Toque de Recolher e o Poder do Narcotráfico

quarta-feira, 14 de abril de 2010

A população de alguns bairros de Contagem viveram 07 dias sob o toque de recolher imposto por traficantes. Tal prazo foi determinado pelos marginais, demonstrando uma audácia sem precedentes. Parecia até Rio de Janeiro. Ônibus incendiado; comércios, escola e posto de saúde de portas fechadas; população amedrontada.

Eu acompanhei o desenrolar desses fatos históricos pelas vozes de Laudívio Carvalho, Camila Dias e Carlos Viana, todos da Rádio Itatiaia. Na sexta-feira, tambei acompanhei incrédulo o fato sendo noticiado pelo Jornal Nacional, da Rede Globo. Não imaginava que os acontecimentos iriam tomar tamanha repercussão. As notícias foram tão graves que o atual governador se reuniu com os comandos das Polícias Militar e Civil para discutir o assunto.

De fato, nunca pensei que tamanha ousadia fosse acontecer aqui em Minas Gerais. Bandidos impondo terror de maneira tão explícita, marcando toque de recolher com data de início e término, população obedecendo fielmente ao poder paralelo, mesmo com a presença maciça da polícia. É algo sobre o qual devemos refletir. Como o tráfico chegou a ter tal poder em nosso Estado? Como podemos evitar fatos semelhantes?


Vou aqui dar minha opinião sobre esses acontecimentos, fazendo uma associação com o poder do narcotráfico.

Começo meu posicionamento com uma pergunta: Verdade ou mentira que, neste exato momento, está acontecendo um crime, a polícia sabe, mas mesmo assim não se faz presente no local?

Ora, tráfico de drogas é crime, previsto no artigo 33 da Lei nº 11.343/06. Sabendo do fato delituoso, a polícia deve comparecer ao local e prender o infrator, concordam comigo? Então, companheiro policial, faço-lhe outra pergunta: Quantos pontos de tráfico de drogas que você conhece que neste exato momento não estão sendo efetivamente policiados? Quantas viaturas estão neste momento no centro comercial de cidade X e quantas estão em cada um dos pontos de venda de drogas dessa cidade hipotética?

Já falei aqui neste blog que, na minha opinião, a polícia deve estar onde está acontecendo o crime, da mesma forma que o artista deve estar onde o povo está. Polícia para quem precisa de polícia, já diz a música.

Então, companheiro, eu não vejo lógica em ver uma viatura fazendo ponto-base ou patrulhamento na área comercial e bancária de uma cidade sabendo que em determinado local perto ou distante dali está acontecendo um crime naquele exato momento. Se o criminoso não é preso, ele vai se fortalecendo, se fortalecendo... e vira poder paralelo. O tráfico de drogas especialmente, porque ele precisa de um território seguro para comercializar seu veneno. Precisa de espaço para espalhar os olheiros no terreno a fim de monitorar a chegada da polícia, para controlar quem entra e quem sai, para guardar o "produto" com segurança, etc.

O tráfico se instala aos poucos; aos poucos ele vai amedrontando ou cooptando os moradores locais, aos poucos a polícia vai prendendo, aos poucos os traficantes e associados vão sendo soltos em virtudes de lei cegas e, de pouco em pouco, o tráfico vira um monstro, ponto no qual a população perde a confiança na polícia e no Estado de maneira geral, ponto no qual mesmo uma megaoperação não é capaz de restabelecer a tranquilidade e a paz social. Como dizem os moradores, um dia todo esse aparato vai embora, e aí?


E aí é que, enquanto não existirem leis eficientes, rigorosas, enquanto a polícia for a única culpada pela criminalidade, tudo continuará da mesma forma que está, com tendência a piorar.

A droga está tomando conta, por todo lado, até em cidades pequenas e zonas rurais. Virou epidemia. O que fazer? Aos políticos cabem fazer uma reforma profunda nas leis penais, à Polícia Militar cabe estar onde o crime está acontecendo, à Polícia Civil cabe investigar e colher provas da ação delituosa, ao Poder Judiciário cabe punir com rigor e ao Sistema Prisional cabe aplicar a pena e, na medida do possível, ressocializar o condenado.



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

26 comentário(s):

Anônimo disse...

Muito bom o texto. Só acho que você foi infeliz em dizer que as viatura têm que sair dos locais frequentados por pessoas (próximo aos bancos e outros estab elecimentos comerciais, escolas). E aí como ficariam os frequentadores. Todos sabem que é só a polícia sair que o bandido ataca. Acho que deveria ter mais policiais para fazer a parte repressiva que você sugere, sem entretanto abandonar o policiamento preventivo.

Um forte abraço amigo.
Atc. - Carlos

Anônimo disse...

Caro Sgt, concordo plenamente com seus dizeres. A lei anti-drogas foi mudar, piorou, despenalizando o usuário, pra mim um absurdo, acho companheiros que tudo em que realmente a punição é exemplar funciona. Assim desmotiva pegar um traficante com todas as provas e no final desqualificarem a ocorrência para usuário... é difícil mas nós temos que fazer nossa parte, eu concordo.

José Ricardo disse...

Carlos, concordo contigo. Não podemos "desvestir um santo para vestir outro".
----
Anônimo, realmente desmotiva prender um traficante com todas as provas e, no final, desqualificarem a ocorrência ou, dentro de alguns dias, vê-lo solto. Mas, como você bem disse, temos que fazer nossa parte.

Anônimo disse...

Caro amigo, é muito bonito apontar os problemas e o que cada orgão tem que fazer e até mesmo o papel da sociedade. Mas com todo respeito a todas as opiniões, a coisa é muito mais complicada no meu ponte de vista. Será que a cúpula governante realmente tem interesse em acabar com toda essa criminalidade? Pense bem, um país miserável e drogado não seria muito mais fácil de manipular, de comprar voto, de fazer campanha com discursos repetitivos. Diante de tamanha incerteza quanto ao futuro, me resta ficar imaginando soluções utópicas para todos os problemas, desde as criancinhas que vejo diariamente em meu turno de serviço jogadas nas ruas, até soluções para essa anarquia que vivemos na política nacional. O certo é que temos que tomar uma atitude macro e radical.

Anônimo disse...

SE A POLÍCIA NÃO TOMAR AS DEVIDAS PROVIDÊNICIAS NO COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, MINAS CAMINHARÁ PARA O CAOS. FUTURAMENTE HAVERÁ FILME QUE CONTARAM SOBRE O CRIME EM MINAS, POR EXEMPLO: GATE, UMA TROPA DE ELITE; MINAS 31º; MORRO DAS PEDRAS; UAI, QUE ISSO COMPADRE?...DEFINITIVAMENTE ISSO NÃO COMBINA COM MINAS E NEM COM A POLÍCIA QUE TEMOS.

D.M. SD PM

Anônimo disse...

No que se refere ao tráfico de entorpecente, poder paralelo, etc. A Polícia Militar em todo o pais está travando uma guerra sem precedendes, basta verem o site oficial da corporação de Minas, o que é apenas uma pontinha o ice berg do serviço policial militar. Nesta guerra há combates diários com mortes e baixas. Mas que a população somente fica sabendo o que a mídia peneira para publicar. Nos PMs apesar de sentir muitas vezes vontade de cruzar os braços não conseguimos, pois, há nós foi confiada esta missão de protejer, por uma força muito superior, que muitos entederiam....

Anônimo disse...

A verdade é que o narcotráfico tem crescido e se armado cada vez mais e partindo para o confronto armado contra os PM's , ferem pessoas inocente quando senão pior , as quadrilhas têm se organizado para fazer desmanches , bocas de fumo , atacar comércios , roubar carros-fortes e bancos.

O poder judiciário condena com o código penal da década de 40 , porém as brechas na lei mantêm por pouco tempo os criminosos atrás das grades que se diga de passagem as cadeias não ressocializam os bandidos , na maioria dos casos os tornam mais bandidos pois é tanta regalia tais cadeias que parecem verdadeiros hotéis com TV , rádio , visitas íntimas e até telefones celulares , fora os parentes "pombos-correios".

Soma-se esse cenário caótico ao abandono das forças policiais , abandono no sentido da ausência de uma política salarial condizente com a importância da função , onde policiais na maioria das intervenções em ocorrências tem que fazer serviços que não é de função de policial , o policial tem que ser psicólogo , sociólogo , emergêncista médico , bombeiro , mecânico etc...fora outras atividades que o policial exerce e não é pago por isso.

A verdade é que a criminalidade tem avançado conquistando territórios através do medo com "toques de recolher" e "lei do silêncio" intimidando cidadãos nas vilas e fora dela nos bairros nobres os bacanas ficam discutindo a “despenalização da posse de entorpecentes” e muitos juristas metidos à sofisticados e moderninhos escrevem artigos para revistas importantes de direito defendendo a “restrição da liberdade como uma violência contra o ser humano” , esquecendo-se das vítimas que perderam o pai , mãe e filhos , enfim são os bacanas pensando uma sociedade sem violência ...

Não podemos ficar de braços cruzados vamos continuar a trabalhar , esperando que o Brasil melhore e exigir que a constituição seja respeitada.

Anônimo disse...

A bem da verdade é que o problema está na aplicação das leis, elas não são eficazes e causam uma sensação de impunidade. O causador do problema é o legislador, por isso, e por outros motivos de nosso interesse, que temos que nos unir politicamente para lá, através de nossos representantes, incentivarem mudanças profundas na legislação, pois quem cria as leis não conhece o trabalho de um policial, não conhece o sentimento de revolta da sociedade em ver um bandido assinando um TCO e ir embora para repetir várias vezes o mesmo crime. E a sociedade, na sua maioria leiga, culpa sempre a mesma instituição, polícia militar, pelas injustiças que recai sobre ela. Sem política não há mudança. Visite o QapBrasil e ajude a mudar o rumo da nossa história. www.qapbrasil.com.br

Anônimo disse...

A sociedade ta pagando um preço caro por não respeitar a policia, quem é assinante da revista veja, vai lembrar de uma edição onde na capa retratava a violencia do Brasil, e colocaram para ilustrar essa capa, a foto de uma tropa da policia do rio de janeiro, cara, isso me ferveu o sangue, tipo assim, colocaram a foto de policiais, somente policiais, concordo que tem em toda policia tem "os bandidos de farda", mas todos sabemos que são raras exceções, principalmente aqui em Minas Gerais.

A imprensa ao invés de ajudar a Policia, gosta de divulgar so desgraça, você recebe um jornal em casa, se torcer o exemplar, cai ate sangue, de tanta desgraça e propaganda que tem no jornal. A maior parte da sociedade tem a sua opinião formada pelo que divulga a imprensa, como diz, so divulga o que eles querem.

Na segunda feira eu estava assistindo o balanço geral, do estado de sao paulo, onde filmaram a prisão de uma mulher que resistiu a prisão. Os policiais foram super profissionais, não agrediram a mulher, e bem que ela merecia uns tapa na cara pra largar de ser "isterica", veja os comentarios dos jornalista
- Nossa pra que treis policiais para prender uma mulher
- Eles nao tinham mandado de prisao pra entrar na casa dela (a ocorrencia era sobre pertubação de sossego, no local funcionava uma oficina mecanica, e eles ficavam acelerando os carros e icomodavam a vizinhança que chamaram a policia)
- Eu vi o policial dando um chutinho nela (detalhe que o policial que a jornalista se referia nem enconstou na mulher)
Logo depois da exebição do video veio aquele babaca do Percival, Pau no cruz urso, "sabe tudo", uma jornalista perguntou pra ele, "a mulher estava em flagrante de delito"??? O F*D*P, digo, o cidadão respondeu que não....

Agora, pare e reflita, só nesta reportagem, o tanto de gente que leva em consideração o que a imprensa fala, por não ter mais instrução, vê o policial militar como um bandido, ai o que acontece????? Ao inves de ajudar o nosso trabalho, atrapalha ainda mais, ficam pre-julgando policiais, sendo que eles não sabem de bosta nehuma, e "moldando" a opinião do cidadão, e com isso o bandido cada vez mais cresce as asinhas, e com a ajuda dos legisladores "bacaninhas" que estao sentados na salinha deles, com ar condicionado, diz que o usuario eh mais uma vitima.

Antes de elaborar leis, eles deviam colocar um colete balistico e subir um morro la em BH, pra ele sentir na pele o que o policial passa. Se um policial agride um cidadão, pode ser o pior vagabundo do mundo, é enquadrado na 4898, pra quem nao sabe, lei de abuso de autoridade, e se o vagabundo agride o policial?, no maximo uma lesao corporal.

Tudo isso que esta acontecendo em todo o brasil, e agora esta chegando em minas, caros companheiros, começa desde Brasilia que não faz uma lei que realmente Ferra Esses Mare cinco FDP (quando é pra fazer uma lei pra perjudicar bandidos, leis para dar um melhor amparo para o policial militar, pra votra A PEC 300, isso não sai do papel, quando eh pra aumentar o salario deles, em 15 dias esta aprovado....), passando pela imprensa que so quer vender desgraça, e no fim da ponta esta esses bandidos de um lado a policia de outro e o cidadao no meio.

Denise disse...

Bom dia Ricardo;
Gostei muito do texto e de suas colocações, pena q nossos governantes sempre fazem vistas grossas a estes problemas e empurram com a barriga e aquele que estam na ponta é quem ficam com o abacaxi para descascar.

Anônimo disse...

Nobre sargento, o que está acontecendo em Contagem é só o inicio de um efeito domino em nosso Estado, na pequena cidade de Papagaios/MG, um traficante de Ribeirão das Neves, tentou instalar o estado paralelo, com trafico e homicidios, inclusive com decaptação de uma das vítimas, para mostrar poder, de sorte que conseguimos com os poucos recursos que a polícia de interior tem , prender Bruno Mudesto, vulgo Bruno mensenga, usando exatamente o seu ponto de vista, " A políca deve estar a onde o crime está", porém nobre amigo, os outros pontos ficaram vulneráveis,pois nosso efetivo é ínfimo, para a demanda de Papagaios/MG; e para finalizar te adianto corre o risco deste traficante sair livre de dois juris populares, votar para Papagaios/MG, e continuar a comandar o estado paralelo, inclusive com o tribunal do crime.

Anônimo disse...

Lamento informar, mas demorou pra acontecer( isso, se ja nao acontece e nao e exposto pela midia)nós(policiais) nao temos apoio algum, pelo contrario,só ouvimos isso...."vai pegar rabo policia"," se fulamo reclamar, vai levar ferro", sua prisao está toda certinha, autor, materialidade, testemunha.....ai o delegado faz todo procedimento de flagrante( agarro o policia horas e horas) e nao ratifica.....brincadeira... com isso quem se fortalece!?? O bandido, é claro!Sem contar, que se o bandido for reclamar no quartel, servem café, chama o de senhor, causa um transtorno pros policia envolvidos, Sindicancia, RIP.... dependendo tem que pagar advogado pra t acompanhar... e o apoio....nenhum. E os "toque de recolher" vao virar moda, enquanto a PMMG(quanto doutrina) formar policiais, incutindo medo(vai tomar ferro policia, nao faz isso nao...etc)formara policiais desmotivados, é logico que o policia vai pensar tres vezes, mesmo estando dentro da legalidade e com razao de fazer algum serviço;ai acontece cenas como; numa cidadizinha daqui, em que lutadores bateram nos policiais, enquanto aquela paizanada maldita filmavam e aplaudiam.....outra coisa da PMMG, trata os policiais como crianças/amadores....pra vc usa vc tem q ser habilitado, tira a mao dessa(e) Famae, Fuzil,soldado...voce é habilitado, que toma cadeia???
Pra que tem?? Preferem dexar o armamento acumulando poeira do que pagar para utilizacao....afinal, nos somos treinados, sabemos dos risco/responsabilidade da utilizaçao dos armamentos,cada curso de formaçao, inventam ou tiram uma materia, como podem fazer isso....qdo formei, nao tinha Disturbio Civil(materia) ja no ano seguinte incluiram...o maximo que fizeram, foi no spor em forma e lançar gaz.....Roubos a banco nas cidade do interior,nao precisa ir longe, Contagem ocorreu isso....dez, vinte homens armados invadem agencia....ai poe no maximo sete policia, armados de trintaeoito.... me mata de vergonha.Penso, o usuario art.28 lei de Toxico,a figura de crime nao foi excluida, sim a criaçao de penas alternativas....mas voce nao pode dar voz de prisao....cada um tem a policia que merece. Vamos fazer o previsto...c deu bem c nao deu amem.
Informo...assistam a nova campanha do CNJ(Conselho Nacional de Justica) a do bebe..... depois comentem..

Moraes disse...

se existe o toque de recolher,e a populaçao estava acatando,o que a policia estava fazendo la, o povo nao esta confiando na policia infelismente.Sendo que a culpa nao e nossa, a policia nao podemais trabalhar devido as leis do Brasil. E que DEUS nos guarde...

Anônimo disse...

Sr.SGT,MUITO BOA A POSTAGEM. ALIÁS,SEUS TRABALHOS SÃO EXCELENTES. ACOMPANHO TODOS,E TENHO APRENDIDO MUITO. DEIXO UM RECADO PARA NOSSOS GUERREIROS:NÃO PODEMOS PARAR;TEMOS FAMÍLIA;SONHOS,E SOBRETUDO,DEUS CONFIOU A NÓS A MISSÃO DE SERVIR E PROTEGER. FAÇAMOS O NOSSO MELHOR;POIS O SENHOR É CONOSCO. CONCORDO QUE A REALIDADE É DIFÍCIL,REALMENTE ALARMANTE. ENTRETANTO,NÓS SOMOS O PODER CONSTITUÍDO. E POR ISSO, ANIQUILAREMOS O PODER PARALELO. UM FRATERNAL ABRAÇO!

Anônimo disse...

Para mudar é preciso atitude. E quem quer efetivamente mudar? No Estado Democrático de Direito deveríamos no mínimo escutar. Existem diversos militares que têm excelentes idéias a respeito do Universo Policial e talvez fosse a solução para aquele determinado problema. Porém, na prática, temos que engolir a "Solução " que vem lá de cima. Será que quem decide o que fazer seria capaz de escutar aquele que vivencia o problema no dia a dia. Somos uma Corporação e não uma Empresa. Pensem Nisso!!

Marco disse...

É companheiro, enquanto as leis deste País não mudar, infelizmente, a bandidagem tende a aumentar, quem sabe um dia apareça algum político de coragem que mude o triste destino dessa nação de ser o País da impunidade. É companheiro que tal pegar essa mensagem e outras e enviar via email para todos os politicos deste País, talvez eles reflitam e acordem, façam leis mais rigidas, severas,para diminuir a criminalidade deste País.

Anônimo disse...

Parabens pela postagem!
o assunto é extremamente preocupante, ao que posso observar aqui em Brasília, onde contamos com melhores condições que os colegasde outros Estados, e que mesmo com os recursos empregados não se consegue nenhum efeito diante dos pontos de tráfico, já que é uma função do que chamo de enxugar gelo, pois colocamos o traficante na cadeia e a nossa legislação o devolve para as ruas em pouco tempo. Se pensarmos como o nobre colega com a colocação de viaturas proximas aos pontos de drogas teriamos que possuir um efetivo e uma quantidade de viaturasque seria impossível para o Estado arcar com os custos, mas por outro lado se tivermos uma política pública de real combate ao tráfico, com o emprego da inteligência polícial, com equipamentos e uma legislação dura contra um crime que é na verdade o percursor do aumento da violência, como roubos e afins, a ai sim teriamos as condições de que a Polícia Militar precisa para combater essa epidemia que se instalou em nosso País.
Acredito também em uma mobilização política dos companheiros policiais de todo o Brasil, pois acredito que poderiamos colocar no Congresso Nacional, um número significativo de colegas policiais para lutar por um novo código penal mais rígido bem como por melhorias nas condições de trabalho dessa carreira tão sofrida e pouco valorizada pela sociedade. Pois só um policial para saber como nós nos sentimos desmotivados pelas atuais circunstâncias em que vivemos.

Milton disse...

Na minha opinião acredito que já que o crime está em tamanha proporção, nós policiais devemos agir de acordo, esse´e princípio da proporcionaldade, colocar a presença policial nos comercios, não resolve o problema. O certo seria estar onde o crime nasce, na raiz, isto é, colocando presença policial nos locais de crime, tráfico de drogas, isso sim os bandidos nao teriam como movimentar o seu comércio sujo, eles tentariam buscar outros meios, aí viria a oportunidade. Nós estamos em uma guera, a guerra urbana e estratégias eficazes são urgentes.

Anônimo disse...

MEUS AMIGOS OS BANDIDOS E A POLICIAS SAO MASSA DE MANOBRAS DO SISTEMA CORRUPTO NAO SE ILUDA COM ISSO SE APEGUE COM DEUS QUE FAS COM QUE CONVIVEMOS ENTRE OS SUPOSTOS MARGINAIS,E TENHAMOS PAZ PROXIMO DELES SEM SERMOS CUMPLICES.BANDIDO DE POBRE VEM DO PROBLEMA SOCIAL,BANDIDO DE RICO VEM DA MA FORMAÇAO DE VALORES QUE AS PROPRIAS AUTORIDADES OS IMPOE,ATE MESMOS PELA TV QUE NAO EXISTE MAIS CENSURA.PM´É´PREVENTIVA,CIVIL INVESTIGATIVA,E NA HORA H,CHAPOLIM COLORADO?

Anônimo disse...

MEUS AMIGOS PMS,SABEMOS MESMOS LIDAR COM O CRIME ORGANIZADO E/OU TRAFICO,QUEM SAO,A INTERESSE DE QUEM ELES SUBSISTEM,E O JOGO DO BICHO?VAMOS FASER APENAS O CAFE COM LEITE E NAO VAMOS FINGIR QUE SABEMOS ALEM DISSO,COM INIMIGO OCULTO NAO IREMOS PREVALECER,E TEMOS FAMILIA PRA TRATAR!SE Ó CRIME É´COISA LEVADO A SERIO ENTAO DEVERIAMOS MORAR NO QUARTEL,E TODO O JUDICIARIO.

Anônimo disse...

recebemos um premio produtividade otimo...porem a populaçao esta pagando caro por isto, varios comandantes estao desqualificando ocorrencias, para que sua area cumpra as metas determinadas.

Anônimo disse...

Estou na polícia a 22 anos e posso afirmar uma coisa que depois que acabou a prisão para o usuário de drogas e as cadeias viraram hoteis o nosso trabalho só aumentou.As nossas leis não ajudam em nada o combate ao tráfico,uma vez que se o usuário fosse preso, enquanto ele estivesse preso seria menos um para gastar ou ficar na rua cometendo delitos para sustentar seu vício.Acontece que na maioria das vezes são os filhos de pessoas ricas que financiam o traficante a lei ficou do jeito que está.Só Deus para nos ajudar.

Anônimo disse...

li todos os comentarios aqui postados e vi que existem diversas opinioes acerca do combate ao crime organizado,deixo aqui a minha opinião,acho que deveria acabar com policia preventiva e empenhar todos os policiais repressivamente onde o crime tem criado raiz,ou seja nas bocas de fumo,nas fronteiras onde as drogas e armas estao entrando,e que os nossos politicos mudem radicalmente a lei de droga. e digo ainda a sociedade:ajudem a policia porque sua familia pode ser a proxima vitima destes marginais que estao aí fora,eles nao tem dó de ninguem,sao meros egoistas que só pensam em traficar,roubar,assaltar,matar e destruir os lares das pessoas,juntos vamos vencer.vamos colocar estes bandidos atraz das grades e assim todos viverão em paz.obrigado.

Anônimo disse...

DEVERIAM MUDAR A LEI DE DROGAS,AUMENTANDO A PUNIDADE AOS TRAFICANTES E USUARIOS,COLOCAR MAIS POLICIA NO LOCAIS DE ALTO RISCO, AGINDO DE FORMA REPRESSIVA,CONSTRUIR MAIS PRESIDIOS DE SEGURANÇA,PARA SUPORTAR MAIS DETENTOS,CONSTRUIR CLINICAS DE TRATAMENTO A DROGADOS PARA AQUELE QUE REALMENTE QUEREM SE TRATAR,AUMENTAR O SALARIO DA POLICIA IGUALANDO COM A PM DO DISTRITO FEDERAL,INVESTIR EM EQUIPAMENTOS E VIATURAS DE ALTA TECNOLOGIA,PRA POLICIA TRABALHAR COM MAIS SEGURANÇA E EFICACIA,TRABALHAR EM CONJUNTO COM A SOCIEDADE,ATRAVEZ DO DISQUE DENUNCIA E DE CAMPANHAS,POIS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES.PRONTO,SERA DIFICIL SENHORES(AS)? É SÓ COLOCAR EM PRATICA E VEREMOS OS RESULTADOS POSTERIORES.

Anônimo disse...

Nâo concordo que tenha que tirar a policia das portas dos bancos e comercio para combater o tráfico, caso ocorra isto como fica a segurança nestes locais. Ocorre que quando a policia prende um traficante a policia tem que conseguir provar por menores que ele vive do tráfico, enquanto ele não tendo nenhuma ocupação lícita consegui provar que é inocente. Jogar para a policia a solução para este caos nunca terá solução. Temos que ter leis severas em todos os sentidos, inclusive leis fiscais. Também tem que punir testemunhas mentirosas que depoem em favor de bandidos, atestando ser eles(bandidos) cidadãos de bem.

Anônimo disse...

NOSSA QUERIDA ROTAM TROPA DE ELITE MINEIRA VEM FAZENDO UM OTIMO SERVIÇO A NOSSA COMUNIDADE E AOS POUCOS VEM CAINDO A CRIMINALIDADE PARABENS PMMG

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo