustrado né.

Ana disse...

A defesa da educação, saude e segurança deve ser feita por todo o cidadão. Pensar so no seu proprio umbigo é esquecer q vc vive em uma sociedade.
A educação deve ser prioridade mesmo. So assim as coisas vao se resolver. So assim a criminalidade vai cair, pq as pessoas terão melhores oportunidades. So assim a saude da população melhorará. So assim diminuirá a desigualdade nesse país.
.
Defender a cobrança de graduação pra entrar na policia é esquecer que a faculdade (pelo menos as com um pouquinho de qualidade) ainda é privilegio de poucos. A universidade pública entao nao ta sendo suficiente nem pra elite.
Ai agora, excluiremos as pessoas já excluidas dos sistema educacional da possibilidade de ter uma profissão sonhada e digna.
E mesmo se pensarmos nas faculdades de fundo de quintal, os jovens de familias pobres não teriam acesso nem mesmo a essas, pq precisam trabalhar pra ajudar a familia e mesmo q a faculdade "Tabajara" seja R$ 199,00 por mes, é muito pra quem ganha R$ 465,00.
E além do mais é isso q queremos? Policiais com diploma de "faculdade" a distancia, pagou passou?
.
A realidade brasileira é sempre de exclusão. Vamos criar uma norma pra exlcuir mais ainda?
Mais da metade dos PM q eu conheço aqui em Minas, viram na polícia uma possibilidade de mudar de vida. Uma possibilidade ate mesmo de mudar de classe social e dar a seus filhos oportunidades q eles não tiveram: estudar em uma escola de qualidade, ter um atendimento de saude qualificado, não ter q trabalhar qdo criança...

Anônimo disse...

A formação é um dos requisitos para calcular o salário de um funcionário público. Logo se queremos melhores salários temos que pensar em melhorar a nossa formação. Sei que não conseguiríamos profissionais melhores exigindo curso superior, mas para pleitearmos melhores salários, repito, temos que melhorar a nossa formação. O melhor seria elevar o CTSP a curso superior. Temos tantos cursos de 2 anos que são considerados 3º grau. É só adequar a grade curricular. O estágio seria incluido na formação. Um ano acadêmico e prático, seis meses de estágio e mais seis meses para elaboração de monografia ou outros trabalhos. Os estudiosos da Polícia precisam ter visão ampliada. Precisamos pensar mais em qualidade. Tudo para a Polícia Militar tem que ser o pior. O pior salário, o pior computador, a pior viatura. Qualquer barrco serve para ser quartel. É só andar por áí para ver. Precisamos pensar grande se queremos ser grandes.

Anônimo disse...

Para quem não é PM e não depende da profissão que exerce para viver é muito fácil ficar defendendo teorias de inferiorização, de que a PM tem que ser um poço de salvação, que a PM tem que ser a porta de entrada para uma vida melhor, e enquanto isso nos que damos o duro, a todo dia, que colocamos o nosso na reta, saímos para trabalhar com o desejo de voltar, mas não a certeza, temos que parar no tempo, sermos a única instituição a não pensar no futuro, ser acomodada.
Chega de ser visto como o patinho feio, nos merecemos o melhor.
A educação no Brasil tem que ser melhorada, e muito. Mas cada coisa na sua esfera. Não vejo nenhum sindicato de professores, metalurgico, servidor público, e etc. brigando e manifestando pelos profissionais de Segurança Pública, agora se nos, que somos os maires interessados, não nos unirmos, ninguém o fara por nós.
Essa tal Ana, acima, disse que é graduada, que é funcionária federal, e que ta fazendo mestrado, beleza, agora pq ela que travar a nossa PMMG? Pq. ela não vai defender suas teorias no local onde ela trabalha? Possivelmente, lá eles ja tenham alcançado uma posição confortável e o pessoal da PM que se lasque. HIPÓCRITA.

Ana disse...

Já pedi mas parece impossível manter o nível ne. Mais respeito colega. Se eu não sou policial e to aqui e em outros blogs (mais no do Julio e da Renata) sempre comentando, nao eh atoa.
Já disse e repito, meu marido é soldado. E ano q vem com certeza será aprovado no curso de Sargento entre os 3 primeiros. Pode escrever.
Pq ele se interessa. Ele ama essa Policia. Quer tudo de melhor para a instituição. Além disso eh inteligente. E so não eh sargento ainda pq tava terminando a faculdade. Só Deus e eu sabemos como. Pq os comandantes faziam de tudo pra ele perder aula. Perdeu muitas. Teve q pegar ferias pra poder terminar a monografia. Mas conseguiu, com nota 95.
Se to por aqui é pq me revolta varias coisas na PM. Me revolta as injustiças e humilhações q ele passa. Se dependesse de mim ele já teria saído. Mas como ele ama o q faz, eu o apoio. E se for preciso fazer panelaço, protesto, greve, correr atras de parlamentar... farei tudo isso.
Já me coloquei muitas vezs pelas condiçoes de trabalho dos policias.
Me revolto de saber q a PM nao respeita nem a Constituição Federal. Não paga ao policial o q está garantido a todo cidadão: Adcional Noturno, Hora Extra ou banco de horas, periculosidade e insalubridade qdo for o caso, vale transporte e alimentação.
Entao, nao venha questionar meu carater e minhas intençoes.
É muito facil se esconder atras de um computador...
Tenha mais respeito...

Ana disse...

E so pra finalizar, nao sei onde vc leu q sou contra aumento salarial na PM.
Imagino q já fiz mais pela PEC 300 do q muito PM.
COmo conheço dois deputados federais, tive um encontro com um deles, pessoalmente e com um acessor do outro, para conversarmos sobre a aprovação da PEC.
Eles me disseram o q eu já sabia e o q veio a acontecer depois: mantiveram na redação o valor de R$ 4.500 mas desvincularam do salário da PMDF já q essa anexação eh inconstituicional.
So se eu fosse burra q eu nao ia querer melhoria salarial para os policiais. Além de querer isso como cidadã, meu marido vai ganhar quase 3x o q ganha hj. Se eu achasse ruim, podiam me internar.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com alguns comentários acima descrito pelos companheiros de farda ou não.Durante os 18 anos na pm,vi muitas coisas mudarem, onde muitas vezes discutimos nos pátios dos quartéis,se um dia a PM iria mudar.Naquela época ninguém acreditava em uma mudança se quer.E vejam o que aconteceu do ano de 1997 pra 2009? Nós temos que acreditar e lutar pela nossa valorizaçaõ profissional sim.CREIO AINDA QUE ATÉ O ANO DE 2012 a PMMG vai sim exigir um profissional com curso superior.Mas continuo pensando que a valorização profissional,não é apenas para quem tem este mérito e sim para todos os irmãos de farda.

Anônimo disse...

o texto sobre motopatrulhamento resume o espírito que todo policial deveria ter: gostar do que faz.

Anônimo disse...

Após uma breve leitura dos comentários aqui existentes, pude compreender que uma boa parte dos integrantes das polícias militares do Brasil ainda têm uma visaõ restrita do que vem a significar uma polícia mais educada e detentora de um conhecimento elevado, bem não trata-se apenas de aumento salarial mas sim de uma maior formação e comprensão do que fazemos e o que somos para a sociedade, devemos agregar valor ao nosso trabalho como já foi dito pelos colega;no tocante ao militarismo, entendo que estes não acompanharam os novos tempos é uma estrutura em ruínas, precisamos urgentemente rever o atual papel de segurança pública e extirparmos de uma vez por todas essa união militar policial, pois trata-se de uma mistura indigesta, a história nos relata isso.

Anônimo disse...

essa balela de curso superior para policiais militares, penso que o nivelamento tem que ser de cima para baixo, por exemplo exigir curso superor para curso de formação de oficiais, cho,cfs e depois para ctsp, ainda continuo achando que o problema da policia é a hípocrisia..............

Anônimo disse...

ou então exigir para o curso de formação de oficiais para iniciantes no mínimo pós-graduaçã e mestrado e doutorado para coronéis e só aí então exigir curso superior para praças................................................

Anônimo disse...

quando muitos oficiais não tem curso superior, sargentos, querer exigir curso superior para soldado esse pessoal deve estar rindo dos meus cabelos...........................

Anônimo disse...

eles devem estar vivendo no mundo mágico de oz.............

Mário disse...

Curso superior para Presidente, Governadores, Senadores, Deputados, Prefeitos e Vereadores.

Mário disse...

Vai chegar o dia em que não ter curso superior gera-se-á Vias de Fato ou Termo Circunstanciado. Esta questão é para o futuro. Agora, o salário tem que igualar-se em todo o estado, pois o País é um só, o risco é um só em todo território nacional.

Anônimo disse...

o curso superior é um excludente,quando uns trinta por cento da população brasileira não tem curso superior,como a policias de modo geral esta ganhando igual ou melhor do quê quem tem curso superior; agora querem monopolizar a policia ou seja deixar de fora a maior parte da população, que não teria chances nenhuma ingresar na policia , teriamos uma policia elitizada e excludente. não sei como os hípocritas de plantão, não aprendem, que o serviço publico não é propriedade de uma minoria, veja o exemplo do legislativo, que não exige diploma superior para qualquer cargo do legislativo e o exemplo do presidente da republica federal do Brasil, que tem um operario no cargo maior da nação, isso incomoda as elites;agora querem elitizar a policia também....................................................

Anônimo disse...

Talvez fosse interessante a exigência do curso superior para que não vissemos mais, entre os nossos, escândalos do tipo: "hípocritas", "operario", "policia", fora a ausência de concordância. Ademais cabe esclarecer que no poder legislativo, SMJ, somente para os cargos eletivos a exigência é que o candidato seja alfabetizado, aos demais, há exigência de escolaridade, e, logicamente, os melhores salários ficam para os cargos de nível superior.
Esse papo de elitização da Polícia, por favor. . .

Anônimo disse...

Jente, jente!

Eu tenhu curço ssuperior e o negóço é bão, viu!
Craro qui nem todo mundo podi consegir um diproma, né mesmo. Intão, nóis que já temus uma graduasção precizamos respeitá oceis qui ainda não teim.

Seis viram minha colega de crasse? A Ana que é formada num curço ssuperior e que é funsionária púbrica? Ela bostou, ops, postou algumas coisinhas logo ali em cima... Intão. Eu e a Ana nos formemos na UNIBAN.

Vô mandá um recadim pra ela, tá. Ô Aninha, não abusa dos mininu, não tá? Lembri-se: nóis somus formadus. Não vamus baichar o nível, ok...

Ass.: FORMADO NA UNIBAM!

Anônimo disse...

Vamos passar para 1º Grau então já que épara dar oportunidade para todos fazerem o concurso da PM......
curso superior já

Anônimo disse...

Ou quem sabe até, fazer somente o teste físico. . .assim será maior o número de pessoas beneficiadas. . .
CURSO SUPERIOR JÁ. . .

Anônimo disse...

Sou a favor da exigência de nível superior o mais rápido possível para ingressar em qualquer Polícia nesse país. Contudo, há de se ressaltar que para o tipo de trabalho que vai exercer, acredito que o curso mais indicado deveria ser de "Direito". Com esta formação a atuação do policial vai ser, no seu devido tempo, mais recheada de conhecimento jurídico e principalmente respeitada perante o judiciário, haja vista, que muitos magistrados ainda cultuam a idéia do policial burro e semi-analfabeto. Por isso, se faz necessário que o novo integrante da instituição, seja realmente um jovem que se esforçou e formou com qualidade e competência nessa área e não aquele "tipinho" de moleque irresponsável que ao invés de estudar é assíduo frequentador de bares e lanchonetes localizadas nas portas das Faculdades/Universidades. E o pior. Depois de forçadamente muito mal formado costuma usar do diploma, praticamente comprado pelo papai (pois a Faculdade também não quer perder o cliente) para humilhar policiais dos quais não tem diploma, mas devido a grande experiência sabem até mais que estes "moleques".

Infelizmente nesse país onde a hipocrisia impera deliberadamente, um diploma faz muita diferença na sociedade e nos meios de comunicação. A própria Imprensa, escrita e falada, é um desses orgãos que criticam com deboches a formação dos policiais. Exemplos não faltam: programas humorísticos e novelas.
Temos sim que exigir nível superior, mas não simplesmente o diploma conquistado, mas o conteúdo dele. Exigir qualidade cultural, intelectual, física, emocional e acadêmica deve ser a grande meta para um novo policial e sua futura valorização.
Por isso e muito mais SOU SEMPRE A FAVOR DESSA EXIGÊNCIA!

Anônimo disse...

Ao anônimo das 13h26mim!

"(...)muitos magistrados ainda cultuam a ideia do policial burro e semi-analfabeto." Quem foi que lhe disse isso? De onde você tá tirando essa idéia?

Êta sindrome de vira-lata sô... A bem da verdade é que ninguém tá nem aí pra policial nenhum. Alguns policiais acham que as pessoas estão monitarando suas vidas, seus hábitos, seus costumes, sua educação...

Seria bom que a nossa conjuntura possibilitasse uma melhor educação às pessoas. Assim, quem ingressasse nas polícias ou em qualquer outro órgão iria chegar com diploma, com conhecimento. Mas a realidade é dura, muito dura para alguns, e isso faz com que o tão sonhado diploma superior fique distante dos que tiveram pouco acesso a educação formal.

Acho que exigir curso superior para ingressar na Polícia Militar, por agora, seria muito cruel com aqueles que deram um duro danado pra terminar seu ensino médio - que só Deus sabe como. Ademais, se os diplomados forem bons, eles superarão os que só possuem curso médio na prova de admissão. Do contrário, serão superados.

Anônimo disse...

Ingenuidade sua, companheiro, pensar que muitas pessoas não prestam atenção em suas ações e gestos. A sociedade de uma forma geral fiscaliza e muito, tudo o que o policial faz ou deixa de fazer, porém somente para ter o prazer de criticar. Agora quando é para algo de bom para nós aí sim concordo com você que ninguém está nem aí. Esta minha conclusão não foi dita explícitamente por ninguém. Foi adquirida com o tempo apenas observando a mediocridade do ser humano. Bem, posso até ter esta tal "síndrome de vira-lata" que disse, mas a ignorância pode ser educada, contudo a arrogância do policial de pensar ser muito bom em tudo, é sua ruína.
Crueldade é abrir concursos a esmo, incluindo pessoas de baixo nível cultural e intelectual para ser policial, simplesmente para se fazer política. Depois querem cobrar qualidade nos serviços a sociedade. Se estudar está difícil nesse país, paciência.
Por isso vou repetir:
Temos sim que exigir nível superior, mas não simplesmente o diploma conquistado, mas o conteúdo dele. Exigir qualidade cultural, intelectual, física, emocional e acadêmica deve ser a grande meta para um novo policial e sua futura valorização.
Por isso e muito mais SOU SEMPRE A FAVOR DESSA EXIGÊNCIA!

Ana disse...

Não entendo uma coisa: muitas pessoas aqui colocaram que a polícia tem que selecionar, como disse o colega anterior "Crueldade é abrir concursos a esmo, incluindo pessoas de baixo nível cultural e intelectual para ser policial, simplesmente para se fazer política"...
Até onde sei, a prova pra Soldado e Oficial é muito difícil, muito concorrida, muitos candidatos tem curso de graduação... Então se pessoas que não tem graduação passam, mesmo concorrendo com várias pessoas que tem até mesmo pós-graduação, é porque os que passaram são muito bons.
E depois tem o curso, que também não é fácil.
Então não entendo como podem dizer que o problema é o nível "educacional" dos policias...

Anônimo disse...

Nossa ANA, de novo, achei que oce tinha vortado pru ceu mestrado na UNIBAN,
Ja tava com saldade dos seus pitacos. .
Té logo parenta.

Ana disse...

Acho que seria mais interessante pro debate, se você comentasse as questões colocadas, melhoraria o debate.
Ficar de piadinha não acrescenta em nada.

Anônimo disse...

Ao amiguin das 11h40min!

tô fazenu dotoradu. tá difíciu istudar, viu. é que sÕ funÇionária federal e quaze naõ tenho tempo pra papirar os livro...

Ass.: ANA

Anônimo disse...

A EXIGÊNCIA DE NÍVEL SUPERIOR É SOMENTE PARA VALORIZAR A PROFISSÃO E O POLICIAL TER UM SALÁRIO MELHOR.

NÃO QUER DIZER QUE QUEM TEM CURSO SUPERIOR É MELHOR OU MAIS INTELIGENTE DO QUE OS QUE NÃO TEM.

EU PENSO QUE A PESSOA QUE TEM UMA FORMAÇÃO SUPERIOR E ESTÁ NA PM OU NA PC DE MINAS, DEVE GOSTAR DO QUE FAZ, DA INSTITUIÇÃO OU NÃO TEM DISPOSIÇÃO DE SAIR E ATUAR NA SUA ÁREA DE FORMAÇÃO, SEJA TRABALHANDO NUMA EMPRESA OU POR CONTA PRÓPRIA.

PORQUE O NOSSO SALÁRIO É BAIXO E QUEM TEM FORMAÇÃO E NÃO TEM VOCAÇÃO PARA SER POLÍCIA, NÃO TEM AMOR A PROFISSÃO POLICIAL E TEM DISPOSIÇÃO PARA PROCURAR OUTRA COISA QUE ACHE MELHOR, COM CERTEZA SAI FORA.

O CURSO QUE A GENTE TEM NA PMMG É MUITO BOM, O QUE FALTA É UMA MAIOR REGULARIDADE NOS TREINAMENTOS DEPOIS QUE A GENTE FORMA.

PARA SER POLÍCIA DE LINHA DE FRENTE NO BRASIL, COMO É O CASO DAS PMS, NÃO É NECESSÁRIO FORMAÇÃO SUPERIOR PORQUE O POVO BRASILEIRO SÓ ANDA ERRADO E É MUITO SEM EDUCAÇÃO, MUITA COISA SE RESOLVE SÓ NA CONVERSA OU NA "TACA", NÃO PRECISA DE MUITA CIÊNCIA E SIM DE FARO POLICIAL PARA CONDUZIR A OCORRÊNCIA.

FORMAÇÃO SUPERIOR NÃO É SINÔNIMO DE HONESTIDADE, (OS MAIORES LADRÕES SÃO FORMADOS, NÃO USAM ARMAS, SÃO DE COLARINHO BRANCO), NÃO É SINÔNIMO DE EDUCAÇÃO, (MUITOS SE ACHAM OS MELHORES E DESTRATAM QUASE TODOS), NÃO É SINÔNIMO DE NÃO VIOLÊNCIA, (VEJAM AS BARBARIES DE UNIVERSITÁRIOS DROGADOS, FAZEM TROTES VIOLENTOS, TEM O EXEMPLO DO ESTUDANTE DE MEDICINA QUE ENTROU NO CINEMA E MANDOU "CHUMBO" NO POVO QUE ASSISTIA UM FILME, E TANTOS OUTROS EXEMPLOS DE VAGABUNDOS QUE TEM CURSO SUPERIOR).

EDUCAÇÃO, PACIÊNCIA, BOM CENSO, SABEDORIA, INTELIGÊNCIA, PRUDÊNCIA E TANTAS OUTRAS COISAS OU A GENTE NASCE COM ESTES DONS OU TEM QUE APRENDER E ADQUIRIR AO LONGO DA VIDA.

NÃO É SÓ A POLÍCIA QUE TEM QUE MUDAR, O POVO BRASILEIRO TEM QUE MUDAR, SER COMPROMISSADO, COM SIGO MESMO, COM A FAMÍLIA, A COMUNIDADE QUE VIVE E COM O BRASIL. QUANDO ISSO ACONTECER OS POLITICOS MUDAM E ATÉ A POLÍCIA VAI MUDAR. PORQUE TODOS EM TODOS SETORES SURGEM DO POVÃO.
SE ESSE POVO E SEM EDUCAÇÃO, AS PESSOAS QUE VÃO COMPOR AQUELE SETOR TAMBÉM SERÃO SEM EDUCAÇÃO.

NÃO ADIANTA QUERER SER BEM TRATADO SE VOÇÊ SO FAZ COISA ERRADA. ASSIM É O BRASILEIRO.

POR ISSO, EU ACHO QUE ENQUANTO ESSE POVO FOR ASSIM "TACA" NELE.

E NÃO ADIANTA RESMUNGAR E VIR COM CIÊNCIA, FILOSOFIA PORQUE ISSO AI É TEORIA, O QUE MANDA É A REALIDADE E A REALIDADE É ESSA QUE EU FALEI.

FUI....

Anônimo disse...

VOU DIZER PARA VOCÊS O QUE NÓS POLICIAIS PRECISAMOS:

1.UM BOM SALÁRIO;
2.LEIS QUE NOS PROTEJA DOS POLITICOS, GOVERNADORES, MÍDIA, OPINIÃO PÚBLICA E DOS JUIZES QUE NÃO GOSTAM DA POLÍCIA E VIVEM ACHANDO COISAS;
3.TREINAMENTO CONSTANTE;
3.EQUIPAMENTOS;
3.VIATURAS;
3.LOGISTICA EM GERAL.
4.SISTEMA DE INFORMAÇÃO INTEGRADO;
5.SISTEMA DE INTELIGÊNCIA ATUANTE, DANDO APOIO AO POLICIAL QUE ESTA NO PATRULHAMENTO E INVESTIGANDO.

COM ESSES ITENS PODERIAMOS COMEÇAR A MELHORAR A POLÍCIA, MAS ISSO NÃO INTERESSA A MUITA GENTE, PORQUE LADRÃO É O QUE NÃO FALTA NESTE PAÍS, SE A POLÍCIA FOR EFICIENTE VAI MANDAR UM MONTE DE VAGABUNDO RICO PRA CADEIA. ELES NÃO VÃO DEIXAR QUE ISSO ACONTEÇA, SÓ SE FOREM BURROS, POIS ESTÃO NO COMANDO E RINDO DA NOSSA CARA.

QUEM SABE UM DIA AS COISA MUDAM...

Anônimo disse...

TEM GENTE QUE ACHA QUE NÓS TEMOS INVEJA DA PC, DE FORMA ALGUMA.

INVEJA DE QUÊ?

NA PMMG A GENTE TEM AS PROMOÇÕES PARA OS PRAÇAS E OFICIAIS;
TEM CONCURSO INTERNO;
TEMOS 20 ANOS PRA FAZER O CFO;
TEMOS CHO;
VAMOS PRA RESERVA COM 20 ANOS DE SERVIÇO COM PROMOÇÃO E TRINTENÁRIO(LEI APROVADA RECENTEMENTE);
VAMOS PRA RESERVA COM 30 ANOS DE EFETIVO SERVIÇO COM TRINTENÁRIO E PROMOÇÃO;
TEMOS O IPSM, NOSSO PLANO DE SAÚDE E APOSENTADORIA;
SOMOS 5 VEZES MAIS EM EFETIVO QUE A PC, LOGISTICA, ETC;
ESTAMOS EM TODAS AS CIDADES DO ESTADO;
TEMOS UM ÍNDICE DE APROVAÇÃO PELA POPULAÇÃO DE INVEJAR A PC E OUTRAS POLICIAS DE OUTROS ESTADOS, MILITARES E CIVIS;
SOMOS MILITARES COM OS DIREITOS E DEVERES INERENTES.

E MAIS OUTRAS COISAS QUE VOU DEIXAR PRA OUTRA HORA.

AGORA DESAFIO A QUALQUER UM VIR AQUI E DIZER O QUE OS PC TEM DE BOM, ATÉ PORQUE TENHO ESSA CURIOSIDADE.

PORQUE, CREDIBILIDADE COM A SOCIDADE ELES NÃO TEM NENHUMA.

TENHO TOTAL RESPEITO AOS POLICIAIS CIVIS, ELES NÃO TEM CULPA DISSO, PORQUE SEI QUE COMO NÓS ELES QUEREM O MELHOR PRA SOCIEDADE.

A CULPA É DOS GOVERNANTES QUE NÃO VALORIZAM O TRABALHO INVESTIGATIVO, PORQUE SE BENEFICIAM DAS FALHAS DO SISTEMA.

ESTOU ELENCANDO ESSAS VANTAGENS PARA QUE OS PRÓPRIOS MILITARES E OUTROS CIDADÃOS POSSAM VER QUE ESTAMOS EM MELHORES CONDIÇÕES QUE OS PC, MAS QUEREMOS QUE ELES TENHAM MELHORES CONDIÇÕES E NÓS AINDA MAIS, POIS MERECEMOS.

Ana disse...

O colega das letras maiusculas disse: "A EXIGÊNCIA DE NÍVEL SUPERIOR É SOMENTE PARA VALORIZAR A PROFISSÃO E O POLICIAL TER UM SALÁRIO MELHOR."
Concordo que é ncessário melhor formação, valorização e consequentemente melhores salários. Por isso defendi lá no começo da conversa que não tivesse exigência de graduação para entrar na polícia, mas que houvesse incentivo ao policial que quer estudar, como é a bolsa formação do PRONASCI. Em outros estados, o policial que faz cursos ligados a sua área de atuação recebe aumento, pequeno, as vezes de 3% mas já é um incentivo.
Meu marido já cansou de pagar curso do bolso dele, que é do interesse da polícia. E quando ele conseguiu alguma coisa foi liberação do serviço, tendo que pagar os dias depois.
Tá errado isso. Não faz sentido.
Até mesmo a pós graduação oferecida pela Fundação João Pinheiro, para os servidores do Estado, que era gratuita... teve comandante que disse que não liberaria o PM nem um minuto mais cedo para que esse frequentasse a aula. Faz sentido isso?
Até que faz. Enquanto não houver uma institucionalização da importância de formação do efetivo da PM, ficaremos contando com a boa vontade do comandante. De dar sorte de ser um comandante que se importa com a formação.
Ai o cara termina o curso, provavelmente com uma formação de qualidade, trás um ganho pra PM e o cara ganha no máximo um parabéns de alguns colegas (e cara feia de outros que vão falar que o cara agora tá "se achando"). Para mim não faz sentido...
.
Então defendo um maior incentivo à qualificação, com incentivo remuneratório e de liberação de carga horária ou modificação de escala quando necessário. Claro que em cursos e formações de interesse da polícia.
.
Por falar nisso, um curso de inglês por agora, para preparar pra Copa, já passou de hora. Quem estou inglês sabe que em menos de 3 anos não dá pra aprender muita coisa não.

Anônimo disse...

UM SONHADOR.PM DO ACRE.

Qual o curso superior os amigos sugerem para que possamos ser um bom PM? Não adianta o PM ter esse ou aquele curso superior, se o mesmo não tiver vocação.Acontece que muitos,não todos,entram na PM com seu curso superior e não querem ser praças,muitas vezes se envergonham de vestir a farda.O que tinha que acontecer,era depois que o policial tivesse de fato nas fileiras,o governo lançasse um plano para que o mesmo cursar-se sua faculdade como foi feito com os funcionários da educação,professores dando aula e cursando sua faculdade,não era melhor assim?

Anônimo disse...

Os Políciais Federais tem curso de graduação, e a CF/88 delega à eles a função de combater o tráfico de drogas. Então porque somos nós PM's que "subimos o morro para desentocar bandido"?
Ao meu ver, a PM está como está não pela falta de graduação de seus servidores, mas sim pelo fato de querer "abraçãr" tudo sem ter condições, tendo como consequência um serviço de meia qualidade.

Ronaldo PM de Minas disse...

olá amigo do comentário acima !
concordo com a critica construtiva, e a questão da contituição CFde 88; um dos motivos pelo qual devemos ser-mos valorizados, a policia federal tem a exigencia para seus quadros o 3ºgrau...oque nos falta agora é exigencia tambem para os quadros de policiais civis e militares; quem sabe com isso as cabeças pensantes na corporação não pare de pensar nessa frase dita por você : "a PM está como está , por querer abraçãr tudo sem ter condições, tendo como consequência um serviço de meia qualidade". Porque se estiver-mos equiparados em nivel intelectual com algumas instituições de segurança pública, não havera mais aquela indagação e discliminação por parte de algumas instituições de segurança, aquela super valorização de que eles dizem: "que somos melhores porque temos o 3º grau, somos federais ", não é isso que outras corporações dizem a nosso respeito. Por isso que temos que lutar e adquirir os melhores conceitos, estamos em um novo milênio, esta ai a tecnologia toda infra-estrutura e ferramentas, temos que mudar nossos conceitos se não...seremos extintos como os dinossauros. Um abraço ao nobre colega !

Ronaldo PM de Minas disse...

Para Ana
Senhorita ana, gostaria de me desculpar por alguns colegar que tem o senso de ironização, seus conceitos não são ruins, é exclarecedor...acredito que com uma nova proposta da PEC300 ou 41, que venha a que melhor ajudar a todos na corporação PM e Civil; com estas melhorias de salários acredito que os profissionais da area de segurança Pública irá ter condições dignas de estar cursando o 3º grau, muitos ja são especializados em diversas áreas e outros estão cursando e outros tem esta intensão de graduar, eu mesmos com muita dificuldades estou cursando...é isso que nos falta uma valorização, por isso acredito com a exigência do 3ºgrau irá trazer novas esperanças...
um abraço, que seu marido PM continue gostando da nossa gloriosa PM, e que nunca perca as esperança e acreditar sempre num futuro promissor...
abraços...

Ana disse...

Obrigado por suas palavras Ronaldo.
Ontem mesmo estavamos olhando cursos de especialização na área pra ele. Aí descobri que o governo do estado de Minas tem uma resolução que permite ao servidor público do estado fazer especialização na João Pinheiro, com o estado pagando 50%.
Achei super interessante. Não cita diretamente a PM mas acredito que esteja incluída.
Mas adianta? As aulas começam as 19hs e ele trabalha até esse horário... Vai ter que mudar de batalhão pra pegar outra escala. Mas ele provavelmente nao vai querer pq gosta de onde trabalha. E a PM não tá nem aí.
Como a nova postagem daqui do BLOG, acho que a discussão vai além da exigência ou não de curso de graduação. A questão é da formação, de modo geral.
E não é a exigência ou não de tal formação que vai resolver a questão de salário, formação e atuação da PM nao. As questões vão muito além e passam por uma coisa que é muito difícil de mudar: a cultura. Cultura no sentido de costume, tradição mesmo.
E essa é dura de mudar. Mas muda...

Nêssa disse...

///“Será que as tradições e os rituais do militarismo não passam à sociedade a imagem de soldados submissos e "cabeças de papel"?”///

Os comentários basearam-se a discutir sobre a exigência de se ter curso superior ou não para ingressar na PM como forma de exigir-se melhores salários. Sobre isso vou ser direta: curso superior não garante que a sociedade será melhor atendida e nem que nosso salário melhore. Só para terem noção, um advogado em início de carreira ganha R$1.200,00, ou seja, menos que um soldado. Devemos priorizar a melhoria do curso de formação. É um absurdo um CTSP ter carga horária de 60 hs/aula para inglês e mais 60 hs/aula para espanhol enquanto a matéria técnica policial tenha carga horária de 30 hs/aula. Foi o que passei. É uma utopia. Desde quando 60 hs pode me habilitar a utilizar o inglês para resolver uma ocorrência? Quanto às 30 hs de técnica policial foram insuficientes para passar o conteúdo necessário. Temos é que parar de viver de aparências e efetivamente preocupar com a qualidade dos cursos de formação.
O curso superior seria apenas uma fase da evolução, como disse muitos. Primeiro exigia-se o “primário”, depois o 2º grau, que agora se chama ensino médio...


Quanto a frase acima, temos que lembrar que tradições e rituais do militarismo são parte da nossa história. São importantes porque preservam nossa história, firmam uma identidade. Eu particularmente amo estas tradições e rituais. Não podemos confundí-los com as arbitrariedades praticadas por alguns, tanto de superior para subordinado como de policial militar para a sociedade. A hierarquia e disciplina utilizada na PM identificam-se com aquelas utilizadas nas empresas privadas, a diferença é que a nossa é codificada. A empresa privada muitas vezes é mais cruel do que o militarismo.

E pra encerrar foi ser direta novamente: Se você não gosta do que faz, pode ganhar o salário que for que a insatisfação e a infelicidade reinará.
Plagiando um comercial: trabalhar na PM, salário R$ XX, encerrar uma ocorrência com êxito e receber o obrigado da sociedade, não tem preço.

Ronaldo PM de Minas disse...

Para Nêssa:
Isso é que é bacana, uma discussão entre todos em forma de ingerir informações; a cada questionamento, a cada informação e indagação, com certeza iremos aprimorar nossas idéias e forma de pensar; assim chegaremos a um consenço uniforme...e teremos orgulhos de pertencer-mos a engrenagem que move toda a sociedade ordeira e compromissada com segurança pública.
Conheci este site alguns dias através de informações de um colega com quem estou trabalhando esse mês e estou gostando muito de participar moçada !
abraços ...

Anônimo disse...

ha. . ha. . .ha. . ha. .
CURSO SUPERIOR PARA A POLÍCIA, VCS SÃO UNS BRINCALHÕES. .
VCS SÃO TOSCOS. . .
NÍVEL SUPERIOR PARA PROFISSÕES MAIS VALORIZADAS. . .
JA ACHO UM ABSURDO EXIGIR 1ºGRAU. . .
Faz me rir. . .
K K K K K K K

Anônimo disse...

NÃO ADIANTA ESTA DISCUSSÃO SENHORAS E SENHORES ESTE É O FUTURO DE TODA INSTITUIÇÃO, A EXIGENCIA DO CURSO SUPERIOR. OLHA O EXEMPLO DA POLICIA FEDERAL, É POR ISTO QUE ELA ESTA ANOS LUZ A FRENTE DA PM E DA PC. NA PF SÓ ENTRA COM CURSO SUPERIOR. VÃO ESTUDAR SE QUIZER SER PM OU PC.

Anônimo disse...

QUERO DAR UM EXEMPLO DA IMPORTANCIA DO CURSO SUPERIOR PARA POLICIAIS. VAMOS FAZER UMA PESQUISA ENTRE OS POLICIAIS COM CURSO SUPERIOR E ENTRE OS SEM O CURSO SUPERIOR. A PRIMEIRA PERGUNTA SOBRE QUAL BASE ESTA FUNDADA O NOSSO DIREITO PENAL. RESP: DIALETICA, FILOSOFICA, TEORIACA E AI... VCS QUE SÃO RESPOSNSAVEIS POR MANTER ESTE DIREITO E TANTOS OUTROS MAIS... NOSSO DIREITO É BASEADO EM QUAL? ROMANO, FUNCIONALISTA, ... SERÁ QUE ELES SABEM? SÃO PERGUNTAS SIMPLES... QUAL A TEORIA DO CRIME..
COM CERTEZA QUEM TEM CURSO SUPERIOR PRINCIPALMENTE "DIREITO" SABE RESPONDER... ESTA É A POLICIA DO SÉCULO XXI. NÃO ADIANTA QUERER OUTRA.. A REALIDADE EXIGE ISTO.

Nêssa disse...

Para o comentário acima.

Seria inadequado exigir toda essa teoria de um policial militar, essa discussão deve-se restringir ao âmbito acadêmico, mesmo porque o policial é um agente de aplicação da lei, e esta lei é penal, civil, ambiental... O adequado, volto a frisar, é cuidarmos da qualidade dos cursos de formação para que o PM tenha condições de administrar toda esta teoria aliada com a prática. De nada adiantaria exigir um curso superior para ingressar na PM sem que esta ofereça uma estrutura para aliar o conhecimento com a vida real!

Anônimo disse...

PARA SE TER BONS POLICIAIS NÃO É NECESSÁRIO SOMENTE CURSO SUPERIOR, É NECESSÁRIO TAMBÉM CONTINUOS TREINAMENTOS EM DIVERSAS ÁREAS, TIRO, INTELIGÊNCIA, TECNICAS POLICIAIS, ETC.

ARMAS E EQUIPAMENTOS MODERNOS, ALÉM DE LEIS QUE DEEM AMPARO PARA O POLICIAL REALIZAR O SEU SERVIÇO SEM TEMER REPRESÁLIAS DA JUSTIÇA, DOS SUPERIORES, DA MÍDIA, ETC.

SEM ISSO FICA DIFÍCIL TER UMA POLÍCIA EFICIENTE NA CONTENÇÃO E RESOLUÇÃO DOS CRIMES.

COMO JÁ DISSE O CURSO SUPERIOR É IMPORTANTE, POIS PESSOAS COM DIVERSOS CONHECIMENTOS FAZENDO PARTE DA POLÍCIA É MUITO BOM, PORÉM NO MOMENTO VEJO ESTA OPÇÃO COMO FORMA DE VALORIZAR A PROFISSÃO PARA UM SALÁRIO MELHOR.

PORQUE NA ATUALIDADE SÃO MUITAS AS PESSOAS COM 3º GRAU QUE ESTÃO NA PM, É MUITOS APÓS ENTRAREM FAZEM O 3º GRAU.

PORTANTO, ANÁLISANDO A ESTRURA DA NOSSA SOCIDADE VEREMOS QUE SE INSTITUIRMOS QUE SOMENTE QUEM TEM 3º GRAU POSSA CONCORRER Á SER POLICIAL ESTAREMOS EXCLUINDO MUITAS PESSOAS QUE DESEJAM ESTA PROFISSÃO E PRECISAM DELA PARA CRESCEREM NA PIRÂMIDE DA SOCIEDADE E COMO PESSOAS.

A CONSTITUIÇÃO DO BRASIL NOS DÁ O DIREITO A IGUALDADE, LOGICAMENTE ESSE DIREITO E RELATIVO EM DIVERSOS ASPECTOS SENDO NECESSÁRIO CURADA ANÁLISE DE CADA CASO, NESTE CASO PODEMOS CONCLUIR QUE NÃO ESTARIA ASSEGURADA A IGUALDADE DE CONDIÇÕES DOS BRASILEIROS PARA CONCORRER AO CONCURSO SENDO EXIGIDO O NÍVEL SUPERIOR, TENDO EM VISTA A MAIOR PARTE DA POPULAÇÃO NÃO POSSUÍ-LO E O NÍVEL DE INSTRUÇÃO MÉDIA SER TOTALMENTE ACESSÍVEL Á POPULAÇÃO E COMPATÍVEL COM OS REQUISITOS DAS INTITUIÇÕES POLICIAIS....

SD ANÔNIMO...

Anônimo disse...

Tá bom então Sd Anônimo, face a garantia de igualdade pleiteada por vc, seria igualmente "inconstitucional" a exigência de curso superior para a PF, PRF, para ser MM e MP. . .
Igualdade traduz-se em "tratar os iguais de forma igual e os desiguais de forma desigual na proporção de suas desigualdades" - ARISTÓTELES

Anônimo disse...

Senhores, ouvi o comentário de um major, que é reflete um pensamento de muitos comandantes: "Estes soldados novos questionam demais, antigamente os praças só podiam dizer duas coisas - SIM SENHOR", ou seja, eles não querem uma tropa instruída! Outro exemplo: dia desses, um sargento no destacamento próximo daqui, na instrução semanal simplesmente "por sua conta" ordenou que os militares(todos recem-formados) não poderiam sair(nas folgas) para passear, ir a missa, namorar, fiquei indignado, conversei com um desses soldados recem-formados e o indiquei conversar com o cmt do pelotão. ENFIM A POLICIA IRÁ EVOLUIR QUANDO OS "DITADORES" FOREM DEPOSTOS, pois parece que pra muitos a ditura ainda não acabou!!

Soldado anônimo!

Anônimo disse...

PMS DE SP FAÇAM UMA FACULDADE ADQUIRAM CONHECIMENTO

Anônimo disse...

Para a PM mudar, os ditadores que estão nas fileiras dessa gloriosa precisam ser depostos.

A verdade é que na PM só existe Direitos Humanos para os cidadãos civis. Subordinados são humilhado e obrigados a verem seus direitos serem desconsiderados, principalmente a liberdade. Até hojé em alguns lugares o PM não pode sair do local quando está de folga.

Adoro a gloriosa, só que não sou burro! para ficar aguentando "regaço" de boca calada!

Estou lutando para abandonar essa mãe sem amor pelos filhos!

Anônimo disse...

EU SOU TOTALMENTE CONTRA O MILITARISMO NAS POLICIAS MILITARES,QUEM QUE SER MILITAR QUE VAI PARA AS FORÇAS ARMADAS OU PARA QUAL QUER OUTRO LUGAR, POLICIA NÃO PODE SER MILITAR EU MESMO JÁ LEVEI MUITO FERRO COM ESTE TERMO MILITAR ,É UMA PALHAÇADA EXIGIREM NÍVEL SUPERIOR PARA QUALQUER TIPO DE INSTITUIÇÃO POLICIAL É TUDO UMA PALHAÇADA ACHANDO QUE QUANDO SE EXIGE CURSO SUPERIOR PARA UM TIPO DE PROFISSÃO ESTÁ MELHORA-RÁ, VOCÊS HIPÓCRITAS,PEDIRAM CURSO SUPERIOR ATÉ PARA ATIVIDADES BRAÇAIS,SE LIGA O MAL INFORMADO SEU LACAIO DOS PODEROSOS .

Evangelista/Montanha disse...

Gostei de ler a maioria dos comentários aquí postados. Pena que alguns poucos participantes tenham desvirtuados o cerne da questão que ora é debatido; alguns com brincadeiras, outros com provocações, desde que não agrida a moral, a ética pessoal dos debatedores; enfim, tudo tá valendo. O que devemos fazer é filtrarmos e absorvermos aquilo que nos seja proveitável e possa ser útil para o nosso enriquecimento pessoal e profissional. Ou seja: troca de informações e conhecimentos, seja de qual ramo for. "O conhecimento não ocupa espaço" já dizia o grande filósofo. Parabéns a todos, especialmente ao "SGT PMMG Para Todos"; "Ronaldo PM de Minas"; "Nessa" e à "Ana"; pelos seus comentários. Quanto ao que disse o nobre colega, que tudo indica ser PC (Rogério da Silva), e corroborando com o que foi dito pelo Anônimo de 14/12/2009 - 01:32, tenho o dever de acrescentar na lista do Anônimo: Nós Policiais Militares, temos também: o CTPM (melhor do que o "Ordem e Progresso", de vocês); a COOPEMG(à qual, muitos de vocês se associaram); Temos e utilizamos a FARDA (não uniforme) mais bonita do Brasil, não por sê-la diferente e única, que fique bem claro; Salvo engano, são vocês, enquanto classe, que tiveram representantes parlamentares, e eu pergunto: o que eles fizeram por vocês?; Ao passo que atualmente vocês devem muito pelas conquistas que tiveram, tanto salariais, quanto na redução do tempo de serviço para aposentadoria, ao nosso grande Dep SGT RODRIGUES; Aliás, falando nesse grande Deputado, nos faz lembrar do histórico movimento cívico de 1.997, ocasião em que vocês pegaram CARONA, (como sempre), para que também tivessem algum benefício, como, realmente, tiveram... pois, vocês, bem como a CUT, não eram e nunca foram bem-vindos àquele movimento; Para os mais antigos, e por isso, você talvéz não saiba, a gloriosa PMMG, sempre foi vista com bons olhos, pelos nossos governadores, e em consequência, sempre tivemos um tratamento especial pelos mesmos, no tocante a reajustes salariais, concessão de viaturas e outros investimentos. Converse com seus colegas mais antigos, e eles vão confirmar o que estou dizendo. Entretanto, após 1.997, nós PMMG, fomos jogados na vala comum, juntos a vocês PC, o que vale dizer que quando o governador divulga um índice de reajuste para a PMMG, significa que todo o funcionalismo público estadual, será resjustado com o mesmo percentual. Isto é absolutamente injusto. Nós fomos igualados por baixo. Merecemos muito mais. Por estas e outras, é que lhe pergunto: Sentir inveja de vocês, por qual motivo? Invejosos são vocês, POLICIAIS CIVIS, que até o nosso GAT vocês tentaram copiar, criando a DAS, que só sabem achacar (com a palavra o povo da cidade mineira de Nova Lima). Pelo que sabemos, a função constitucional de vocês é a atividade investigativa, e, não ostensiva. Para finalizar, faço-lhe outra pergunta: De quem é a criação da PEC-300?. Pelo que sei, é de Dep PM. Criem a de vocês, e lutem por ela, como nós estamos fazendo pela PEC-300. Abraços a todos os PPMM e BBMM de todo o Brasil. Que DEUS nos abençõe pela árdua caminhada pela votação e aprovação da referida PEC.

Anônimo disse...

Sou plenamente a favor da exigência de curso superior para se ingressar em todas as instituições policias; pois é óbvio que passando a exigir mais do candidato ( o 3° grau ), o salário pago, certamente não será este de fome, que recebemos; outra coisa muito importante a se observar, é a diferença do nível cultural das PPMM das décadas 1.970 e l.980, para os dias atuais. Naquela época, Podia-se ingressar na PM, com apenas o 4º ano de grupo, e muitos companheiros não possuìam o referido nível escolar, mas mesmo assim, concluìam o então CFSD, e depois de formados, providenciavam o diploma, entregavam-no na P/1, e tava tudo certo. A PM também pouco, ou nada se importava com o nível cultural dos praças, o que ela queria era homem forte e sadio, que batesse continência aos seus superiores, e o tradicional "sim senhor, não senhor"... do contrário, ouvia-se outra máxima: Ô praça, não tá satisfeito, dá baixa". Em contra partida, o salário Oh. Os não acomodados, estudaram e prestaram concurso para outras instituições tipo ( PRF, MP e PC - para delegado ). Esta situação de penúria e humilhações, de superiores, durou até meados de 1.997, quando os PRAÇAS de pré, deram o grito de liberdade, movimento este, pioneiro, que serviu de exemplo e inspiração para as demais Polícias Militares do resto do País. Contudo, embora, resultassem em melhorias salariais estas, hoje por estarem defasadas, fizeram com que à situação de miséria dos anos 94,95,95,96 e primeira metade de 97, se aflorassem, e que somente após esse mivimento histórico, é que fomos, timidamente, mas, reconhecidos... o governador que entrou (Itamar Franco) melhorou nossos salários... passamos a ser vistos e respeitados como seres humanos... elegemos três deputados, dentre os quais, o segundo mais votado no Brasil, com mais de 220.000 votos. Enfim, até o arcaico RDPM, foi extinto. Foi preciso acontecer tudo isso, para que tivêssemos o reconhecimento, tanto do alto comando, quanto da sociedade organizada, a qual nos deu o maior apoio e incentivo à época, como profissionais de segurança pública. Estas conquistas não vieram de mão beijada, houve indiciamentos em IPMs, prisões, exclusões e até morte de um campanheiro nosso nessa luta. À partir daí, todos os concursos para a inclusão na PMMG, tinha o 2° grau (ensino médio) como uma das principais exigências. O que quero dizer com esse depoimento, é a importância da educação em nossa vida, seja em que profissão, atividade ou ramo for. Pois este é o unico recurso que nos permitirá um maior entendimento, apreciação e análises de tudo aquilo que nos cerca, no dia a dia. E, não continuar aquele PM tosco, dinossauro, que só sabe resolver as ocorrências, por mais corriqueira que seja, na base da "porrada". Lamentavelmente, ainda temos colegas com esses atributos, como temos também em nosso convívio, PM que ao encerrar BO em delegacias, são alvos de chacotas, pelos detetives. Que fique bem claro, não estou dizendo que o PM com curso superior, estará imune de ser um violento, truculento, etc. Mas, que ajuda muito na elaboração precisa e correta de um B.O. evitando certos constrangimentos. Disso, meus amigos, não tenham dúvida. Abraços aos PPMM e BBMM de todos os estados brasileiros, e que DEUS nos elumine nessa luta pela aprovação da PEC-300.

Anônimo disse...

Pela exigência, URGENTEMENTE, do 3° grau para o ingresso na PMMG. Somente com esse requisito, é que poderemos deixar de ser manipulados por esta CORJA, ANTRO de BANDIDOS, que estão governando nosso País. Além do mais, devemos lutar por uma melhor qualificação, em todos os níveis, de nosso pessoal. Vejam os exemplos de Brasília e Goiás... até o estado de Sergipe, passou na frente daquela que, a todo tempo ouvia-se dizer SER A MELHOR PM DO BRASIL, pura UTOPIA... e pior, teve gente que acreditou. Atualmente, a PMMG, está entre as piores PMs do Brasil, em tudo, até em credibilidade... pior até que a do RJ. Duvidam? É só procurar nas fontes, menos na Rede Globo, claro.

Anônimo disse...

Nada de curso superior na pm,deveriam olhar para coisas mais importantes como o salario dos praças,essa historia de superior so vai impedir que os praças ganhem promoção,pois duvido que algum praça va deixar de convivercom a familia para voltar a estudar.deveriam e melhora o ctsp e dar enfase nos direitos humanos e tecnicas policiais.(soh pra deixar claro não sou pm).

Anônimo disse...

recentemente tenho acompanhado varios comentarios a respeito de curso superior na gloriosa,mas ate agora não tive nenhum conhecimento a respeito de aumento salarial,sou a favor da exigência,mas tambem sou a favor de uma politica seria,voltada em prol da instituição,sera que o o tal curso superior seremos valorizados? com certeza seu eu tivesse um curso superior nunca entraria a pm,porque não há nenhum interesse de qualquer governador valorizar a area de segurança,no magisterio acontece a mesma coisa,os professores tem curso superior,olhem os salarios deles;não adianta a polícia e um mal necesssario.

Anônimo disse...

Sr Comandante Geral da Policia Militar do Estado de Minas Gerais venho respeitosamente sugerir algumas considerações sem duvida alguma nossa gloriosa Policia Militar vem avançando de forma significativa e lógico com participação ativa do Sr Comandante mas,convenhamos ainda há um desequilíbrio que poderia ser corrigido pois o plano de carreira dos praças tem uma discrepância. Dez anos é muito tempo há de ser reavaliado este tempo sem contar que por diversos fatores que são N esta desmotivando os homens desta nobre instituição e justamente é a grande maioria a classe de cabos e soldados ficaram prejudicados e sem incentivo para a luta diária, pois é de vosso conhecimento infelizmente vivemos em país capitalista por mais que fomos educados a nos importar com o ser e não com o ter não como não perceber que a falta dos recursos nos fere ,pois todos nos trabalhamos com intuito de transformar o local a qual vivemos em um ambiente melhor evidentemente esbarramos na falta do capital o conforto para nossas família esta infelizmente intimamente ligado ao dinheiro
Transformar o processo de ascensão profissional mais equilibrado as classe de base haverá um ganho institucional, socioeconômico gigante.
AS minhas preposições são mínimas e de fácil adequação vejamos: o cidadão ingressa nas fileiras da Policia Militar conclui o CTSP é promovido a SD 1ªcl Após cinco anos nesta graduação sendo que 1/3 com cinco após formatura de SD 1ªcl, respeitando alguns critérios
1º ficha de avaliação profissional, onde será nesta atribuído pontos positivos para bons serviços prestados a corporação sendo na ordem da prevenção, repressão e serviços administrativo da atividade de meio.
Como também serão atribuídos pontos negativos as condutas reprovadas pela instituição como transgressões, e a cada final de ano feito um aferimento dos pontos positivos onde serão colocados em ordem crescente os pontos atribuídos a cada militar em um quadro de acesso por merecimento, no qual os melhor servidores serão promovidos com cinco anos de efetivo serviço na graduação de SD 1ªcl
Sendo que a metade dos remanescentes usando os mesmo critérios de pontos no 6º anos após formatura.
E no 7º o restante por antiguidade.
Mas lógico estabelecendo alguns critérios indispensáveis como
1) estar no conceito B-24,
2) estar aprovado em TPB em 1ª época isso é aquele militar que não teve que fazer perf para ficar habito, tescaf ou reavaliação escrita, já aquele que tiveram que ser submetidos as reavaliações se tiverem que serem promovidos no 5º ano, passa para o 6º, se no 6º só será promovido por antiguidade
3) ser credenciado para condução de viaturas policias
Usando os mesmo critérios para as promoções de CB a graduação de 3º SGT,com a adição da condição do cabo ter curso de informática pois a nova graduação exige,após a graduação de 3º SGT segue se o critério de promoções decorrente desta classe.
CONCIDERAÇÕES
O ATUAL MODELO DE PROMOÇOES QUE CONCORRE OS SOLDADOS E CABOS É NO MINIMO DESETIMULANTE, POIS NÃO HÁ UMA ESPECTATIVA A NÃO SER ESPERAR CB E SD NÃO TEM ESTIMULO GRATIFICANTE PARA DAR SEU MAXIMO EMPENHO,
OUTRO FATOR EM UM NOVO MODELO, MAIS JUSTO E ACESSIVEL É A VONTADE DE MOSTRAR BONS RESULTADOS, SIGUINIFICA MAIOR PRODUTIVIDADE DO SERVIDOR EM NOSSO MEIO REDUÇÃO DOS INDICES CRIMINAIS,
LOGICO QUE POR CAUSA DA ACENÇÃO O MILITAR SEGURARIA MAIS SEU COMPORTAMENTO ESTUDARIA MAIS, PRICIPALMENTE A LEGISLAÇÃO BASICA E A GERAL MANTERIA O PREPARO FISICO ADEQUADO
SERIA MAIS QUALIFICADO, POIS PODERIA CONDICIONAR CURSO DE APERFEIÇOAMENTO APOLTILADO PARA OS SOLDADOS, CABOS SENDO QUE A ÚNICA COISA A FAZER PELA CORPORAÇÃO SERIA MONTAR UMA PLANILHA DE MATERIAS E CRONOGRAMAS DE AVALIAÇOES OU A DISTANCIA.
Cb carabina

Anônimo disse...

Excelente texto.

carvalho disse...

olha caros companheiros que aqui deixaram suas postagens,sejam vcs policiais militares,policiais civis,profissionais liberais,autonomos ,ou seja,leitores aqui do universo policial;com exigencia de nivel superior ou nao,no final,quem realmente pega no batente nas ruas,quem depara com tudo de bom e com tudo de ruim principalmente,quem esta diuturnamente nas ruas enfrentando a criminalidade somos nós policiais militares,quer a sociedade goste ou nao,na nossa instituiçao nao vivemos do achismo,nao tem espaço pra isso,seria otimo sim termos policiais militares com formaçao superior mas,isso,nao o fará mais homem em ter que enfrentar bandidos armados atirando em sua direçao,temos sim que termos policiais mais instruidos para atuar nos diversos tipos de ocorrencias que temos que atuarmos,no final das contas a sociedade sempre ira acionar a policia militar pra intermediar seus problemas,seja o medico,o juiz,o policial federal,o policial civil,sempre haverá a figura do estado ali resolvendo nossos problemas,porque isso é constitucional e nossa missao todos aqui que postaram devem saber,somos nós mesmos que estaremos nas ruas de dia e de noite,faça sol ou faça chuva,sabados,domingos ou feriados,unica instituiçao que trabalha 24hs por dia da semana,o que precisamos é de sermos reconhecidos como profissionais de segurança publica,temos sim treinamentos de otima qualidade pois,nao posso afirmar mas,acho que somos a unica policia a ter o TPB(treinamento policial basico) de dois em dois anos no brasil,queremos sim é que nossos governantes nos reconheça e nos remunere à altura dos profissionais que somos e com orgulho.deixo aqui a minha satisfaçao em estar contribuindo para esse debate aqui no universo policial e que sou policial militar mineiro com muito orgulho e que também espero sim melhorias para nossa instituiçao e que com certeza quem mais ganhara com tais melhorias será a sociedade ordeira que tanto carece de segurança publica.

Anônimo disse...

Acredito tambem que exigir curso superior para ingressar na policia militar faz parte da revoluçao. (quarta serie , primeiro grau...)

E se essa exigencia vier contribuir para que esse profissional seja mais valorizado,entao, porque não?

Só fico triste porque concluí o ensino medio muito tarde e desde entao venho batalhando pra realizar o sonho de me tornar uma PM e mudar minha realidade de vida.

Acredito que muita gente de familia humilde assim como eu, sonha com uma oportunidade dessa.

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo