Fim de Jogo

quinta-feira, 19 de maio de 2011

* Sargento Nivaldo de Carvalho Júnior

O sistema de segurança pública assemelha-se a um campeonato de futebol. Ambos envolvem bastante dinheiro, geram muita repercussão na mídia, constituem motivos de fervorosas discussões cotidianas e são examinados por meio de demasiadas estatísticas. Por isso, faço uma análise metafórica sobre esses temas.

Os nossos estádios (comunidades) são bastante precários, mas palco de grandes espetáculos(crimes e prisões). Nosso campeonato tem vários times(Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Agentes Penitenciários, Guardas-Municipais, baderneiros, trombadinhas, bandidos pé-de-chinelo, traficantes, assaltantes, corja do colarinho branco etc) os quais disputam ferrenhamente jogos memoráveis.

A torcida(sociedade) se divide nessa contenda, ora exaltando um time, ora esculachando outro e vice–versa. Já os ambulantes(imprensa) não querem nem saber qual time está ganhando, a única intenção deles é vender os seus produtos. E os comentaristas?(sociólogos, criminólogos e psicólogos). Esses adoram dar pitaco durante as partidas, mas via de regra nunca entraram em campo.

Não poderia me esquecer do trio de arbitragem(Juiz, Promotor e Corregedor), sempre cuidadosos em fazer cumprir as regras do jogo(leis), todavia, amiúde erram em lances decisivos da partida.

Eu jogo no time da Polícia Militar. Nossa escalação é mais ou menos assim:

- No gol está a sentinela ou o rádio-operador: guardiões de nossas redes(quartéis), fazem de tudo um pouco e quando o time perde é um dos mais questionados pela torcida.

- Na zaga aparecem as equipes preventivas (GEPAR, PROERD, PATRULHA ESCOLAR): cuja missão é neutralizar o ataque dos adversários.

- O meio-campo é o COPOM: ligam todos os setores do time, cuidando do entrosamento dos jogadores durante as partidas.

- Nas laterais temos as Viaturas de Área: correm o campo todo feito loucos para suprir a demanda do goleiro, da defesa, do meio-de-campo e do ataque.

- No ataque estão ROTAM, GATE, GER, TÁTICO MÓVEL: bola na área (perigo iminente) é com eles. Com habilidade inigualável fazem o gol (prendem bandido). O time adversário treme diante de nossos goleadores.

Nossa comissão técnica (administração) costuma ter mais gente do que o plantel que entra em campo. De fato ali tem excelentes profissionais, cujo trabalho é o suporte para aqueles que disputam as partidas.

Por outro lado, na nossa equipe também tem profissionais que nós só sabemos que é do nosso time por causa do uniforme que vestem. Do contrário, passariam despercebidos como meros torcedores.

O nosso treinador (comandante) trabalha sob pressão. Se o time perder muito ele é o primeiro a cair. A presidência do nosso time (governo) disse que vai investir na equipe (comprar mais equipamentos, melhorar salários), o que aguardamos ansiosamente.

Que me desculpem os demais times, mas a minha equipe possui a maior torcida. Talvez seja porque somos nós que mais entramos em campo, porque nós temos mais raça, ou porque nós ganhamos mais jogos. De vez em quando até substituímos alguma equipe que se nega a disputar uma partida. Deve ser por isso que a nossa torcida é mais exigente, mais apaixonada e mais crítica, pois ela sabe que não consegue viver sem o time da Polícia Militar.

Historicamente, temos ganhado muitas partidas contra os times de trombadinhas, baderneiros, traficantes e assaltantes. Entretanto, dificilmente ganhamos um clássico (contra o time do colarinho branco). Ouso desconfiar que esse poderoso clube possua alguma influência junto ao trio de arbitragem. Alguns times desse campeonato (Polícia Civil, Polícia Federal etc) nem deveriam jogar contra nós, mas campeonato é assim mesmo: toda equipe quer estar em destaque, mesmo não havendo muita rivalidade entre os contendores.

Escrevo este texto ao final de mais um jogo. Hoje perdemos de goleada(dois assaltos, um estupro, um homicídio e ninguém foi preso). Agora, temos que levantar a cabeça, agradecer a Deus por ainda estarmos vivos na competição, trabalhar forte nos treinamentos e buscar o resultado positivo na próxima partida.

É desse jeito! A segurança pública é um campeonato infinito e de pontos corridos. Basta uma vitória simples na rodada seguinte e voltaremos para a ponta da tabela.

* Nivaldo de Carvalho Júnior, 2º Sgt, zagueiro do time da PMMG e bacharelando em Direito pelo Centro Universitário de Sete Lagoas



Gostou desta postagem? Então cadastre-se AQUI para receber as atualizações do Universo Policial no seu e-mail ou no seu agregador de Feed/RSS.

36 comentário(s):

Anônimo disse...

Ótima reportagem. Condiz com a total realidade, jamais pensei que antes de dormir hoje fosse ler uma materia tao bem elaborada. Parabéns e bola pra frente que nesse campeonato somos mais vitoriosos que derrotados por goleada.

Anônimo disse...

Muito bom este texto Carvalho, melhor ainda no recho em que você comenta sobre as vezes que temos que jogar pelos outros times. Olha que nos meus quase seis anos de profissão policial militar raras foram as vezes em que isto não ocorreu. Forte abraço!!!!!

Anônimo disse...

Sr Sgt Carvalho, parabéns. Use todo o seu conhecimento e faça um modelo de razões escrita de defesa contra transgressão disciplinar de identica natureza ao crime militar.

Anônimo disse...

É desse jeito (esta foi a melhor!!!). Mais um texto do Sgt Carvalho (CM) que dispensa qualquer tipo de comentário. É bem por aí mesmo...Eu sou um apaixonado jogador do ataque (do tipo goleador incansável) e acima de tudo, um fanático integrante desta maior torcida.
Um abraço.
Rocha, Sd PMMG.

Cirino disse...

Parabéns pela excelente postagem. Retratou muito bem o cotidiano difícil vivenciado pelos policiais-militares. Encaminhei aos meus colegas de farda. Continuemos a luta sem esmorecimento.
Um abraço.
Luís Bacchi Cirino.

CERQUEIRA disse...

PARABEN A TODOS OS DO UNIVERSOS POLICIAL E DO SARGENTO QUE NARROU ESTA PARTIDA MUINTO BEM.
ABRAÇOS A TODOS

Anônimo disse...

O que uma viatura da rotam faz em seu turno ou uma viatura do tatico movel realiza durante seu turno, nos policiais do interiorde destacamentos ou pelotões realizamos nossos servisos com apenas uma viatura e dois policias e atedemos qualquer tipo de ocorrencias sendo elas normais ou não, olha que ja fui do batalhão rotam e hoje realizo serviço onde tinha que ter pelo menos 10 policiais são apenas 02.

Jaime Rosa disse...

Se algum jogador do seu time contundir,tenha a certeza que
terá vários outros jogadores aguardando lá no outro campo
para os acolher.(HPM)
Um abraço.

Matos disse...

acho que voce so esqueceu de dizer que os oficiais ( juizes entre a policia e a bandidagem) chegam sempre muito rapido na jogada loucos para dar cartão vermelho aos atacantes e laterais que arriscam suas vidas na jogadas mais sujas, mesmo sabendo que o jogador do time contrario era um homicida, 157, estuprador, matador de policia e assim mesmo sempre desconfiam dos seus melhores laterais e atacantes que ganharam a jogada contra aquele que queria elimina-los.Muitos nunca entraram numa dividida se quer, mas quando chegam no campo encontram o bandido ja morto na jogada sem condições de fazer mais nada a ninguem e ai so resta tentar dar razão ao coitadinho que na concepção de muitos não entraram forte na jogada, vieram com um buquê de flôres e os assassinos somos nos...Somos POLICIAIS, mas para a maiorias dos oficiais nos somos SUSPEITOS...

Sirenio Monteiro de Oliveira - Ten Cel QOR disse...

Aproveito esta oportunidade para parabenizar o Sgt Nivaldo pela sua brilhante criatividade.
Sirenio Monteiro de Oliveira - Ten Cel QOR

Almeida disse...

Muito bem elaborado sgt Nivaldo vc foi muito inteligente com este texto quero que saiba que vc tem razão em tudo que escreveu.meus parabens.

CB ALFRED disse...

Ilmo sgt,
Lendo seu website , gostaria de parabenizá-lo pela comparação de nossa Instituição Militar com o futebol.

Maravilhoso!!! - COPIEI E REPASSEI COM OS DADOS DO AUTOR PARA VARIOS E VÁRIOS MILITARES. Muiiitttoooooo booooommmm...rs

Também vindo de um Bacharel em Direito, só poderia vislumbrar algo com tamanha perspicácia e sapiência.

CB ALFRED - 13 BPM
ACADEMICO DE DIREITO

Anônimo disse...

Ou seja, este time é quase perfeito! Criminólogos, psicólogos, sociólogos via de regra NUNCA entram em campo!Sei.

O texto foi um pouco tendencioso, mas bem elaborado. De qualquer forma, obrigado por este time existir. Abraços

atte lex.

Sgt Carvalho disse...

Prezados(as) amigos(as),

Com muito orgulho jogo nesse grande time (PMMG) há mais de 09 anos. Por outro lado, como pseudo-escritor sou ainda um neófito. Peço desculpas por ter esquecido de citar um dos principais times da segurança pública (Corpo de Bombeiros), o qual é único que detém unanimidade entre os torcedores. Também olvidei do nosso excelente departamento médico (HPM e SAS). Aproveito esse espaço de comentários para corrigir tais erros e ainda agradecer as inúmeras congratulações que tenho recebido pessoalmente, por telefone, e-mail, PA e por intermédio de outros Blogs. Um forte abraço a todos, em especial ao Sgt Monteiro (idealizador do Universo Policial) que me possibilita dialogar com todos vocês.

Edna Linda disse...

Sim, Sr Sgt Nivaldo, eu concordo plenamente com o texto, pois sou uma torcedora fanática deste time, apesar de nao fazer parte dele, mais brigo mesmo e reclamo em alta e clara voz quando algum dos jogadores do meu time de coração são prejudicados por qualquer um dos vários times adversários. Contudo, uma certeza eu tenho, neste time, o da PMMG, não tem ruins jogadores e sim aqueles que tem amor pela sua camisa, uma sociedade melhor pra se viver juntamente com suas familias.
PARABÉNS AO MEU TIME DE CORAÇÃO, A POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS!!!!
Ass: Torcedora de Coração.

Cláudio Cassimiro Dias disse...

Trata-se de um texto muito inteligente e bem elaborado. Com muita procedencia nas frases e construção do conteudo. Abraço. Cláudio Cassimiro Dias. Cabo PM.(Dr Cláudio).

Anônimo disse...

conheço o mentor desta obra de arte. pessoa maravilhosa e exelente profissional, e nao e a toa que seu comentario evoluiu do universo policial para o blog do julio. eh uma pena voce nao poder dizer algumas outras coisas, tenho certeza que gostaria, mais nos nao podemos ousar demais nao e mesmo. a democracia nao funciona para nos. gostaria neste momento que passamos de criminalidade alta de relembrar o ten cel cicero hoje coronel que passou pelo nossso batalhao, exemplo de motivaçao pegou um batalhao de profissinais desanimados e conseguiu fazer ate os mais desmotivados (muxibas) trabalharem. este sim e exemplo de comandar um time, humano, sabia socializar. acho que eh isto que falta hoje para a nossa comandante, e talves a tropa do 36 esteja tao desmotivada. mais fazer o que nem todos sabem a arte de comandar.

Anônimo disse...

apos as declaraçoes de uma comandante ai a ford decidiu entrar na justiça, pois os cabos foram desmotivados a adquirir o modelo ford eco sport.

Anônimo disse...

Muito bom o texto Sargento.Se os governantes entendessem a impotância deste time,talvez fizessem o minimo de força par pagsr a estes atletas um salário digno, e nem falo do salário absurdo que ganham os atletas que estarão em campo aqui no Brasil na Copa de 1014.E olhe se ales perderem, vidas nenhuma estarão em risco e se cairem em campo, podem ficarem quietinhos que rapidamente estarão cercados de profissionais da saúde.Já no caso de nosso time, se caírmos com um tiro, temos que nos ratejarm e tentar continuar o jogo, porque um segundo tiro pode ser fatal e nenhum profissional da saúde está vigiando nossa queda.

Anônimo disse...

sou cabo da PMPE e tudo que o companheiro narrou é a mais pura verdade, é uma pena nao sermos contemplados com medalhas de ouro meu amigo, essas medalhas so chegam nas maos de quem é um mero espectador, um mero torcedor que como voce falou só nao passam despercebidos por usarem uniformes. adorei o comentario sargento, sua policia ai em MINAS GERAIS nao é diferente da nossa, jogamos tanto e nao ganhamos campeonato algum.

joao frederico disse...

nunca vi tamanha besteirada para um bacharel em direito, deveria postar coisas mais necessarias, tipo esclarecimentos a cerca dos direitos constitucionais, esclarecer a tropa de que só pela educação e
esclarecimento poderá alcançar melhores orizonte

Sgt Nivaldo Carvalho disse...

Prezado João Frederico,

Gostoria de esclarecer que ainda não sou bacharel em Direito, mas sim bacharelando, ou seja: estudante. Tenha certeza que pretendo escrever muitos textos de cunho informativo sobre direitos e deveres dos policiais. Mas isso requer prudência e muito conhecimento, o que ainda estou buscando com muita luta na faculdade. Não me falta humildade para reconhecer isso.
Percebo por meio de suas palavras que você não é policial militar ou então faz parte do seleto grupo que apenas veste o uniforme. Caso contrário, entenderia o desabafo continho nas entrelinhas do texto.

Obrigado pelo comentário e um forte abraço!

O autor.

Anônimo disse...

Conheço bem o Sgt Carvalho, sendo sabedor de sua capacidade, pois só um bom profissional que faz segurança pública tem a capacidade de em poucas linhas descrever a realidade da vida de quem tem o dever de servir e proteger. "Se temos motivação, desenvolveremos um trabalho para a sociedade com qualidade". Muitas vezes somos derrotados, em virtude que, ao invés de insentivados para estarmos motivados na prestação da segurança pública com qualidade, aqueles que têm o dever, nos condenam antes mesmo de um julgamento justo.

Anônimo disse...

Sherra a rainha do poder tem que se reciclar, pois ao invés de incentivar seus comandados, promove a tirania. Pagando por isso a sociedade ordeira, pois os guerreiros da segurança pública estão igual ao gato guerreiro do He-man, ou seja se acovardando.

Anônimo disse...

No futebol tem um ditado que diz: "A melhor defesa é o ataque". Para combater a criminalidade temos que "atacá-la". Atancando a criminalidade o profissional de segurança pública corre o risco do insucesso na carreira, muitas vezes injustamente. Entendo hoje que, não vale a pena arriscar, pois aqueles profissionais anônimos, tiveram êxito na carreira, já "você" que deu a sua vida pela sociedade é condenado injustamente, tendo prejuizos emocionais e financeiros.

Anônimo disse...

MUITO CRIATIVO O TEXTO, BAIXOU UM JULIO VERNE NO SGT (RISOS). O SGT ESQUECEU DE DIZER QUE DENTRO DA PM EXISTEM OUTROS TIMES, UM CLÁSSICO, UM CRUZEIRO X ATLÉTICO: OFICIAIS E PRAÇAS. JÁ PENSOU SE O ART. 6º DA LEI 8.906/94 VALESSE PARA A PMMG? SERÁ QUE MUDARIA ALGO?

CONTINUE A ESCREVER TEXTOS ASSIM, POIS SEMPRE ESTEREI LENDO POR AQUI...ABRAÇOS.

DIEGO

Anônimo disse...

Ao apedeuta denominado Jão Frederico:

O Sgt Carvalho não escreveu nenhuma "besteirada" como você disse. Se você não possui a capacidade de perceber a mensagem que ele quis passar, então, isso é culpa de sua deseducação. Deseducação mostrada, inclusive, na sua fala que passou longe, muito longe da gramática, quando diz: "melhores orizonte".

Em nenhum momento o Carvalho se intitulou como arauto da educação. Isso não precisa mais. Não hoje. Sabe por quê?, porque todo mundo sabe da importância de se estudar, porém, a pessoa que não estuda é porque fez essa escolha.

Anônimo disse...

frederico horizonte nao seria com h ou seria o orizonte time de futebol seu metido a sabe tudo analfabeto

Anônimo disse...

Esse João Federico deve fazer parte de um daqueles times citados pelo sargento carvalho e que jogam contra a PM. Com certeza policial ele não é mesmo...

Anônimo disse...

Será que esse tal João Frederico não é um parente da Sherra a rainha do poder. Muitos desconhecem a Sherra pelo nome, mas já foram vítimas dela. Eal não está cima das leis, haja visto alguns acontecimentos!

Anônimo disse...

Parabéns pela brilhante definição do que realmente somos, do que realmente acontece com o nosso time, desde há anos e, ninguém ousou escrever como o Sr. muito bem descreveu. Abraços. Que Deus continue iluminando seue passos e também sua mente, para que num futuro bem proximo, consiga concluir esta faculdade e, que a exerça com dignidade, se isto for possível. Parabéns pela execelente colocação, do acima exposto.

Anônimo disse...

Aproveitando a ocasião gostaria de relacionar o feliz relato do companheiro Sgt Carvalho, atribuindo o futebol com a atividade que exercemos. Vejam bem, há uma certa companhia da região metropolitana que, aquela partida disputada pelo miliciano foi vencida com grandiosidade. Haja visto que é aclamado por muitos. Entretanto, houve a necesidade de fazer uma substituição, pois o técnico da seleção brasileira, achou por bem substituí-lo. Pois ele teria sido contratado para integrar a seleção para disputar outras partidas e vencê-las com a mesma capacidade.Todavia, descontente com a substituição, aquele novo contratado demonstrou falta de espírito espotivo, fazendo jogadas desleais, ou seja chutando o substituto por trás e jogando contra o patrimônio, o famoso gol contra. É terrível!

Anônimo disse...

Parabéns pelo seu texto, resumiu tudo. Quem sabe os políticos do Brasil, reflitam sobre isso.
Mais uma vez parabéns.

Anônimo disse...

NUNCA vi uma analogia tão precisa!
Parabéns Sargento!

Anônimo disse...

REMETENTE: FELIPE, RECRUTA DA PMERJ 2011
DESTINATÁRIO: 2º SGT NIVALDO DE CARVALHO
A PRIORI,QUERO DESTACAR A EXCELENTE EXEMPLIFICAÇÃO METAFÓRICA.EM SUMA, FICA EVIDENTE O ORGULHO CORPORATIVISTA DO SR,ALÉM DA HEGEMONIA INTELECTUAL ANALÍTICA.

Anônimo disse...

parabéns sgt, pelo texto acima citado, excelente comparação, as eleições estão chegando, precisamos de um técnico novo para o nosso time (time dos praças), já pensou em arriscar? o meu voto é seu. sucesso nos estudos. abraços

Postar um comentário

Comentários - Regras e Avisos:
- Nosso blog tem o maior prazer em publicar seus comentários. Reserva-se, entretanto, no direito de rejeitar textos com linguagem ofensiva ou obscena, com palavras de baixo calão, com acusações sem provas, com preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com a legislação nacional.
- O comentário precisa ter relação com a postagem.
- Comentários anônimos ou com nomes fantasiosos poderão ser deletados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores e não refletem a opinião deste blog.
- Clique aqui e saiba mais sobre a política de comentários.

 
Os pontos de vista aqui publicados são de responsabilidade dos respectivos autores, não representando versões oficiais de quaisquer instituições.
© 2007 Template feito por Templates para Você - Deformado por José Ricardo
▲ Topo