Aplicativo de Cadastro de Cidadãos Infratores

Por quase trinta dias, deixei o Universo Policial parado, concentrando meus esforços no desenvolvimento de um aplicativo para Excel, o qual tem o objetivo de controlar a atuação e a situação de criminosos de um determinado espaço geográfico, por exemplo, da área de um batalhão.


O criminoso (atualmente chamado de cidadão infrator) é o principal elemento da criminalidade. Para que um crime aconteça, alguém tem que praticá-lo; não é a hora que pratica o crime, não é o dia da semana, não é a cidade, o bairro, muito menos a vítima. Quem pratica o crime é o cidadão infrator. Não é possível, para nós humanos, retirar uma cidade do lugar ou acabar com determinado horário. Então, resta-nos retirar de circulação essa peça principal do crime, o delinquente.

Pensado nisso (que não há crime sem infrator), criei, com a ajuda da minha esposa, o aplicativo de cadastro de cidadãos infratores, no qual são preenchidos campos básicos como nome, alcunha, Rg, e os campos que eu acho mais interessantes, como cidade, bairro e fração onde o marginal atua, o crime que ele pratica, situação atual (em liberdade, preso, foragido, etc.) e outros dados, além de poderem ser colocadas até três fotos/imagens por infrator.


Essas informações são lançadas numa planilha, uma espécie de banco de dados, a partir do qual pode se fazer pesquisas diversas por meio do aplicativo. Por exemplo, é possível saber instantaneamente quais são todos os traficantes de uma determinada cidade, ou quais são os infratores com mandado de prisão em aberto que atuam em determinada fração PM. Enfim, o usuário pode combinar vários filtros, a partir dos campos. Existe ainda um filtro simples, no qual é possível escolher apenas um campo, mas com a vantagem de a cada caractere digitado o aplicativo fazer a refiltragem dos registros de infratores, tornando essa pesquisa muito ágil. Outro ponto importante das pesquisas é que o aplicativo mostra a quantidade de registros encontrados, de modo que é possível fazer estatísticas diversas. Outro ponto também interessante é que essa listagem de registros pesquisados e encontrados pode ser enviada/exportada para uma planilha do Excel.


Voltando ao preenchimento dos campos, desenvolvi, ou melhor, desenvolvemos o aplicativo de maneira a tornar o mais rápido possível preenchê-los. Através de caixas de combinação e de listagens (ComboBox e listBox), o usuário tem a opção de somente selecionar o(s) item(ns) com um clique. Por exemplo, ele não precisa digitar a cidade nem o bairro onde o infrator reside; pode apenas clicar sobre esses itens que o campo será automaticamente preenchido. Outro ponto interessante é sobre os bairros de atuação do infrator; o aplicativo busca/filtra, através da cidade de atuação, somente os bairros daquela ou daquelas cidades específicas, de maneira que, atráves de uma caixa de listagem, o usuário escolhe o(s) bairro(s) em que o cidadão infrator atua e, a cada clique, o bairro selecionado vai sendo acrescentado ao campo.


O uso do aplicativo é bem intuitivo, pois a cada opção escolhida ele emite uma mensagem de orientação, indicando o que o usuário deve fazer, sem falar que ele foi desenvolvido em um ambiente gráfico amigável.

Existe ainda a possibilidade de o usuário imprimir um formulário com os dados e fotos/imagens do infator. Caso se tenha o programa Cute PDF Writer instalado na máquina/computador, esse formulário pode também ser transformado para o formato PDF.


Requisitos do Desktop/Computador:
a) Sistema Operacional Windows, versão XP ou superior.
b) Programa/Aplicativo Excel.
c) Ativação/habilitação das macros no Excel. (Obs.: A ativação das macros é super simples. Caso você não saiba, o manual de instruções que segue junto com aplicativo mostra como habilitá-las.)

Para baixar o aplicativo e o manual de instruções, clique nos links abaixo:
Senha: police

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo